Quarta-feira, 1 de Novembro de 2017

O coaxar de Governantes e o futuro dos portugueses

Se os portugueses pudessem, se lhes dessem rédea larga, cada português formava um Estado.

É por esse motivo que este povo é considerado o mais difícil de Governar.

Cada português sabe muito mais do que o mais sábio governante. E ele, mesmo analfabeto, apresenta e defende as melhores soluções para Portugal, o Benfica, o Sporting, o Porto e as romarias em Portugal.

O Português sabe tudo e é tão difícil de Governar que Portugal anda há 43 anos aos baldões. De um lado para o outro parece um tonto.

Os Governantes destas mais de quatro décadas continuam a não saber para onde se virar por que não têm sentido de Estado.

Foi por isso que Salazar era amado, respeitado, escutado e copiado no seu exemplo.

Salazar vinha do povo que arrancava da terra o pão nosso de cada dia. Salazar ao aceitar entrar para o Governo só pediu que acreditassem nele, na sua inteligência, no seu trabalho e na sua honestidade. Garantiu que ao sair do Governo podiam virar todos os bolsos do fato que vestia, que do Estado não levaria um único cêntimo.

Em 40 anos, quatro como Ministro das Finanças e 36 como Presidente do Conselho (Primeiro-Ministro), cumpriu tudo quanto tinha prometido.

Portugal passou de um país de pé-descalço a um País de grande progresso e admirado por todas as nações do mundo.

Salazar conhecia o povo, sabia quais os defeitos e qualidades. Exaltou as suas capacidades, mostrou-lhes que eram descendentes de reis e marinheiros ilustres.

Os primeiros asseguraram e garantiram a independência do território que tinha sido entregue a filha de rei e ao marido, nobre Francês.

Os marinheiros entraram no mar perigoso e descobriram três quartos do mundo desconhecido. Cunhal chamou-lhes fascistas.

Mais valentes, destemidos que os Portugueses não havia outro povo.

Com estas simples mensagens e muito trabalho, Salazar recuperou da violentíssima miséria em que a Primeira República o tinha enterrado.

Nestes escandalosos 43 anos só não batemos no fundo e pedimos a Espanha para nos integrar numa federação Ibérica porque entrámos na União Europeia.

Os 27, todos juntos vão encanando a perna à rã e despejando euros no saco roto.

O coaxar dos Governantes portugueses, titubeantes e videirinhos porque o povo é ingovernável, prometem tudo, adiam, não enfrentam a realidade que coarta o futuro e a felicidade dos nossos filhos e netos.

 

Anterior “O homem sabe tudo mas não se conhece a si próprio”

C.S

publicado por regalias às 07:23
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Os jovens têm de saber ti...

. Saber ouvir, saber pensar...

. Exército Europeu para aca...

. O Panteão e os Pantaleões...

. Os bacanais dos Bispos em...

. Um país de pataratas e a ...

. Salvar Portugal: divulgar...

. Aprender naturalmente, se...

. Robots, bem-vindos a Port...

. Os 80% dos médicos que fi...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds