Quarta-feira, 26 de Julho de 2017

A riqueza da Democracia e os malefícios da demagogia

Ao ouvir, às três da matina, o Marcelo perorar sobre as virtudes da Democracia e as lacunas da Ditadura, inventada por Cunhal e Soares, com a bênção de todos os beneficiários desta desorganização, libertinagem, roubalheira e corrupção depois do 25 de Abril, começo a perder a paciência e o sono quando o Marcelo, única esperança que resta ao país, ajuda ao fogo ao lançar fogachos verbais.

Marcelo, filho do Dr. Baltazar Rebelo de Sousa, Comissário Nacional da Mocidade Portuguesa, Subsecretário de Estado da Educação, Deputado, no tempo do Dr. Oliveira Salazar e Governador-Geral de Moçambique, Ministro da Saúde, da Previdência Social e Ultramar, no Consulado de Marcello Caetano, foi sempre um Homem impoluto.

Salazar e Marcello sabiam escolher os melhores; aqueles que fizeram crescer o País, tirando-o da escabrosa miséria em que a Primeira República, 1910-1926, o tinha lançado.

Salazar, tendo entrado, em 1928, como Ministro das Finanças para a então, esta sim, Ditadura Militar, passa em 1932 a Presidente do Conselho (Primeiro-Ministro). No ano seguinte sai a Constituição de 1933, que no artigo 8º explana bem as liberdades e garantias de todos os cidadãos.

O Estado Novo funciona como qualquer Estado Democrático: com ordem, uma estratégia sabiamente definida e não como esta bandalheira em que temos vivido desde há 43 anos, com pequenas exceções.

Marcelo Rebelo de Sousa é fruto do Estado Novo e, por esse motivo, pela simplicidade, naturalidade e inteligência conquistou o povo da Esquerda à Direita ao enfrentar os três Presidentes anteriores e um obeso e convencido General de aviário.

Marcelo comeu-os com a mesma espontaneidade como mastigava o pão da campanha, enrolado num pedaço de papel.

Por estas razões, Marcelo não necessita de fazer favores nem de contornar tragédias por fás e por nefas.

Aquilo que hoje se esconde é incomensuravelmente maior do que antigamente.

Marcelo tem de concordar que, hoje, a Demagogia tornou-se corriqueira entre políticos e militares.

Não vá por aí.

Pense um segundo antes de falar, para não sair asneira.

 

Anterior “Parvalheira, demagogia e esquizofrenia politiqueira”

C.S

publicado por regalias às 06:21
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Os jovens têm de saber ti...

. Saber ouvir, saber pensar...

. Exército Europeu para aca...

. O Panteão e os Pantaleões...

. Os bacanais dos Bispos em...

. Um país de pataratas e a ...

. Salvar Portugal: divulgar...

. Aprender naturalmente, se...

. Robots, bem-vindos a Port...

. Os 80% dos médicos que fi...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds