Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

O ser humano comete erros por inconsciência

A diferença entre os animais racionais e os irracionais não é total. Embora muitos não o queiram admitir, o instinto continua colado ao ser humano tal como funciona por impulso no irracional.

Ao estudar os outros tenho de descer sempre às minhas profundezas. Por vezes fico aterrado pelo que fiz, eu que tinha feito propósito de ser um homem perfeito e incapaz de errar. Pois quê, os erros são frequentes.

Há perto de sessenta anos fiz um curso sobre Espiritismo, em Paris, com Madame Christine e Georges Guilhaume, abri novos espaços.

Um dos assuntos mais debatidos e discutidos foi sobre os dois espíritos que todo o ser humano possui e que só por isso se distingue dos outros seres da Natureza. Um representa o bem e o outro o mal. Por esse motivo, sem perceber como, os seres humanos querem proceder sempre bem e, de repente erram por distração, por inconsciência.

Quando cometo erros e me apercebo que os cometi, além de os tentar emendar, o que nem sempre consigo com a rapidez desejada, faço, uma repescagem dos erros cometidos e conhecidos de outras pessoas em altos cargos governamentais, o que não me conforta, mas que me servem de estudo para compreender o que se passa com o ser humano.

Neste momento passo horas a tentar descortinar o que acontece com os Turcos, os Curdos, os Sírios e os Americanos.

Será que o instinto do mal é de tal maneira superior ao bem que alguns povos não sejam capazes de se entender e viver em comunidade, se o mundo tem tudo o que o ser humano precisa para viver bem?

Quando os erros humanos atingem um determinado limite, a Natureza imediatamente entra em ação e, com fogos, furacões, cheias, degelo. Tudo, o que no momento é necessário para chamar a atenção do ser humano, é desencadeado como aviso.

Todos os seres formaram-se a partir do mesmo ponto; primeiro em forma de luz que criou matéria, umas vezes fabulosa, quase mágica, e outras vezes miserável. O primeiro a compreender isso foi Einstein.

Estamos todos ligados uns aos outros e por esse motivo há seres que são capazes de realizar prodígios

O avanço do mundo, nestes últimos setenta anos é tão grande e tão rápido que, acredito, ou o mundo Global se transforma no Paraíso da Felicidade ou se contrai e regressa ao ponto inicial.

Está nas suas mãos pensar no assunto e ajudar a salvar este planeta, dando a Portugal todas as suas melhores capacidades.

 

Anterior “Não deixem morrer a experiência polític”

C.S

publicado por regalias às 17:48
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Outubro de 2019

Não deixem morrer a experiência política

Quarenta e cinco anos de Democracia falhada é desesperante para aqueles que não têm emprego, para os do ordenado mínimo e para os pobres que a Revolução do 25 de Abril criou.

O problema não é o da Democracia, que bem conduzida e compreendida é talvez o melhor sistema de Governo, embora, para mim, esteja convencido que o sistema utilizado no Estado Novo é aquele que melhor se adapta a qualquer sociedade.

Os ataques que comunistas e socialistas lhe fizeram enganaram o povo com menos estudos e em vez de os beneficiarem, prejudicaram como está à vista de toda a gente.

O Estado Novo foi um Estado com ordem e autoridade como é hoje qualquer regime Democrático. Toda a gente pode fazer comparações e chegar a essa conclusão.

Mas a politiquice serve-se de tudo para atingir os fins que pretendem.

Ao principio utilizavam a prisão do Tarrafal como se os 41 presos que aí morreram fossem assassinados. Os únicos que podiam ser acusados eram os Comunistas que proibiam os presos de saírem de lá. Edmundo Pedro que tentou fugir do Tarrafal mais o pai foram expulsos do Partido por causa disso.

Os presos morriam por causa do calor. Ainda hoje, a Comunicação Social vem a falar das centenas de mortes dos trabalhadores estrangeiros que trabalham no Qatar para o próximo campeonato do mundo aí a realizar em 2022.

Quem não está habituado ao muito calor sofre com esses problemas. Como é que Salazar podia ser acusado se eles obedeciam ao Partido e teimavam em ali ficar?

Mas os Partidos são necessários quando a sua tarefa é nobre, ou seja, de esclarecimento e de desenvolvimento.

Nestas últimas Eleições Legislativas, todos os Partidos que concorreram preocuparam-se em esclarecer os eleitores e por isso, várias vezes chamei a atenção para esse aspeto, fossem eles da Esquerda ou da Direita.

E por quê? Porque as pessoas aprendem ao comparar o que os políticos dizem ao alertar sobre o que é necessário fazer para a melhorar a qualidade de vida das pessoas ou para tomarem atenção às promessas.

Saber história e saber de política é tão fundamental como saber de TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação). Se juntarem a estes conhecimentos um Curso Superior de 3 anos, a vida torna-se mais fácil.

Os Cursos estão abertos até dia 15. Não viva da preguiça. Faça um esforço.

 

Anterior “Direita e Esquerda dominadas por fanáticos”

C.S

publicado por regalias às 16:37
link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Outubro de 2019

Direita e Esquerda dominadas por fanáticos

Governo e Presidente da República já deram sinais que o engano e a manipulação acabaram.

A leviandade de um tipo do PSD que vem afirmar que estará sempre contra aquilo que o Governo quiser aprovar só não é uma estupidez abissal no século XXI porque democraticamente já não há estúpidos. Há só gente que fala sem pensar no que diz.

O individuo que vomita esta enormidade e as sumidades que o seguem ou vivem todos muito bem e por isso quanto o país estiver mal, melhor para eles ou são acéfalos fanáticos que não entendem nada do que grunhem e pouco lhes importa que na próxima geração, os filhos e os netos sirvam de criados, para não dizer escravos, de uma Europa próspera que fará de Portugal e dos seus serviçais um campo de férias e a sua retrete.

Salazar e Marcello Caetano, principalmente este último, bem quis preparar a saída e entregar Portugal a gente com capacidade para Portugal ser tão próspero e evoluído como a Suíça. O cansaço e a doença fizeram que as suas Conversas em Família, onde referiu que muitas vezes apontavam para a Direita e ia para a Esquerda e vice-versa, caíssem em saco roto..

Salazar não hesitou em copiar, com sucesso, os planos quinquenais russos que tinham sido estudados pela Comissão Gosplan do Estado Soviético para desenhar uma Planificação Geral, que os russos seguiram com ótimos resultados. Marcello continuou a linha de Salazar para desenvolver Portugal como aconteceu até 1974, data do 25 de Abril, quando a desorientação começou por laxismo, medo e demagogia a retrair os Governantes.

Só não perceberam estes sinais os da Direita e da Esquerda que não quiseram.

Costa e Centeno têm de Governar com inteligência e prudência. Ainda não se fixou um plano estratégico porque continuam hesitantes. Não podem. Os portugueses estão com os Governantes, mesmo que não tenham votado nos Deputados do PS. Quem está no Governo é para Governar.

Façam um teste quando o Sindicato subserviente ao Partido Comunista prejudicar o povo e verificarão que todo o povo lhe obedece, não molestando a Democracia. Quem molesta a Democracia são os mais ignorantes que deitam foram milhões de euros sem qualquer benefício.

Centeno conseguiu equilibrar o barco, porque as greves foram diminutas e algumas paralisações não tiveram quaisquer consequências, caso contrário sucedia o mesmo que estava a acontecer.

Os mais pobres apodrecem na miséria, que apoiam por desconhecimento.

Nem a Direita deve incitar ao fanatismo nem a Esquerda ao populismo enganoso.

Que um trauliteiro qualquer venha afirmar que nunca votará leis úteis ao desenvolvimento do País só porque quem está à frente do Governo é o PS, é de infantilismo total para não dizer de uma infâmia inqualificável.

Quem o apoiar torna-se tão culpado como o insensato.

 

Anterior “Aproveitem a ocasião, inscrevam-se nos Politécnicos”

C.S

publicado por regalias às 16:30
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Outubro de 2019

Aproveitem a ocasião: inscrevam-se nos Politécnicos

Por que insisto tanto na inscrição nos Politécnicos?

Porque a situação do ensino mudou muito em todo o mundo e em Portugal também.

Hoje, qualquer pessoa, com mais de 23 anos, se pode inscrever num Curso de Ensino Superior: uma Universidade ou Politécnico. Tenha estudos ou não tenha. Só precisa de saber ler e escrever e tenha capacidade para responder a um questionário muito simples de inscrição.

Explicando isto de maneira ainda mais direta, os pensadores do mundo chegaram à conclusão que o adulto se tiver uma base teórica, dada nas Universidades ou nos Politécnicos pode desenvolver muito melhor o trabalho naquela área ou até em áreas similares.

Portugal é pressionado por todos os países da União Europeia para que o faça.

Os portugueses, com um curso de três anos, são muitíssimo melhor pagos em todos os outros 27 países da União Europeia do que se não tiverem o papelinho garantindo que frequentaram o Ensino Superior.

Hoje ninguém é emigrante nos países da União Europeia, ou seja, todos têm os mesmos direitos e regalias, assim como os deveres, que têm em Portugal.

Ao falar sobre este assunto faço-o porque, por incrível que isto pareça, ainda há bastantes lugares nas Universidades e nos Politécnicos que não foram preenchidos.

Pense no assunto este fim de semana. Ainda tem até dia 15, terça-feira de Outubro, para se inscrever.

Não vá na conversa dos ignorantes e dos invejosos que dizem que aprender ou não aprender é tudo a mesma coisa. Não é.

Qualquer Governo se esforça para dar bem-estar aos seus cidadãos, mas se eles não quiserem, ele não consegue nada. O problema é que hoje o mundo é Global e cada vez dependemos mais uns dos outros.

No tempo de Salazar, muitos professores iam buscar os alunos a casa, uma, duas, três vezes, mas, se mesmo assim eles voltavam a faltar, não podiam fazer nada.

Dou um exemplo nos dias de hoje. Os Governos para integrarem os ciganitos obrigam-nos democraticamente a ir à escola ou então não recebem os subsídios.

Há sempre maneira de matar as pulgas, é preciso é querer. A verdadeira Democracia é amor entre todos os seres, sejam eles ciganos, pretos, brancos, amarelos ou castanhos.

Aproveitem a ocasião, as matrículas estão abertas até dia 15.

 

Anterior “Portugal, políticos, politicões e politicães.”

C.S

publicado por regalias às 17:32
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019

Portugal, políticos, politicões e politicães

Depois do nó-cego que António Costa deu a Passos Coelho, o PSD desnorteou.

Se o PPD foi sempre um saco de gatos assanhados e emproados, que nem Sá Carneiro conseguiu segurar, o Passos, mesmo tendo ensaiado uns passos de bravata falhada, optou por bater em retirada e deixar a feira entregue a si própria.

O resultado foi um novo desastre, a que, o consciente político, Rui Rio, homem resoluto quis pôr cobro candidatando-se à Presidência do Partido.

Mas os politicões imediatamente lhe moveram uma guerra surda e inconcebível em pessoas que estão numa Assembleia da República para servir o País e não para alimentar guerras de campanário.

Depois de várias escaramuças os lugares foram mudando.

Um deles guardou-se para o fim, e desse modo dar batalha ao Líder, que o deixou a falar ao vento.

Mas o PSD estava minado e as eleições Legislativas com ele. Cada um dos peneireiros disse o pior do próprio Partido. Muitos eleitores, de tanto ouvirem foram-se aproximando do Partido que lhes está mais próximo em ideias sociais; o resultado foi aquele que já todos esperavam: a transferência de votos do PSD para o PS.

Depois da hecatombe, que não é nada de extraordinária, os politicães, como diz um amigo meu ao referir-se à maneira como Portugal tem sido dirigido desde o 25 de Abril por deficiência de Deputados, incapazes e folcloristas, com raras exceções, que fazem de São Bento trampolim para outros voos sem nunca se preocuparem com Portugal e com os portugueses. O país vive na incerteza.

Eles aprovam tudo o que qualquer ignorante debite em frente de um canal televisivo ou na rádio. A Demagogia é mais forte que a Democracia.

Dos cinco primeiros Partidos que saíram destas Legislativas nunca votei em dois: no PPD-PSD e no Bloco. Cheguei mesmo a votar PCP para o forçar a ir para o Governo e assim o povo saber o que é a Democracia da Ditadura do Proletariado; por esse motivo o que me leva a perder tempo com o PSD é porque aquilo que me interessa acima de tudo, o que preocupa o ser humano amante do seu País: é Portugal.

Para defender Portugal sou capaz de fazer e dizer tudo.

Como eu existem milhares de portugueses.

Acho que Rui Rio é um Homem honesto e inteligente. António Costa sabe isso. Não o teme na oposição, porque tem a certeza que Rui Rio estará sempre contra tudo o que for em prejuízo de Portugal e que apoiará sempre o que for a benefício.

Nas próximas eleições logo se verá quem o povo escolhe. O povo já abriu os olhos. Está atento aos acontecimentos.

 

Anterior “Portugal nas mãos de Costa, Marcelo e Centeno”

C.S

publicado por regalias às 17:38
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Outubro de 2019

Portugal nas mãos de Costa, Centeno e Marcelo

A maior prova que os portugueses não se importam de quem está à frente do Governo e que não enrola em cantigas e em propaganda na Comunicação Social está na travagem do BLOCO, campeão nas aparições públicas, que apesar dos seus 19 Deputados, número igual ao anterior, perdeu 50 mil votos ou a CDU que recuou de 17 para 12 Deputados, sinal que nas próximas eleições o trambolhão vai ser maior porque o povo deixou de acreditar nas promessas destes dois Partidos e verificou que a junção de votos nos dois maiores, PS e PSD será mais vantajoso para Portugal e para os portugueses.

Os pequenos Partidos que agora puseram a cabeça de fora, CHEGA, INICIATIVA LIBERAL e LIVRE são farpas para espicaçar o próximo Governo com assuntos válidos, caso contrário apagam-se naturalmente.

O trio Marcelo, Costa e Centeno vai continuar a funcionar.

O Super Marcelo continua incólume na admiração dos portugueses, fora dos tios e tias de inveja e intriga endémica que atinge os bem mirantes, que preferem as meninas e os meninos queques a um Presidente que não olha à farpela de quem o quer beijar, abraçar e fotografar.

Marcelo tem o sentido de Estado. Os portugueses compreenderam-no, não se importaram com as verdadeiras aparências, eles agarraram-no à Esquerda e à Direita, embora saibam perfeitamente que vem da Direita, mas que aponta à Esquerda sempre que necessário. Compreenderam que tinha razão quando viram todo o apoio ao Costa e ao Centeno.

Antes de qualquer ideologia está Portugal, a economia, a inteligência, a cultura.

Marcelo não evita exaltar a inteligência, o trabalho e a cultura para mostrar com o exemplo de Freitas, que o caminho do sucesso para os Portugueses, tanto de Esquerda como de Direita está no saber e no conhecimento.

A ligação entre Costa, Centeno e Marcelo é fundamental para o novo ciclo em que Portugal vai entrar. O objetivo é o bem-estar de todos os portugueses, e esse tem de ser atingido com a liquidação das dívidas ao exterior, o aumento dos salários, a diminuição do desemprego etc., mas para que isso seja atingido tem de haver a colaboração de todos os portugueses. Portugal não pode estar sujeito a greves constantes, a lamentação patética de gente que acha que já está velha aos 38 anos para ensinar, quando têm o exemplo de um Álvaro Siza Vieira, de um Eduardo Lourenço, de um Adriano Moreira e mais umas largas centenas com mais de 85 ou 90 anos que continuam a trabalhar e a ser felizes com o que produzem.

Não perguntem ao Governo o que ele pode fazer por cada um de nós. Façamos nós tudo quanto pudermos para ajudar o Governo e assim ele possa apoiar todos aqueles que verdadeiramente precisam.

 

Anterior “Legislativas foram uma desilusão para os Partidos ” às 11:26; e “Cavaco e os pindéricos comentadores de Galeria” às 19:41.

C.S

publicado por regalias às 17:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 8 de Outubro de 2019

Cavaco e os pindéricos comentadores de galeria

Para não deixarem morrer o assunto e forçar Rui Rio a ceder à simiesca intriga, os pindéricos comentadores de galeria, aproveitam o descontentamento de alguns do PSD que nunca sabem o que querem. Para os encravar aparece sempre um comentador pronto a aumentar a confusão e a intriga porque para eles não interessa Portugal. Qualquer viagem de camelo ou de tartaruga chega para os encher de bazófia e apoiar aquilo que mais cedo ou mais tarde lhes dará algum lucro.

Cavaco Silva quis dar uma opinião, não mais do que isso. As suas palavras são próprias de um homem preocupado, mas que sabe que nenhum dos trauliteiros contra Rui Rio faria nem um décimo do que ele conseguiu.

Criticam-lhe a frontalidade. Quanto à ação, estamos conversados.

Aquilo que tem de ser travado, não pelos conservadores, pelos Trotskistas ou pelos sociais-fascistas comunistas, é o vício dos do PPD-PSD deitar abaixo o chefe, aconteceu assim com Sá Carneiro. Foi um erro monumental.

Os queques de Lisboa, arrastam meia dúzia de galaripos nortenhos e enquanto dizem umas atoardas vivem felizes, julgam-se alguém e tal como os comentadores laparotos não se importam nem do país, nem de quem sofre desde que eles recebam por um comentário, o que quatro trabalhadores, a ordenado mínimo, não recebam por mês.

Mas esta brincadeira tem de acabar.

Chegam 45 anos de oportunistas e de bandalheira.

Não é Cavaco Silva que me preocupa. São os tipos do microfone que a cada livro do Ex-Presidente disseram dele o que Maomé não disse do toucinho, sem terem lido os livros, que reputo de grande valia para se fazer uma ideia deste Portugal Democrático, demagógico e corrupto em ideias e em saques às receitas do Estado..

Nem Cavaco Silva tem de se preocupar com a interpretação que fizeram das suas palavras, nem Rui Rio deve ir na conversa do que esta malta quer que faça.

Não entre na chicana. Decida o que entender, mas sempre a bem de Portugal e dos portugueses.

 

Anterior “Legislativas foram uma desilusão para os Partidos”

C.S

publicado por regalias às 19:41
link do post | comentar | favorito

Legislativas foram uma desilusão para os Partidos

Ninguém pode cantar vitória. Nem o PS que passou a perna ao PSD ao ficar-lhe com o mesmo número de votos de 2015, dando-lhe em troca, aqueles que na altura tinha obtido, mas não alcançando a maioria absoluta.

O povo deixou de correr a foguetes. Cansou.

Estas Eleições são um aviso. António Costa ou fica na História para todo o sempre ou arrisca-se a viver a tragédia da Primeira República.

O português quer quem o Governe, acha graça aos palhaços, mas detesta os governantes fracos.

No dia da votação e no seguinte não fiz outra coisa senão ouvir os comentadores de rua, uns cultos, outros menos, mas todos com opinião formada.

A ideia geral era que nenhum tinha ganho, mas que os portugueses apostaram naquele que mais segurança lhes deu e que teve menos medo de Governar.

A mais exaltada de todos os entrevistados à papo-seco, conversa meio séria, meio de galhofa, foi a D. Margarida que tem 87 anos e está rija porque, segundo ela, não vai a médicos.

A D. Margarida não pode com as lambisgoias do BE, segunda a classificação que atribui às raparigas.

Eu disse-lhe que não as devia insultar. Elas estavam a fazer o seu Trabalho.

- Trabalho? A chefe sabe-a toda. Parece uma catequista com aquela voz melosa que só engana lambisgoias como elas.

- Não diga isso, D. Margarida.

- Digo e digo sempre o que quiser. Elas não usam e abusam da Democracia para enganar o povo? A mim não me enganam e o povo…parece que também já não vai atrás das rabonas. Não lhe deu mais votos e até uns milhares já não votaram nelas.

- Nelas e neles, pois há homens e mulheres.

- Elas é que mandam. Eles…

- Não diga mais D. Margarida.

- Digo, digo porque estou danada com o que está a acontecer em Portugal. Andou o pobre do Salazar a poupar e a incitar-nos a trabalhar e a ter filhos. Eu tive oito e graças a Deus, todos estão vivos e todos trabalham porque nunca foram na conversa desses vadios sustentados pelo Governo e pelos Sindicatos.

Valeu-me a filha da D. Margarida, que é professora e parou o carro para a levar ao supermercado. Caso contrário tinha descasque para horas.

Estou convencido que Costa, Centeno e Marcelo vão fazer de 2020 o ano da recuperação.

Temos de ajudar? Vamos ajudar. Portugal merece.

 

Anterior “Diarreia mental de batráquios do PSD contra Rui Rio”

C.S

publicado por regalias às 11:26
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Outubro de 2019

Diarreia mental de batráquios do PSD contra Rui Rio

Espantoso e inacreditável é aquilo que assistimos no PSD contra o próprio Partido. Rui Rio é só uma acha para incendiar um Partido organizado, deitar-lhe o fogo e cada um criar o seu pequeno Partido e assim satisfazer a sua vaidade pessoal.

Cada minarete destes minúsculos terráqueos soa a falso, a histrionice, a vacuidade.

Rui Rio, vale mais numa unha do que estes gargarejos valem no corpo inteiro. A única coisa que pretendem é puxar o badalo do sino para sentir que alguém lhes dá importância.

A baboseira é deprimente e o país dos bobos perde tempo com pepineiras sem proveito para ninguém e muito menos para Portugal que não precisa só do PS mas de todos para calibrar o que está descalibrado há 45 anos e que Costa com um golpe de mágica virou de pernas para o ar e Marcelo e Centeno ajudaram a equilibrar.

Rui Rio não perdeu nada. Rui Rio foi em socorro do Partido que estava a desfazer-se porque não soube lidar com a inteligência do Costa e os nervos e indignação do esforçado Coelho que viu tirar-lhe da boca o bocado que tinha como certo.

Em vez de pensarem calmamente como resolver a situação sem pieguices, resolveu, cada um por seu lado disparatar.

Rui Rio, que não conheço pessoalmente e com quem nunca falei, mas que admiro pelo magnífico trabalho que fez no Porto, foi em socorro do seu Partido de sempre.

Os batráquios não gostaram; sempre preferiram o malabarismo, as intrigas.

Rio é um frontal do Norte. Linguagem escorreita. Costa é um dedutivo. Jogou à sua maneira. Sabia que Marcelo não se meteria no assunto. Ouviu os ataques e aparou as estocadas. Quase perdeu a compostura, mas diplomaticamente preferiu zangar-se na rua com um ignorante que insistia em falsidades do que com um amigo que sabe honesto e inteligente.

Os portugueses já tinham escolhido em, e como votar. O Governo anterior foi o que lhes mereceu mais confiança pela estabilidade.

Entre os opositores de Rio, não haveria nenhum que fizesse melhor.

Pobre PPD-PSD que em vez de esperar pelo próximo Governo e ajudar Portugal a reerguer-se continua a salivar segundo as experiências do fisiologista russo Ivan Pavlov.

Esperemos que a diarreia mental passe rapidamente. Portugal e o PSD já não suportam muitos mais glutões nem demagogos.

 

Anterior “Votação, Câmaras, competências, Sonhos”
C.S

publicado por regalias às 17:13
link do post | comentar | favorito
Domingo, 6 de Outubro de 2019

Votação, Câmaras, competências e sonhos

Depois de ter ido votar, voltei a dar uma vista de olhos pelos jornais.

Eu sei perfeitamente que este é o país do não-te-rales, mas estamos a exagerar e a ultrapassar todos os limites.

No local de voto, há duas mesas. Fui o primeiro e único até ter abandonado o ringue. Mais candidatos ao voto não havia ali nem à distância.

Eu que tinha ouvido, hora a hora na Antena1, o Presidente repetir as vantagens do voto, estava confessado. O Cardeal Tolentino prefere a poesia do Vaticano e do novo São Francisco. Os restantes portugueses preferem as delícias da cama.

O Governo bem quer distribuir tarefas, não por falta de gente competente para cumprir, mas para, logo que haja gente capaz, descentralizar o País e verificar qual das regiões tem…câmaras com gente para sobressair num país de libertinos por convicção e contradição. O português quer sempre o contrário do que lhe propõem.

No primeiro pacote, o Governo entrega a educação, a saúde, a cultura, a justiça, as vias de comunicação, a gestão de praias e exploração de jogos de fortuna e azar (estes, talvez dedicados ao cheiro dos chineses que são viciados na jogatana. Assim deixam no pano verde, os cêntimos que ganham na venda de produtos made in China).

Pois nem com as ofertas do mãos-largas do Governo, as Câmaras se entusiasmaram. Menos de 60 aceitaram todos os presentes. Isto de trabalhar faz bolhas nas mãos e dores de cabeça. É mais fácil, refilar, barafustar, lamentar.

Se o Governo dá é porque dá e não devia dar. Se não dá devia dar e está a abusar do poder autocrático.

Mas garanto que Portugal é o  melhor país do mundo. Eu também sou assim. Era. Agora estou velho. Aquilo que desejo é ter um Governo competente e sentir que todos os portugueses são felizes.

Senti isso nos últimos anos do Estado Novo. O que aconteceu? Quando começou a haver dinheiro, festas, bem-estar tinha de voltar tudo à miséria da Primeira República.

A União Europeia deitou-nos a mão. O Governo espalha por todo o País Instituições e meios para o seu desenvolvimento, mas continuam todos na cama a sonhar com aquilo que ninguém sabe o que quer.

Difíceis, estes Portugueses!

Levante o rabo da cama e vá votar.

 

Anterior “Democracia versus estupidez no mundo dos incapazes”

C.S

publicado por regalias às 09:07
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

. Diarreia mental de batráq...

. Votação, Câmaras, competê...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds