Sábado, 31 de Agosto de 2013

Vá para fora cá dentro e o sadismo do Machado Vaz

Estou francamente preocupado com a insanidade de um tipo negro, Prémio Nobel da Paz, e do seu ventríloquo branco, um boçal inculto e aterrador na sua vacuidade e insanidade.

O negro quer experimentar novas armas e mostrar ao mundo que, no meio do emaranhado do belo casario de Damasco, ele é capaz de matar o Assad à vista de todo o mundo, e aterrorizar os países que julguem estar seguros.

Esperemos que alguém tenha a coragem de travar este bárbaro e ele não tenha a ousadia de atacar a Síria, como fez à próspera Líbia que agora vive da miséria e das convulsões que ele semeou, tal como o outro canibal fez ao Iraque e que, passados cerca de uma dezena de anos, continua a sangrar todos os dias num sofrimento impossível de imaginar.

Estes exemplos e as suas consequências deveriam fazer pensar o negro, já que o branco é assumidamente atrasado mental.

Fico por aqui, fazendo força para que estas duas bestas ou parem ou sejam paradas na sua arrogância, criminalidade e estupidez.

Aquilo que eu queria falar era sobre o "vá para fora cá dentro".

O burburinho que se fez e continua a fazer sobre a incitação para os jovens não irem para fora é de falta de visão e de indiferença, própria de quem não quer o progresso de Portugal porque, ou a ignorância não lhe deixa ver as vantagens ou o faz por maldade.

Hoje, Portugal não é só o território do Minho aos Açores. Ele alarga-se em 28 países. Desta maneira, os portugueses não saem cá de dentro, vão para outro ponto com os mesmos direitos e deveres a que a nossa Constituição nos baliza. Simplesmente, esta saída temporária alarga horizontes, afia as línguas nos outros países, que também são nossos, porque os 28 estão ligados pela União Europeia, aumenta conhecimentos e novos métodos organizativos.

Felizmente durmo pouco e, como acordei antes das três da manhã, comecei por ouvir o Júlio Machado Vaz e a Inês a falarem sobre um saudável sadismo masoquismo. Veio a seguir, na ANTENA1, o noticiário. Ouvi, nesse momento, que o preto Nobel e o branco mentecapto, sadicamente querem desfazer o Assad.

Se com o sadismo do Machado Vaz me identifiquei, com o sadismo do preto e do branco fiquei revoltadíssimo.

Felizmente ouvi a Leonor Beleza falar das vantagens de uma ida ao estrangeiro que, quanto a mim não o é, pelas razões antes aduzidas.

Estudar e trabalhar na Finlândia, na Alemanha ou na Holanda só pode trazer benefícios. Basta pensar no Barroso, no Damásio, no Álvaro, no Gaspar ou na Beleza para se compreender que esta gente aumentou as suas capacidades nos outros países onde o saber e a organização do trabalho são necessários para o progresso e para a saída da crise em que nos encontramos. E tudo isto sem dar um tiro ou ficar horrorizados pela selvajaria que passa pela cabeça do preto Nobel de fancaria e do branco imoral.

Se estes dois são o rebotalho do género humano, é essencial que os jovens estudem e trabalhem em países altamente avançados para compreenderem que a fraternidade humana é possível quando brancos e pretos têm a certeza que o respeito humano é fundamental para a felicidade e prosperidade dos povos.

C.S

publicado por regalias às 05:44
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds