Sábado, 10 de Junho de 2017

Reacionários à inteligência no dia de Portugal

Camões era fascista, segundo a ladainha dos sociais-fascistas (como são conhecidos os comunistas).

A tentativa impossível de apagar o passado leva no entanto que alguns jornalistas, mais por teimosia do que pela certeza do que escrevem, continuem a dizer mentirolas que o tempo se encarrega de desmontar.

Salazar viu a possibilidade de resolver as graves dificuldades de Portugal ao recordar os heróis portugueses desde o século XII até ao século XX.

O orgulho de ser português aguçava o esforço e a inteligência.

Os heróis que hoje se apresentam, como figuras do 25 de Abril, alguns não passam de trafulhas que, gritando Democracia, se aboletaram com o dinheiro dos trabalhadores que incitaram ao trabalho em dia de descanso.

Vasco, o louco, distribuiu dinheiro a rodos, por gente que necessitava de ter na não, chegou ao seu último Governo, dos quatro comunistas, que liderou, sem dinheiro para Governar. Esvaziou os cofres.

A pesada herança contra a qual falava, serviu-lhe para fixar os sociais-fascistas em Ministérios e Organizações do Estado.

Os inconscientes e impreparados jornalistas podiam começar por se perguntar como salvar Portugal depois do estado miserável em que a Primeira República, 1910-1926, o deixou. Verifiquem sempre a notícia.

Que podia fazer Salazar?

Deixava morrer os milhões de pedintes à fome?

Não metia, na função pública, os milhares de desempregados?

Não desenvolvia a Cultura social como António Ferro fez?

Por quê, esta juventude, que aprende a escrever nos jornais, não vai mais além das frases tolas de gente a caminhar para o desgaste e o suor e que, para equiparar tudo à sua imagem escreve que o povo “execrava o espírito do Dia de Portugal”, o que é uma estupida mentira, facilmente desmontável. Se o jovem jornalista não verificar as fontes, acabará por repetir o engano que o desacreditará.

Também eu escrevi em 1962 uma violenta novela onde atacava o que achava errado no Estado Novo.

Os livros portugueses nunca eram proibidos, a menos que o editor os quisesse vender em quantidade. Fazia a propaganda ao dito e, desde que houvesse uma queixa de um particular, só aí o livro era apreendido.

Quando os sociais-fascistas e os que bufaram, na Rádio de Argel, as posições dos soldados portugueses para serem mortos à traição, dizem que tiveram livros apreendidos, seria interessante, os jovens jornalistas verificarem a veracidade das afirmações destes reacionários ao bem-estar de Portugal.

Herói foi Camões, não a cambada de aldrabões que, a seguir ao 25 de Abril, invadiu Portugal.

 

Anterior: “Ministro da Cultura, de Ditadura e Triste Figura”

C.S

publicado por regalias às 06:52
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

14
15
16

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Trump na boca dos repugna...

. João Soares preferia a de...

. Bush, Obama e outros imbe...

. Democracia desculpa corru...

. Trampadisenteria contra o...

. Antena1, Línguas, Ensino ...

. União Europeia e as sançõ...

. CDS, no futebol dá toques...

. Autoeuropa: pica a cevada...

. Os loucos irresponsáveis ...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds