Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2013

Portugal, sem Lei nem roque

Numa Assembleia da República onde o capitalismo desbragado de todos os Partidos, tanto da esquerda como da direita é evidente e consensual, todos comem as papas na cabeça do povo.

Aquilo que interessa é falar do que não interessa, passar o tempo, fazer perder tempo, gerar a confusão e chegar ao fim do mês, comendo trinta vezes mais do que os miseráveis que morrem de fome e vergonha, mas passam pela fama que o ordenado médio dos homens em Portugal é de 900 € e o das mulheres 800 e pouco.

As contas são feitas da seguinte maneira: se um dos Deputados comer um frango e um desgraçado uma asa, cada um comeu meio frango.

Esta gente enche a Assembleia sem fazer nada de útil. Eles são 230 e 100 chegam para as encomendas. Por vezes entram em depressão e embebedam-se, como aconteceu com a jovem Glória Araújo do PS, que, para esquecer a sua inutilidade, se encharcou e teve o azar de soprar no balão.

Mas digam lá ao PC, ao BE ou ao CDS para aceitarem a diminuição do número de deputados ou então a redução do vencimento para um quinto do que ganham. É o aceitam.

Esta gente está desmascarada, mas não tem vergonha porque a Comunicação Social se cala e não desmonta as artimanhas e os golpes destes “benfeitores” da pátria.

Como não há que fazer privilegiam a má-língua, o engano, o empate da Governação.

Veja-se o que sucede com o Franquelim Alves, que sozinho vale mais do que metade das claques parasitas. E isto vem assim desde 1976. Entre 1974 a 1976 foi pior, viveu-se o caos.

Como a esquerda e a direita são a desgraça que todos conhecemos, com raras exceções, iremos assistir ao manipular das eleições autárquicas e veremos como, mesmo não sendo permitido ultrapassar três mandatos à frente das autarquias, os inteligentes desta praça, acham-se com direito de fazer a vindima noutro campo.

E vão lutar, gritar, esfarrapar, berrar aos quatro ventos que a lei não os proíbe de estar mais três e mais três e mais três mandatos, até morrerem de velhos e terem secado a árvore do mando e da arrogância.

Este é o triste país em que vivemos. Também já houve um tempo em que não havia nem rei nem roque. Desgovernava a Duquesa de Mântua e tinha o Vasconcelos como capacho.

Hoje, todos se demitem de mandar, cada um faz o que quer, mas não somos mais felizes. Continuamos sem Lei nem roque.

C.S

publicado por regalias às 07:32
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

. Diarreia mental de batráq...

. Votação, Câmaras, competê...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds