Terça-feira, 10 de Outubro de 2017

Portugal perdeu o rumo, vai a caminho da grande Ibéria

A péssima situação em que Portugal se encontra, com uma dívida astronómica, a pagar pelas gerações futuras, causa enormes preocupações a pais e avós que não auguram nada de bom para filhos e netos.

Esta calamidade que nos acontece foi possível por culpa de militares ignorantes, políticos abastardados, povo inconsciente, oportunistas e greves estúpidas e altamente criminosas que derreteram milhões sem proveito para quem as provocou e altamente prejudiciais para todos.

O roubo de armas em Tancos desnuda o país que temos e onde vivemos.

Militares e políticos, conluiados, continuam a engodar Portugal.

O que nasceu de um molho de garotos, sem princípios e conhecimentos, continua como começou: com promessas, enganos, saques e cuspo.

O estoiro está nos horizontes.

A incontinência verbal e mental caminha para a falência a curto prazo. Mais uns anos e explode em estilhaços.

A Comunicação Social continua a apoiar uma Esquerda acéfala que exige os serviços para se grudar no poder. Nos militares não toca. A cobardia tomou conta do quarto poder. Interessa-lhe sobreviver.

As revoluções estão proibidas por uma União Europeia que quer manter a paz a todo o custo depois da brutalidade da Segunda Grande Guerra.

No ar sente-se o cheiro dos lugares putrefactos.

Portugal está no fim.

O roubo das armas de Tancos mostra a ligação entre políticos e militares que já deixaram de obedecer ao Presidente da República.

Marcelo não sabe que atitude deve tomar.

Pobre país. Salazar salvou-o do primeiro ataque parasitário, mas, com este segundo, tem poucas probabilidades de sobreviver.

Irá juntar-se à Catalunha e formar, finalmente, a apetecível grande Ibéria.

 

Anterior “ Fogo num país que arde lentamente”

C.S

publicado por regalias às 06:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Os jovens têm de saber ti...

. Saber ouvir, saber pensar...

. Exército Europeu para aca...

. O Panteão e os Pantaleões...

. Os bacanais dos Bispos em...

. Um país de pataratas e a ...

. Salvar Portugal: divulgar...

. Aprender naturalmente, se...

. Robots, bem-vindos a Port...

. Os 80% dos médicos que fi...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds