Domingo, 17 de Junho de 2012

Este, não é um País a sério, é um protótipo

O Guilherme, que este sábado escreve no "Expresso" sobre: "Primeiros exames a sério..." devia saber que este, não é um País a sério. Portugal é um protótipo. Você ainda não percebeu isso, ó Valente?

Quando o Guilherme vem com "aluno do 11º disse ao pai: "temos de estudar, vem aí o Nuno Crato". Temos gato escondido com rabo de fora. O mesmo aluno, ou outro semelhante, disse-me a mim: o Guilherme é um valente lambe-botas.

Se o Guilherme fosse estudar o ensino nos países ricos e evoluídos em vez de bajular o ministro, podia, na mesma, desancar no "eduquês" e dar conselhos consistentes ao Crato que lhe ficaria grato.

Sabe, ó Guilherme, o mal dos nossos políticos é ouvirem o que gostam que lhe digam, o pior é o povo e os filhos do povo que pagam as favas por sofrer as consequências de tão solícitos conselheiros.

Recordo-lhe dois homens, muito inteligentes, que claudicaram à lisonja. Um, não foi Presidente da República, por uma unha negra; o outro, Primeiro-Ministro, fugiu por não saber dizer não a tantos "amigos".

Aqui para nós, que ninguém nos ouve, ó Guilherme, você percebe alguma coisa de pedagogia? É óbvio que você não sabe, nem fez estudos comparativos com o ensino na Finlândia, na Alemanha, no Reino Unido, na França, na China, na Ucrânia, na Rússia, na Noruega, na Suécia. Vá, viaje, pergunte, compare, medite e depois aconselhe o Ministro Crato. Diga-lhe que escusa de inventar o que já está inventado.

Você é um teórico, ó valente Guilherme! Tem de ir à prática, ao terreno. A aprendizagem aprimora-se na prática. Os doutores de saliva, gargarejo e água-benta acabaram. Temos de arregaçar as mangas e ir à luta. Um dos Ministros, salvo erro, o Álvaro foi claro: podem tratar-me por Álvaro. Como quem diz eu venho para trabalhar, deixem-se de vénias, de salamaleques e doutorices.

Mas em Portugal ainda se privilegia o marranço, a teoria mal ensaboada do que a prática. Outros pensaram o mesmo e acabaram com as Escolas Comerciais e Industriais. O resultado está à vista.

O facilitismo da escola foi o fruto do Golpe fácil que Marcelo Caetano facilitou. Tudo fácil. Militares fáceis, professores fáceis, médicos fáceis, advogados fáceis, alunos em roda livre. O ensino com o passar dos anos e o acalmar dos ânimos melhorou bastante.

Só para o esclarecer em poucas palavras.

O professor tem de saber ler nos olhos dos alunos e valorizar a sua participação nas aulas.

Cinquenta minutos de aula têm de ser 50 minutos de esforço constante do professor. Se o professor conseguir esta entrega pode ter a certeza que não necessita de reprovar alunos, nem são necessárias provas suplementares de aferição. 

Por alguma razão os professores, em Portugal, tinham três meses de férias. Era a compensação pelo esforço despendido e a possibilidade de recarregar baterias para o ano seguinte.  

C.S

publicado por regalias às 06:01
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub