Sexta-feira, 20 de Setembro de 2013

Padres, pedofilia e paninhos quentes

É incompreensível como em pleno século XXI, o Vaticano mantenha o celibato nos homens da Igreja.

Como a proibição não deriva de nenhum dogma, porquê manter esta ideia de virgindade forçada, impossível de concretizar em 99 por cento destes santos padres que não conseguem resistir aos apelos da carne?

Em meados do século passado ouvia com frequência que o padre x ou o bispo Y tinham três, quatro, dez filhos.

Mário Soares é filho de padre, Aquilino é filho de Padre, e o célebre padre Francisco Costa, de Trancoso, consta que teve muito mais de quarenta filhos.

Era a relação de um homem com uma mulher e ninguém deixava de ir à missa por esse motivo.

Cometer atos de pedofilia em seminários entre padres e jovens que ali estão entregues para estudar, aprender teologia e os segredos de Deus é inconcebível, condenável, asqueroso e porco.

Estou convencido que a grande maioria dos pederastas que existem em Portugal e a quem os portugueses dão o nome comum de paneleiros, saiu dos seminários contaminados por essa relação, que ao princípio rejeitam, mas depois a acham natural e a espalham quando são mais velhos, servindo-se indiscriminadamente de adultos e de crianças.

Quando o Parlamento Português quis e conseguiu levar avante o casamento entre pessoas do mesmo sexo, escrevi vários blogues dizendo, violentamente, tudo sobre este assunto. Não porque esteja contra a liberdade de cada um fazer o que entender e ao mesmo tempo compreenda que há uma minoria, 0,2 ou 0,3, segundo os cientistas, cujo sexo é indefinido, mas porque a sociedade os rejeita por mais boa vontade que queira proceder de outra maneira.

Se não houver casamentos mediatizados ninguém liga à vida de cada um e eles não se sentirão descriminados, não só em Portugal, mas em todos os países do mundo.

Lembro-me que há cinco ou seis anos quando os eurodeputados foram a Moscovo reforçar o traseiro dos Gays, apanharam umas bordoadas da polícia Russa e foram bombardeados com ovos e enxovalhados com todo o tipo de injúrias, chamando-lhes pedófilos, pervertidos, invertidos, maricas, pederastas.

Os pedófilos e muitas das vítimas acabarão sempre mal.

Alguns dos jovens abusados juram vingança. Lembro-me do Presidente da BP que teve de pagar ao amante, que o deixou, 450 mil euros e demitir-se da companhia petrolífera.

Trouxe este assunto a terreiro por causa do vice-reitor do seminário do Fundão, que segundo parece não terá sabido conter as pulsões e serviu-se dos elos mais fracos para desperdiçar a seiva da juventude, emporcalhar a sua vida e destruir a dos outros.

Se os padres pudessem casar, nada disto acontecia.

E logo no Fundão, onde estudei e fui expulso do Colégio do Dr. Menezes. Ali, perto do seminário, eu perdia-me pela terra da boa cereja e das belas raparigas. A fraqueza humana não poupa os leigos nem os santos padres.

Oxalá o Papa Francisco, não continue com paninhos quentes a esconder pedófilos e pederastas e tenha a coragem de terminar com o celibato dos padres.

Aquilo que acontece no seminário do Fundão acontece em Nova Iorque, em Washington e por toda a parte.

É o descrédito total da Igreja, que ao pagar milhões e milhões de euros para proteger e abafar os crimes e os criminosos anais fica com o ónus da culpa, sejam padres, Bispos, Arcebispos até respingar para o Chefe Supremo da Igreja.

Toda a gente sabe que estes salafrários são protegidos e resguardados para que, esquecido o crime, o criminoso seja colocado noutra paróquia ou noutro seminário, e ele acaba por voltar a não resistir aos pacotes onde lambe a geleia e a imundície.

C.S

publicado por regalias às 05:50
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
23
24

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Portugal pode ser um país...

. Entre a pandemia, as alte...

. Ideias para um Novo Mundo

. Altice e Primeira Repúbli...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

.arquivos

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub