Terça-feira, 19 de Novembro de 2013

As greves dos ignorantes que morrem lentamente

Quanto é que ganham os chefes das centrais sindicais? Quanto ganham os capangas que incitam às greves e vão aos locais de trabalho impedir que trabalhadores em situação de vida difícil agravem os seus problemas?

É aqui que está a pergunta para saber como o trabalhador é sacrificado para que os chefes mantenham ordenados e regalias.

Também na Primeira República (1910-1926) isto se passou assim. Muitos dos desgraçados dos trabalhadores, que os sindicalistas diziam defender, morreram na miséria total.

Mas aos sindicalistas, nessa Primeira República Democrática, a sorte também não os favoreceu. A República era só Democrática no nome e a quase totalidade dos sindicalistas profissionais foram presos em condições de vida execráveis, outros deportados para Timor, para a Guiné, para Angola e por lá acabaram os dias.

Se a ignorância não fosse muita e a preguiça do saber não a acompanhasse, aconselhava os grevistas a estudar a Primeira República para conhecer o que lhes está destinado.

O problema na Primeira República, como nesta Terceira é que não há dinheiro para aceitar reivindicações. Mesmo que o Governo quisesse ceder, quem manda nele não deixa porque isso põe em causa a sustentabilidade de todo o país.

Isto é vergonhoso, mas é assim.

Quando a gorda Catarina, a esganiçada dos Verdes, o rouco do BE e os Deputados dos outros Partidos apoiam estas reivindicações e estas greves, então, por que é que esta bondosa gente não reduz o seu salário para um quarto e não o distribuem pelos trabalhadores?

A Primeira República acabou por causa da miséria, dos milhares de prisioneiros, pelas muitas mortes e porque não havia dinheiro.

O País estava em bancarrota e a situação era muitíssimo mais grave do que é hoje.

E sabem porque é que o Dr. Oliveira Salazar aceitou o Ministério das Finanças, dois anos depois da Primeira República ter acabado? Porque os quatro ministros das Finanças anteriores não conseguiram resolver o gravíssimo problema que, mesmo com a Ditadura Militar, não teve solução.

O Ministro das Finanças, General Sinel de Cordes bem pediu que os outros países lhe valessem, mas a Sociedade das Nações, antecessora desta Troika que aqui está instalada, disse-lhe a mesma coisa que estes. “ Querem doze milhões de libras? Muito bem, emprestamos. Mas vamos para aí e governamos o país.

Sinel de Cordes deu por paus e por pedras e, como o Governo achou que era um vexame intolerável, não aceitou. O ministério passou para Vicente de Freitas que não tendo encontrado solução para as graves dificuldades que o país enfrentava o entregou a Salazar.

O resto da história é conhecida. Salazar conseguiu resolver todos os problemas, mas a ingratidão tem-se esforçado por ignorar e amesquinhar o seu trabalho, o progresso do país e a sua honestidade, o resultado das mentiras está à vista.

Os grevistas querem voltar à miséria da Primeira República e morrerem na valeta?

Digo-lhes com franqueza, Só me meto no assunto porque sou Português e amo Portugal e os portugueses tanto como aos meus filhos e muito mais do que a mim próprio.

C.S

publicado por regalias às 05:26
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

. Diarreia mental de batráq...

. Votação, Câmaras, competê...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds