Quinta-feira, 15 de Novembro de 2012

País de invertebrados sem vergonha e inconscientes

Não me preocupam os comunistas e a sua acéfala ninhada que pelo caminho que os pais levam será a mão de obra barata dos países do norte da Europa que aqui virão investir ao preço da uva mijona.

Quando a fome apertar, esta gente que hoje anda aos berros e perde, inconscientemente, o dinheiro de um dia de trabalho e faz perder milhões a quem deseja trabalhar e não pode porque a mobilidade lhe é cortada, nessa altura os comunistas do Bloco, do PC e de todos aqueles que arrastaram para a miséria terão de vender o trabalho pelo preço que os outros quiserem pagar. Mas meter isto na cabeça a estes invertebrados é o mesmo que lavar a cabeça a burros com sabão azul. Perde-se tempo, água, sais ácidos e paciência.

Aquilo que me preocupa são os democratas que deixam os filhos nas mãos de professores invertebrados, sem vergonha e inconscientes que permitem que milhares de alunos vagueiam ao redor dos estabelecimentos de ensino que não ensinam e de professores que vão berrar ao vento e se demitem das suas funções e do seu exemplo.

O professor tornou-se um escravo e um escarro do Sindicato, e Portugal caminha, a passos largos para ser a vanguarda do Terceiro Mundo porque os professores, as traves mestras de qualquer país se demitem das suas funções e aceitam que a ignorância alarve se imponha e impeça o desenvolvimento e o progresso.

O mal, o grande mal desta epidemia comunista é ter contaminado o corpo docente que passa a corpo infame e desumano porque esfaqueia os seus alunos naquilo que há de mais valioso e mais sagrado: o conhecimento.

A bestialidade humana foi inoculada por Cunhal e por tipos como o Alegre que tem o desplante de criticar Cavaco Silva e Passos Coelho por trabalharem em dia de greve. O Alegre não trabalha, nunca trabalhou a bem do país. Ele vai à caça para dar traques pelos montes sem se importar com as dificuldades por que o povo passa.

O Alegre e outros da sua igualha vivem de chorudas reformas e são incapazes de prescindir de dois terços de quanto recebem para evitar a morte deste país. Além de não entregarem o que receberam a mais em salários que a si próprios se atribuíram revolucionariamente, ainda tentam que o exemplo dos governantes seja desvalorizado.

Embora, muitas vezes não tenha sido simpático para com as Forças de Segurança e isso mesmo tenha escrito violentamente num livro publicado antes do 25 de Abril, sem qualquer medo de um Estado autoritário que se impunha mais pelo aviso do que pela repressão, tenho de louvar a atitude da PSP, que sem medo de comunistas fez o seu trabalho e repôs a ordem pública. Se não o fizer, ela própria será comida por estes vândalos que aproveitam todas as oportunidades para destruir o Estado democrático servindo-se da democracia permissiva que tudo autoriza e em tudo se inferioriza.

É tempo de parar a ignorância e de sofrer um pouco. Vejamos o que o Governo consegue fazer. O prémio ou o castigo tem as eleições como juiz; até lá deitemos as mãos ao trabalho e à inteligência.

C.S

publicado por regalias às 05:59
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds