Sábado, 2 de Novembro de 2013

Quarenta anos de mentiras não destruiram o povo

A maneira despudorada como mente o secretário racista da CGTP é semelhante à do canalha Cunhal. A infâmia é de sarro e de nojo.

O traidor do povo que gritou contra a Ditadura e contra o Fascismo está espalmado neste racista que ofendeu gravemente um dos membros da TROIKA, pelo homem ser preto.

Tanto o Cunhal como o Arménio são dois canalhas que ofenderam e ofendem o povo Português nos seus direitos e nas suas verdades, mas quarenta anos de mentiras ainda não conseguiram destruir o povo.

Se suposto Ditador e fascista houve, esse foi Cunhal, que não concretizou os seus instintos porque o povo lhe negou os votos, caso contrário, hoje, o povo comia pedras e estava sujeito a uma Ditadura violenta.

Isto está escrito e documentado.

Mas o assunto é para esclarecer esse enganador do povo, esse sindicalista chefe da CGTP.

Salazar, em vez de matar o povo à fome, tal como o Arménio mentiu ontem às portas da Assembleia da República fez exatamente o contrário.

Salazar arrancou o povo à fome mais negra e mais miserável onde a Primeira República o tinha lançado como hoje os Sindicatos têm feito ao obrigarem os trabalhadores a fazerem greves que lhes comem os dias de salário e os forçam a reclamar, como se isso os protegesse da fome quando são eles próprios que lhes tiram o pão da boca.

Este racista e o facínora Cunhal fingem desconhecer a história para culpar Salazar de tudo: desde o fascismo ao travar o movimento fascista de Rolão Preto, movimento que já vinha da Primeira República à Ditadura de que ele próprio tinha sido vítima quando foi expulso da Universidade.

Sobre a Ditadura e os vários escritos que tem sobre o assunto. Deixo um excerto:

“…a Ditadura, mesmo considerada apenas como a concentração no governo do poder de legislar, é uma fórmula política: mas não se pode afirmar que represente a solução duradoura do problema político.”

Ele escreve isto quando é convidado pela Ditadura Militar a ser Ministro das Finanças e dois anos depois da Revolução de 28 de Maio de 1926. Salazar entra em Abril de 1928.

A fome continuou nestes dois anos e só abrandou dois anos depois e com um esforço, uma inteligência e um trabalho de Hércules. 

O calhorda da CGTP vem falar em fome no tempo de Salazar como se ele tivesse alguma culpa da tremenda miséria em que a Primeira República (1910-1926) se atolou.

Quer o Arménio racista chegar a essa situação? Estamos perto. Mas a culpa não é só destes que agora estão no Governo. É de todos os Governos e principalmente dos Governos Provisórios onde Cunhal manipulou Melos Antunes, Otelos, Rosas Coutinho, Almeidas, e muitos outros, mandou ocupar casas e herdades, desestabilizar fábricas, pequenas empresas, jornais e rádios transformando Portugal num país de loucos em autogestão, como referiam os jornais estrangeiros. "A mais imunda vaza humana a vir à tona", como lamenta MiguelTorga.

O grave do Arménio não é mentir sobre Salazar. É mentir ao povo. É forçar o povo a beber fel e sangue.

Salazar não fez a Revolução de 28 de Maio, não governou em Ditadura, e em 1933 plebiscitou a Constituição que eliminava essa forma de governo, não provocou a fome, antes a eliminou.

Mas o racista Arménio queria que Salazar fosse morto porque salvou o povo.

Salazar que ainda era Ministro das Finanças e continuou a ser até que o povo tivesse condições dignas de sobrevivência e de defesa, tinha que se deixar matar porque as bestas assim o exigiam.

Como ele nunca foi militar e os Chefes militares, em 1931, conseguiram vencer o General Sousa da Dias que fez a revolta da Madeira, a única coisa que ele lamentou, sabe, ó seu não sei quantos? Sabe? Não sabe porque é ignorante.

Salazar lamenta os gastos inúteis com a revolta porque o único sacrificado foi o povo.

Como vê, é sempre o povo que o preocupa.

E lamentando-se diz: “O dinheiro gasto bastaria para sustentar 25 mil famílias portuguesas de operários rurais durante um ano”.

Agora veja se vai confirmar isto in “O Diário de Salazar”, de António Trabulo – Parceria A.M. Pereira, pag. 83.

E veja também se deixa de andar a forçar os trabalhadores a fazer greves e a colocar piquetes para que eles não trabalhem. Eles têm filhos,mulher e casa para sustentar, enquanto você ganha 20 vezes mais que eles e nunca lhe descontam as greves, segundo aquilo que disse uma vez o Carvalho, outro fascista igual a você.

C.S

publicado por regalias às 06:40
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Fascismo sem fascistas e ...

. Cunhal teve ideias premon...

. António Ferro, como era d...

. Deputados palhaços ou Dep...

. Quanto tens, quanto vales

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds