Quinta-feira, 25 de Abril de 2013

25 de Abril igual a este, nunca mais

Assunção Esteves quer continuar a dar música aos portugueses, o Vasco Lourenço quer correr com os políticos, o povo quer ver-se livre do sarilho em que está metido.

No 25 vamos celebrar o quê? A miséria, a desgraça, a fome, o roubo, a mentira, o engano?

Contra os Abrilistas, os comunistas e todos os outros chupistas que vivem à custa da ignorância e da inocência do povo, também eu tenho de gritar "até a voz me ficar rouca" que é escusado tentar esconder o Sol atrás da peneira, que os Soares, os Cunhal, os Almeidas, os Alegres, os Melo Antunes, os Rosa Coutinho, os Vasco Gonçalves e todos aqueles que atiraram Portugal para a lama, para o descrédito para a bancarrota que ficarão na história como a pior escumalha que veio ao mundo.

Democratas estes gajos, como diria Soares, com ele incluído, democratas que só pensam neles, nos seus interesses e nas suas fundações pagas com o dinheiro do Estado onde eles são parte, estes não são democratas de coisa nenhuma para além dos seus interesses. Estes democratas não passam de malabaristas da palavra.

Comparados com a honestidade de Salazar e Caetano, esta gentalha de barriga e carteira cheias nunca honraram o 25 de Abril ou a democracia, serviram-se de um e da outra como meios fáceis para esconder os seus próprios intentos.

Mas nunca enganaram os mais cultos; e por isso, alguns, menos escrupulosos, como não os podiam vencer se juntaram a eles e abancaram na repartição do que havia: aumentando salários, dividindo prebendas, compartilhando negócios ruinosos para o Estado e calando-se perante asneiras monumentais que acabaram por terminar neste arremedo de país que morre de fome, de tristeza e de desencanto.

A ingratidão, a infâmia, a ofensa vil e sórdida contra homens impolutos do regime anterior deu este resultado.

A ditadura militar iniciada em 28 de Maio de 1926 e totalmente assumida pelo General António Óscar Fragoso Carmona foi bem menos violenta e muito mais produtiva se considerarmos as circunstâncias em que recebeu o país das mãos da desgraçada e caótica Primeira República.

Estes, os da terceira República, que abocanharam um país organizado, totalmente seguro, sem desemprego, com 847 toneladas de ouro, cem milhões de contos em cofre, despesas totalmente pagas, com exceção das despesas correntes e escudo fortíssimo, transformaram, em poucos meses, um país progressivo num país de loucos, de corruptos e de falsários que esconderam ou rasgaram o que não queriam que se soubesse.

O breve bem-estar deveu-se à pesada herança e à entrada precipitada na União Europeia, que agora vem cobrar coiro e cabelo pela bondade da oferta.

Portugal está a morrer de pé. Portugueses, lancemos mão da inteligência e do trabalho. Portugal não merece que o abandonemos à morte ignominiosa a que está condenado. Salvemos Portugal.

25 de Abril igual a este, nunca mais.

C.S

publicado por regalias às 07:11
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub