Sexta-feira, 8 de Março de 2013

Portugal e os heróis de ópera

Trinta e nove anos depois do 25 de Abril, olhamos, no jornal Público, para os heróis de ópera-bufa e sentimos distância.

Estes ganham sem fazer nada. São semelhantes aos Deputados, ouve-se o povo dizer, sempre que os “heróis” fazem aparições onde a ameaça e a pedincha são o palrear anedotário.

No Parlamento estão albergados, por caridade e interesse, Deputados dos Partidos Comunista, Bloquista e Centrista que gritam que a diminuição do número de Deputados fará desaparecer os Partidos mais pequenos.

Eles nunca dizem que têm de trabalhar mais para conseguir mais votantes, mesmo que o número passe de 230 para 150. O que lhes interessa é continuar instalados no albergue de São Bento, sem que para isso seja necessário esforço, inteligência e saber.

Trinta e nove anos depois do violentíssimo ataque ao Quartel do Carmo e da intimação do único defensor que exigiu um General para entregar o poder, caso contrário não se rendia, os temíveis capitães fizeram-lhe a vontade antes que o feitiço mudasse de ideias.

Depois desta última e retumbante vitória dos melenas, dos gajos e dos pás, os heróis da inocência ofereceram a Democracia e a Liberdade a um povo que ria no Parque Mayer, comia onde lhe apetecia e escolhia o trabalho que não faltava.

Hoje, o povo não tem trabalho, não tem alegria e a comida tem de ser bem pensada e bem escolhida nos produtos de marca branca.

Luís Fontoura, que escreveu, a pedido do Governo, sobre o “Conceito estratégico da Defesa Nacional” vem alertar para a insensatez de se privilegiar a compra de tanques, navios e aviões quando não há dinheiro. Se não há dinheiro não pode haver coesão social e desenvolvimento.

Claro que o Professor Luís Fontoura não será ouvido porque Generais, Almirantes, Coronéis, majores, capitães e sargentos querem continuar a ter as suas tropas e as suas mordomias. O resultado, digo eu, que nunca fui militar, é que, com estes heróis de batalha ganha antecipadamente e muitos anos de lucro, isto vai tudo ao fundo.

Neste país de pataratas salva-se a graça, a beleza e a inteligência de Maria Filomena Mónica que no Expresso de 2 de Março, no texto “O Parlamento ou a Rua” diz:

“Pelos vistos, não posso deixar a pátria, pois esta começa logo a deslizar para a asneira”.

C.S

publicado por regalias às 07:10
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Ricardo Ramalho a 12 de Março de 2013 às 15:53
A Direita reaccionária em grande... Chiça!...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds