Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

Cavaco - Sócrates e os conflitos artificiais

Cavaco e Sócrates são minas para os jornais, mesmo que o País compre muito caro a venda do papel.

Ontem tinha aconselhado a ouvir os programas da Antena 1 e mencionava o "Contraditório". Vale a pena voltar a ouvi-lo, se ainda estiver gravado.

Carlos Magno, a propósito da primeira comunicação do Presidente, diz que "Cavaco fez bem em desmontar os processos de fabricação dos chamados factos políticos que em jornalismo vão de especulação em especulação." Luís Delgado, sensatamente, sugeria que Cavaco já tinha dito tudo e o melhor era terminar a conversa. Cavaco não ouviu o conselho.

Depois da Segunda declaração do Presidente dirigida aos jornalistas, os Partidos e os comentadores meteram-se ao barulho e cada um quis destilar o que lhe corre nas veias. Mais uma vez, um Homem inteligente, um grande senhor da Comunicação Social, sem nunca ter necessidade de se colocar em bicos dos pés, desmonta o alarido. 

Comentando a Comunicação do P.R, lembra as picardias entre os Partidos, a sucessão de disparates que tanto a classe política, como os jornais se envolveram para criar conflitos artificiais.

Carlos Magno põe o dedo na ferida: "é preciso criar uma certa conflitualidade para que haja notícia, se não houver não há público, não há sangue, não há o frenesim do quotidiano". C.M acrescenta: "é preciso pôr os jornalistas a pensar e a reflectir". Remata: "Cavaco fez uma grande critica ao jornalismo em que ele próprio também se inclui. A Comunicação é uma declaração política de extrema importância."

Faço minhas as palavras do Carlos Magno, que não conheço pessoalmente, mas que admiro pela sua capacidade intelectual e a honestidade em dizer o que os portugueses necessitam de ouvir para não serem confundidos com o badalar dos sinos.

C.S

publicado por regalias às 08:30
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Antena 1, programas que destaco

Apesar do ensino ter hoje à sua disposição ferramentas que centuplicam o saber e o entendimento, tanto em rapidez como na capacidade de aprendizagem, não é isso que acontece.

Verifiquei, nas últimas eleições Legislativas que o chefe de um Partido, um demagogo alucinado, um profissional do engano, conseguiu engolir os votos de uma classe, que devia ser culta, a dos professores, a qual entregou ao bandido, como o demagogo costuma referir-se ao adversário, o ouro, ou seja, os seus votos.

O demagogo consegue 16 deputados quando não merece mais de quatro. 

Por este motivo e para complementar a sua informação, o público, em geral, tem um meio muito simples de compreender melhor o que se passa no País e no mundo. Oiçam programas de rádio que não cansam a vista nem vendem balelas. Podia indicar-lhes uma dúzia, mas realço três na Antena 1. "O Esplendor de Portugal" às quintas, o "Contraditório" às sextas e a "Visão  Global" aos domingos. Os dois primeiros por volta das 19h10 e a "Visão" pelas 12h13.

Àqueles que costumam levantar-se de mau humor, não resisto a sugerir: o "Portugalex", de segunda a sexta, às 8h-05.

Boas e proveitosas audições. Não é justo que o Governo gaste milhões no ensino e o aproveitamento seja tão pouco e tão ingrato.

C.S

 

publicado por regalias às 08:37
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009

Os amigos da onça

Sócrates continua a receber o apoio dos amigos da onça. Desta vez aparece o Cravinho a dizer que o Governo só durará dois anos. Este individuo é motivador e apoiante estrénuo de Sócrates e se possível o seu Brutus.

Esperemos que Sócrates não se deixe influenciar por este e outros Brutus, já antes mencionados.

Sócrates não é César e o povo voltou a dar-lhe confiança e a acreditar na sua inteligência, sensatez e determinação.

Mas nem só Sócrates tem os seus Brutus. Ferreira Leite recebe o beijo envenenado numa garrafa de champanhe para festejar antecipadamente a derrota. O Pregador dos domingos da RTP 1, ainda não tirou da ideia a Presidência da República ou ser Primeiro-ministro, mesmo que agora seja preciso mergulhar no lodo. Depois vem o de Gaia, um tipo confuso, mas que tem apoiantes naqueles que ele beneficia. Este é uma desgraça. Enquanto foi Presidente do PSD, só disse baboseiras. Mas fala, e se necessário chora, tendo sempre presente que, quem não chora não mama. Por último vem outro sujeito, que gaguejando se atira às canelas da senhora. Este é violento, vê-se que é um despeitado asqueroso. 

Estes Brutus, arrotadores de importância que o dinheiro lhes confere, permitem-se dizer todos os dislates. É bom que oiçam as respostas e a opinião de quem não concorda com eles. Sócrates e Ferreira Leite são pessoas educadas que não baixam ao nível desta gentalha emproada e milionária.

C.S

publicado por regalias às 14:13
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 26 de Setembro de 2009

Masoquismo ou o poder da demagogia

Foi interessante seguir os debates televisivos dos lideres dos 5 maiores Partidos e compreender o que os diferencia.

Sócrates e Portas são, inquestionavelmente, os mais inteligentes e os mais honestos.

Sócrates mais solto, Portas mais pensado, sempre com o "improviso" estudado.

Ferreira Leite só deu um ar de graça no debate com Sócrates, mas este foi superior.

Na escolha entre Louçã e Jerónimo, Jerónimo leva a melhor. Louçã foi sem dúvida o pior de todos. Sócrates despiu-lhe toda a patética altivez.

Surpresa das surpresas, o pior é o que mais sobe nas sondagens.

Será que a estupidificação chegou com a gripe A, ou as pessoas são tão masoquistas que teimam em viver pior e bebem demagogia como néctar?

"Até ao lavar dos cestos é vindima", mas a confirmar-se este voto sem sentido, onde a manipulação perversa e a mentira mais descarada fazem escola, então os votantes merecem o que querem semear. Os filhos e os netos irão colher os frutos e as lágrimas.

C.S

publicado por regalias às 08:29
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

A inteligência de Sócrates e o Marcelo da RTP1

Marcelo Rebelo de Sousa usa e abusa da parlapatice. É o pantomimeiro culto que joga com as palavras e com a credulidade dos ingénuos que aceitam o Professor como um oráculo.

Mas o Professor que devia ter, em todas as circunstâncias, um comportamento de verdade e de dignidade não consegue manter essa postura quando os seus interesses estão em jogo.

Toda a gente ouviu como ele transformou uma mentira em verdade. O caso das escutas, despoletado por Ferreira Leite e que ele transporta para Sócrates com o argumento que ninguém levanta um problema contra si próprio. As palavras que utilizou foram outras, mas a ideia é esta.

Este Professor mal acabado, fluente, às vezes coerente, outras, e muitas, incoerente, com gestos avulsos e simpáticos é muito menos credível que Sócrates porque mais perverso devido à frustração maquiavelista que o enforma.

Sócrates tem a inteligência sã, do Homem que vai aos desafios da vida, que luta de corpo aberto, que tenta compreender o ser humano para estar ao seu lado, para o defender e o elevar à dignidade humana.

Sócrates tem erros? Claro. Quem os não tem?

Ontem, no debate entre Marcelo e Vitorino na RTP 1, Marcelo aproveita a passividade de Vitorino e a condescendência da Judite para desferir o ataque viperino e que ele julgou fatal contra Sócrates.

Disse o verrinoso malabarista:

"Sócrates agarra-se à oportunidade da sua vida."

Uma pessoa ouve isto e pergunta-se: será que este sujeito, este Marcelo, não se enxerga? O que fez ele quando, ridiculamente, se atirou ao Tejo, ainda esgoto da cidade, para ter a possibilidade de agarrar a oportunidade da sua vida?

C.S

 

publicado por regalias às 08:25
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

A greve dos milionários, junk...eiros & Cia

À miséria real junta-se a miséria mental dos egoístas.

Ao reivindicarem aumentos de mil e mais euros, em ordenados que vão dos onze mil euros aos dezassete mil, os pilotos da TAP estão-se borrifando para aquelas dezenas de milhar de pessoas que vivem com 160 € mês.

Razão tem Sócrates ao querer o TGV. Além dos argumentos já expendidos pelo Governo, milhares de passageiros aproveitarão este meio de transporte para Madrid, Paris, Barcelona, Roma, etc, quase tão rápido como o avião, muito mais confortável e mil vezes menos poluente.

O mal de Sócrates não são os seus adversários são os seus junk amigos. Ele já o provou ao mudar o aeroporto da OTA, sem cuidar dos argumentos de Cravinho e dos grandes potentados. Quando compreendeu que ali o aeroporto era um erro porque representava grave perigo para os passageiros, Sócrates desautorizou o ministro e corrigiu o engano.

Quem tem medo de Sócrates são estes junk...eiros que arrastam polémicas para os campos onde não deviam entrar porque não as tinham levantado.

Mas Sócrates não pode tapar a boca aо товáрищ Vital, ao Soares, à Edite, ao alegre e ao junk...eiro, que lhe minam as bases e irritam apoiantes que começam a hesitar entre os junks e o incrível Louçã ou o Jerónimo, que prometem tudo o que sabem que não podem dar e assim enganam todos os mentalmente incapazes.

Comunistas e Bloquistas da UDP são especialistas do caos e da destruição do tecido empresarial que fizeram a seguir ao 25, situação que os Governos constitucionais nunca mais conseguiram equilibrar.

Com voos de natureza mesquinha ou com amigos junk, o Sócrates tem mostrado muita inteligência, muita determinação e vontade de reerguer este País.

C.S

publicado por regalias às 09:12
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

Cavaco Silva, isenção e honestidade

Ao ter a certeza que a calúnia lançada sobre Sócrates, a propósito das escutas, tomava foros despropositados, Cavaco Silva, que tinha dito que falaria sobre o caso depois das eleições teve de mostrar que o Presidente da República não pactua com a mentira continuada e com a insinuação insistentemente repetida.

Uma coisa são as manobras de diversão, outra, muito diferente, é transformar a mentira em verdade e caluniar para daí obter resultados favoráveis ao caluniador.

Cavaco Silva, quando teve a certeza que Sócrates não tinha nada a ver com o assunto e este se arrastava, teve a coragem de prescindir dos serviços de um amigo e de um companheiro fiel que o tinha assessorado durante mais de duas dezenas de anos.

Cavaco faz-me lembrar D. Pedro I, que tendo sabido que o seu escudeiro mais amado e a quem ele confiava todos os seus segredos tinha morto dois judeus para os roubar, de lágrimas a caírem-lhe abundantemente dos olhos e chorando como uma criança, à sua frente o mandou matar.

Fernando Lima tem sorte de viver nos nossos tempos. E aqueles que aproveitaram o deslize do assessor, para achincalhar Sócrates, são inimputáveis porque, protegidos pelas leis da República, podem dizer o que quiserem sem ninguém os poder chamar à pedra.

C.S

publicado por regalias às 08:55
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 20 de Setembro de 2009

Os disparates de Soares, dos outros, e dos jornalistas.

A Sócrates já não lhe bastava as mentiras do Bloco de Esquerda ainda aparece Mário Soares com a sua lenga-lenga, descolorida e muitas vezes disparatada.

Os jornalistas aproveitam tudo como loucos esfaimados e fazem, de pedaços de conversas, afirmações e convicções. Soares nem afirmou nem deixou de afirmar nada de especial sobre a junção do PS com o Bloco, mas os jornalistas irão fazer daqui uma caixa para o Louçã rufar.

No outro dia Sócrates falou num Governo com novos Ministros. Toda a gente entendeu o que ele queria dizer, mas estes anjos da asneira e da falsa notícia que faz eco, imediatamente encheram os seus meios de Comunicação dizendo que Sócrates não só corria com a Ministra da Educação, como ia tudo para o olho da rua. Teve Sócrates, de pacientemente, explicar que as conclusões tinham sido apressadas.

A juntar a todos estes disparates, Sócrates, tem um ilusionista que quer ser Presidente da República, aquele que fechou o diário "O Século" e pôs centenas de trabalhadores na rua. Esta referência, em quem os néscios acreditam, acha que um cravo na lapela é sinónimo de democracia e que democrata é aquele que grita democracia, mas que vive como um nababo, enquanto dois milhões roçam a raiva e a pobreza.

A juntar a estes, Sócrates tem ainda uma Ana e um Vital que votam como entendem no Parlamento europeu. Já não conto com os do Bloco e com os Comunistas que no Parlamento Europeu não só votam contra Sócrates, mas também contra Portugal.

Com toda esta gente como "amigos", Sócrates terá de pedalar a sua bicicleta até ao último minuto e estar atento aos furos e às palavras desnecessárias.

C.S

publicado por regalias às 18:10
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

Vale mais um neurónio de Sócrates do que Louçã e Jerónimo juntos.

A maneira como Louçã e Jerónimo exploram os instintos primários de ignorantes, de incompetentes, de relapsos ao trabalho e de indivíduos que querem viver à babugem é repugnante.

Estes sujeitos lançam mão de tudo quanto é baixo e marginal para esconderem os seus apetites sem se importarem com o bem do País.

Eles que são contra a União Europeia e por isso contra todos os benefícios que Portugal daí recebe e concomitantemente para todos os portugueses, escondem essa posição e mandam para o Parlamento Europeu sujeitos que não só fazem contravapor como votam contra o Presidente da Comissão Europeia, um português, Durão Barroso, mostrando como nada lhes interessa de Portugal a não ser o chupar a teta parlamentar e usufruir chorudos ordenados.

O Louçã, que Sócrates, no frente-a-frente, desmontou peça a peça e mostrou que as suas aldrabices são bem maiores do que a manta onde as esconde. Louçã não irá muito longe nos apetites. Enrola bem as palavras, mas os actos reduzem-no a pouco mais que zero.

Sócrates vale mais num só dos seus neurónios do que Louçã e Jerónimo juntos.

Sócrates pode ter muitos defeitos e tem, mas também tem a coragem de emendar os erros sem se importar com a vozearia dos demagogos.

C.S

publicado por regalias às 09:11
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009

"A alma e a gente" e a RTP 2

A RTP 2 continua à deriva. Normalmente só a vejo nos domingos e no programa "A alma e a gente". Tentei vê-la com assiduidade porque os programas são bons, mas desordenados nas horas. Escrevi três vezes sobre o assunto. Tudo continuou na mesma. Desisti.

Ontem preparava-me para ouvir o Prof. H. Saraiva dissertar sobre Porto de Mós. ÀS 19h20 anunciam que o programa começa às 19h30. Às 19h33 apareceu o "Arte e Emoção" e só às 20h começou o programa esperado. Tive que optar entre ouvir o noticiário na RTP 1 ou o Professor. Claro que optei pelo último tal como o faço sempre.

Quem perde? A RTP1. As audiências diminuem.

Felizmente, que desta vez, a RTP 2 me compensou largamente. Depois de Porto de Mós, o pequeno programa seguinte era interessante. Os Simpsons, a que não acho graça, foram breves. Seguiu-se o primeiro filme da série sobre a Segunda Guerra Mundial. Este sim, na hora certa e não em horários impróprios para quem trabalha.

A RTP 2 perde audiências por não saber programar ou por casmurrice de quem manda. Vou ver o resto da série se for sempre a esta hora e passarei a ver um pouco do Telejornal das 22 horas onde a apresentadora é muito bonita, calma e me pareceu sensata.

Que espera a RTP 2 para ganhar audiências? Se tem o melhor material por que não o usa com inteligência?

Desta vez estão perdoados. Na próxima serei desagradável. Não ganharei muito, mas pelo menos alivio os nervos.

C.S

publicado por regalias às 08:54
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12


22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. EUA andam à procura de sa...

. Moção de Censura, suicídi...

. Andam a brincar com o fog...

. P.R reforça a confiança e...

. O fogo é como o terrorism...

. Fogo nas facilidades, na ...

. Futebol. Maus professores...

. Mário Centeno dá baile na...

. Os jovens que estudam fic...

. Portugal perdeu o rumo, v...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds