Terça-feira, 1 de Julho de 2014

Lino Pires, um beirão em terras de Sua Majestade

Portugal só é pobre quando é mal governado.

Estes últimos quarenta anos têm sido um desastre. Começaram com um Governo moderado seguido de quatro Governos de iniciativa comunista onde pontificaram o atrasado mental Vasco Gonçalves e o traidor Álvaro Cunhal que destruíram todos os sistemas desde a justiça, com os julgamentos populares, a saúde até à educação onde a liberdade foi transformada em libertinagem e que os Governos seguintes, devido a cedências constantes, não têm conseguido estabilizar e dar-lhes a força que necessitam.

E digo que Portugal só é pobre quando é mal governado. Tem uma riqueza imensa que não pode ser aproveitada porque os políticos não valem nada, com raríssimas exceções. Por esse motivo, essa riqueza não é colocada ao serviço de Portugal.

Ao ouvir o senhor Lino Pires, condecorado com a medalha do Império Britânico por serviços prestados, diria melhor, por ter ajudado com milhares de libras os serviços sociais: escolas, desporto, igreja, hospitais viu os seus gestos reconhecidos pela Coroa Inglesa ao conceder-lhe a medalha do Império Britânico.

O Vídeo de Manuel Nunes da SIC mostra-nos um jovem de 82 anos, Lino Pires, que está ainda com a mesma garra com que que saiu do concelho de Oleiros onde começou a trabalhar numa taberna, passou para o café Arcádia em Castelo Branco e depois de algumas peripécias acabou por ir trabalhar para Inglaterra onde tem o restaurante “Butchers Arms” na simpática aldeia de Priors Hardwick.

Onde quero chegar? E por que afirmo que Portugal é pobre quando é mal governado?

Posso provar isso com o exemplo do Professor Oliveira Salazar. Portugal saiu de uma pobreza extrema para um País rico e com reservas de ouro superior à maior parte dos países do mundo. E isso porquê? Porque Salazar era um Homem extremamente inteligente, extremamente modesto, extremamente honesto e sabia governar. Oferecia confiança aos Governantes dos países mais poderosos do mundo.

Desde Churchill a Franco, todos lhe pediam conselhos e nunca se ufanou desse reconhecimento.

Sobre este assunto são esclarecedores os volumes que a Imprensa Casa da Moeda publicou com o título “Dez anos de Política Externa” (1936-1947) e outros documentos avulsos.

Mas onde quero eu chegar, se a bandeira que levantei foi “Lino Pires” cidadão português da aldeia de Vinhas no concelho de Oleiros?

Como o senhor Lino Pires há milhares de portugueses que, espalhados pelo mundo, estão desejosos de investir algum do seu dinheiro em Portugal desde que os Governantes lhes mereçam confiança e tenham a certeza que o dinheiro aqui aplicado vai servir para tornar Portugal um País saudável não só de sol, mar e campo, mas de pleno emprego e próspero.

Obrigado Senhor Lino Pires por ter despertado a ideia. Espero que ao chegar aos 90 anos os festeje em Portugal e que nesse ano o Benfica seja campeão de Portugal para o neto, que ama o Benfica, nunca mais se esqueça de passar férias em Portugal com muitos amigos ingleses.

C.S

publicado por regalias às 05:27
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds