Domingo, 17 de Março de 2013

Produzir e poupar manda o bom senso

Estou francamente preocupado com a situação do país. Nem a eleição do Papa me distraiu.

Não estou bem porque todos, da esquerda à direita, nos encontramos encurralados. Os Partidos encontram-se na mesma situação apesar de gritarem contra este Governo. Nenhum deles tem saída e seria sensato que Bispos, ex-Presidentes da República e outros comentadores, bem pagos e bem comidos, evitassem dizer que o povo pode reagir mal.

O insistir nas frases agressivas e abertas, ou em mensagens subliminares com o mesmo efeito, podem sair caras a quem as produz e acabarem por serem as primeiras vítimas das palavras pronunciadas.

Uma das funções da Censura, no tempo de Salazar, era evitar o erro das palavras, o incitamento à agressão. Esta ideia foi alargada por censores incultos e tornou-se uma idiotice.

Mas, voltando ao cerco em que estamos, já aqui tenho escrito várias vezes que a situação a seguir ao fim da Primeira República era catastrófica. Bem pior do que hoje.

Salazar, goste-se dele ou não, foi chamado para ministro das Finanças, quando o país estava atolado em trampa até ao nariz. A Ditadura, imposta pelos militares em 1926, não tinha resolvido as carências herdadas da Primeira República. O pedido de ajuda à Sociedade das Nações teve a mesma resposta que o da TROIKA. Vinham para cá e governavam como entendessem.

Salazar ao tomar posse em 27 de Abril de 1928, diz: “ Sei muito bem o que quero e para onde vou, mas não se me exija que chegue ao fim em poucos meses. No mais, que o País estude, represente, reclame, discuta, mas que obedeça quando se chegar à altura de mandar”.

Em 1929, já as contas do Estado tinham saldo positivo, tal como aconteceu, todos os anos, até ao 25 de Abril de 1974.

Mesmo sem o meio, por excelência, para difundir a mensagem, que é a televisão, um slogan se impôs: “produzir e poupar manda Salazar” ou seja o bom senso. A verdade é que um País sem crédito passou a pagar tudo a pronto pagamento como Salazar declara quando da compra do navio “Gonçalo Velho”.” Este pequeno barco entra nas águas portuguesas pago, antecipadamente pago, integralmente pago, com dinheiro de todos os portugueses”.

Se as seitas Bloquista e Comunista, que exploram a ignorância, tivessem a certeza que iam para o poleiro, não pediriam a demissão deste Governo porque tinham a certeza que a estultice lhes sairia cara. Mas como sabem que não vão, dizem todos os disparates que lhes vêm à cabeça para manterem Deputados que ganham fortunas em comparação com a miséria do ordenado mínimo dos outros portugueses.

Não há outra saída. Temos de arregaçar as mangas. Produzir, poupar e usar o trabalho e a inteligência para pagar e nos livrarmos dos abutres internacionais, que perante greves e paralisações irracionais, continuam a achar que os sacrifícios ainda são insuficientes para o país entrar na ordem.

C.S

publicado por regalias às 06:48
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Nuno Roboredo a 17 de Março de 2013 às 16:40
Caro Bloguista, louvo o seu patriotismo e vontade de contribuir, mas talvez mude a opinião que tem dos nossos governantes se investir um pouco do seu tempo a ouvir o que o Dr. Paulo Teixeira de Morais (do PSD - ex-vereador da Câmara Municipal do Porto), nos diz nestes vídeos:
http://www.youtube.com/watch?v=aiTSJekHbxQ
http://www.youtube.com/watch?v=7zool__iaGg


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds