Sexta-feira, 5 de Abril de 2013

Um país de miseráveis mesquinhos e de ignorantes

Ouve-se um Ministro e um pateta alegre, leem-se jornais de coscuvilhices e rebotalho e vomita-se.

Portugal tornou-se um país de miseráveis, de intriguistas e de ignorantes que se rebolam de prazer por ninharias enquanto o povo rebenta de fome.

Não lhes interessa o essencial, interessa-lhes o que desvia a atenção do importante.

Por todo o mundo civilizado, quem sabe, mesmo não tendo andado nas Universidades tem direito a Diploma desde que profissionalmente seja competente, aqui pisa-se e humilha-se essa gente.

O ministro da tutela agarrou-se ao poder como uma ansiedade e voracidade maior do que as lapas. Só consegue enganar quem quer ser enganado: de falinhas mansas, graduado em matemática, mas não em vergonha pela falta de hombridade como tem tratado muitos problemas escolares é o protótipo do pífio fanfarrão que critica o cargo antes de lho entregarem e um lambe-botas depois de se sentir instalado. Ataca os que lhe são dependentes ou já não lhe podem fazer frente, bajula o Primeiro-Ministro.

O patete alegre é de um descaramento inimaginável. É o democrata chupador, o espia dos soldados em África e da sua denúncia. Foi o carrasco dos trabalhadores do jornal centenário "O Século". É a nobreza rasca de engates, o tipo emproado e de cabeça vazia.

A esta gente junta-se um jornal de indigentes que faz coro com estas virgens e aproveita para criticar Paulo Portas que já gastou em viagens 200 mil euros. Esqueceu-se de falar nos submarinos que o PS apalavrou e o Portas pagou. Só não diz que Portas faz as viagens para recuperar este país que, desde há 38 anos vive de mentiras, enganos e de euforia louca. Pouco lhe importaram os milhões que Soares gastou sem qualquer proveito.

Prefiro um Relvas, com todos os seus defeitos do que gente sem coluna vertebral e um jornal que vive do lodo, do chafurdo, do que há de mais abjeto para engordar as contas dos acionistas.

É tempo de todos os políticos e amigos protegidos pagarem as dívidas deste país. Uns, tirando da burra o que lá escondem, e os outros prescindido dos milhares de euros que recebem e passando todos a ganhar o ordenado mínimo nacional. Talvez assim, aprendam todos o que é a democracia e a verdadeira solidariedade, sem ninguém estar sujeito aos enganos constantes de quem abocanha o país e o tenta confundir através da palavra e da escrita.

C.S

publicado por regalias às 06:21
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub