Terça-feira, 20 de Setembro de 2016

Obama leva escolas de assassinos para a Austrália

Depois da destruição da Líbia com uma coligação para onde arrastou Cameron e tentou criar a primeira escola de assassinos com ingleses e franceses, passou agora aos australianos.

Os ingleses denunciaram o horror do massacre Líbio e o Parlamento inglês acabou por acusar Cameron de falta de dignidade ao entrar numa guerra na Líbia, de grande mortalidade e destruição num país próspero.

Agora, este psicopata arrasta a Austrália e os seus militares para a agressão na Síria, transforma-os em assassinos e mata dezenas de militares do exército regular Sírio para que os terroristas do Estado Islâmico ocupem mais uma parte de terreno que interessa aos turcos.

A seguir fará aos terroristas aquilo que fez aos sírios. Manda matar.

O mundo olha espantado para o que acontece e cala-se por impotência.

A Rússia e a China sabem o que devem fazer quando chegar o momento.

Certo é que Obama, por mais que babe sangue, nunca fará o que pretende da Síria. Putin já lhe deu o primeiro aviso depois deste massacre de soldados que defendem o seu país contra terroristas e rebeldes-terroristas subsidiados pelos EUA, pelo Qatar, Arábia Saudita e muitas vezes pela Turquia ao comprar os roubos efetuados.

A agravante desta insanidade é que os EUA vão ser também as grandes vítimas destas horrorosas matanças. Muitos soldados ficarão de tal modo traumatizados com aquilo que fizeram que acabarão por se virar contra o seu próprio país como já aconteceu nos Estados Unidos.

As escolas de assassinos funcionaram em algumas regiões de África, como por exemplo o Boko Haram na Nigéria e os Mau-Mau no Quénia. Estes juraram vingança eterna contra as sevícias desumanas que sofreram.

Uma das vítimas foi o avô paterno, Hussein Onyango Obama, do seráfico Barack Hussein Obama, que traumatizado pela violação e castração do avô, depois de preso pelas forças inglesas, não viu melhor maneira de cumprir o juramento de vingança do que lançar fogo ao mundo começando pelo Médio Oriente, passar ao Norte de África e arrastar a Europa para a deixar no meio da fornalha que, certamente se ateará entre a Rússia e os EUA, caso o sujeito consiga, até à sua saída da Presidência, levar a efeito as frustrações e os traumas que julga carregar com ele se não limpar a memória do avô Hussein Obama Mau-Mau.

 

Anterior “Obama provocou terror e morte nas Primaveras árabes”

C.S

publicado por regalias às 06:38
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2016

Obama provocou terror e morte nas Primaveras árabes

Só repetindo até à exaustão o que Obama e os seus sequazes fizeram no Médio Oriente será possível compreender e desmontar a vilania de quem provoca a guerra, faz apelos à paz e acusa os agredidos e os seus aliados de serem os causadores de todo o mal que acontece.

Esta maneira de proceder de Obama e já antes praticado por Bush e Blair no Iraque é algo que sai de tudo o que é normal e próprio do ser humano.

Será que o mundo entrou no estertor final e os monstros da morte encarnaram em Bush, Blair, Obama, Cameron, Sarkozy para em conjunto arrastarem com eles, gente aparentemente saudável de entendimento?

A resposta é complicada.

Uma parte da humanidade atingiu tal grau de desenvolvimento que o laxismo, por excesso de mordomias, vai engolindo as suas capacidades mentais. Cansaram por demasiadas regalias.

Pouco lhes interessa que a morte chegue pela idade ou pela incineração vinda dos céus e transportada em aviões ou pela fúria da Natureza enganada por indolentes tão mesquinhos.

O mundo deixou de ter interesse para os magnatas dos prazeres.

Eles estão fartos. O resto não lhes importa. Se não souberam guindar-se ao galarim do poder e do dinheiro, soubessem.

O rebotalho humano não passa de um campo de experiências levadas ao extremo pelo Anjo da Morte, Josef Mengele, em Auschwitz.

Os seus sucessores são gente séria e respeitada. Democratas de alto gabarito que podem matar às dezenas ou aos milhares que nunca perdem a condição. Os que Governam com seriedade, para eles não passam de gente autoritária que querem consertar o que não tem conserto: a humanidade.

Há muito que os profetas falavam do estigma que programou a vida:

“Aos mil anos chegarás, dos dois mil não passarás”.

Ninguém gosta de sofrer mais do que pode suportar. É por esse motivo que o bondoso Obama manda matar em Deir al-Zor, no nordeste da Síria oitenta militares do exército regular sírio despejando sobre eles o fogo caído do Céu, para proteger os terroristas a quem os EUA pagam para, sempre que não tenham que fazer na Síria ou no Iraque ataquem Bruxelas, Paris, Nice ou Munique.

Obama é um democrata de Primaveras Árabes, dá a brancos, pretos ou cinzentos o mesmo tratamento: a morte sem dor.

 

Anterior “OBAMA quer afogar o mundo em SANGUE”

C.S

publicado por regalias às 06:14
link do post | comentar | favorito
Domingo, 18 de Setembro de 2016

OBAMA quer afogar o mundo em SANGUE

Nunca fui militar, detesto guerras e criminosos encapotados de santos democratas, e tenho aversão a todos aqueles que os apoiam.

Ontem tinha escrito o blogue “Obama provoca a guerra ao enviar militares para a Síria”. Não passaram doze horas e aí está o imaturo a matar as tropas de Bashar Al-Assad para provocar a reação russa e envolver toda a Europa numa guerra mortífera e sem tréguas.

Os aliados da NATO têm de proteger o assassino que provoca os crimes, caso a Rússia retalie em solo Sírio embora seja a única potência com autorização para entrar e defender aquele país.

Obama meteu lá todos os criminosos que entendeu, primeiro, sem se envolver diretamente. Como isso não resultou forçou a Turquia a provocar a Rússia. Putin sabendo as consequências de uma guerra entre potências nucleares e não desconhecendo que a Rússia nunca se renderá à monstruosidade criminosa de Obama, não retaliou.

Mas a paciência russa tem limites. Napoleão e Hitler provaram o amargo das grandes derrotas depois de tudo tentarem para enfurecer o urso.

Foram milhões de mortos pela estupidez de um arrogante Napoleão e de um Hitler semiatrasado mental. Neste momento perfila-se Obama para levar a morte aos EUA e ele e a família acabarem por ser linchados pela hecatombe provocada.

Esperemos que eu me engane, mas o homem ou está muito doente ou a sua perversidade, se não for travada pelo Senado americano, acabará por arrastar os EUA para uma guerra que lhe entrará portas dentro.

Ontem escrevi neste mesmo espaço “Obama desfez a Líbia e teima em fazer o mesmo à Síria”, mais adiante afirmei “O objetivo de Obama é entrar em confronto com a Rússia”.

A realidade não engana. Ele já nem tenta esconder. Vale tudo para atingir os seus objetivos. Esquece-se que Putin há muito deve ter preparado a resposta para palrador tão mentiroso e previsível.

Oxalá a Europa não vá na conversa deste homúnculo e recuse apoiar a NATO neste tremendo erro. Se não o fizer, depois deste tórrido Verão, será confrontada com um Inverno tropical de 1200 graus em Inglaterra, na França e na Alemanha.

Os lideres europeus não podem apoiar a megalomania assassina de um louco que insiste em destruir o mundo, afogando-o em sangue, depois de já ter provocado o sofrimento e a morte de centenas de milhares de refugiados, sem entender por que o faz.

 

Anterior “Obama provoca a guerra ao enviar aviões militares para a Síria”

C.S

publicado por regalias às 06:17
link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Setembro de 2016

Obama provoca a guerra ao enviar militares para a Síria

Fazer de mortos lasanha foi a supina ideia que o “Charlie Hebdo” vomitou depois da lasanha Charliana que esmagou os camaradas da redação e lhes proporcionou uns milhões de euros que permite aos vivos gozar com os mortos do terramoto de Amatrice, em Itália, e lamber os beiços com a lasanha dos jornalistas mortos do Charlie Hebdo de Paris.

A Comunicação Social, assente em jornais e revistas, perante o espernear desesperado em aguentar audiências vende-se ao Diabo e escreve tudo o que for esterco, asqueroso e violento com desenhos, títulos e histórias inventadas para encher o saco.

Quando a história não agarra factos verdadeiros e os empapa, como é o caso da lasanha da infeliz vila de Amatrice, defende os criminosos que mataram centenas de milhares no Iraque e na Líbia sem se preocuparem em denunciar verdadeiras monstruosidades, como a do barco Líbio, cheio de mulheres e crianças que não foi socorrido, apesar dos aviões da NATO o sobrevoarem.

A Comunicação Social alinha com quem lhe paga.

Mas não há proteção possível para quem deixou de ser credível. Aos poucos, os jornais vão desaparecendo. Aqueles que restam continuam a viver à babugem. Leitores, cada vez menos.

Alguém se preocupa com os Sírios e desmascara o Obama? Ninguém. No entanto foram americanos, bem documentados, como eu já aqui escrevi, que denunciaram todas as manobras deste Prémio Nobel da Paz que tem feito a guerra, com um furor e uma mentira do tamanho da América.

Obama desfez a Líbia e teima em fazer o mesmo à Síria.

O humanoide continua a enviar mercenários, com o título de conselheiros militares, para ajudar os rebeldes que ele próprio criou.

O objetivo de Obama é entrar em confronto com a Rússia.

A Comunicação Social tem denunciado este estratagema? Nunca.

Ainda há dias, o Parlamento Inglês reconheceu que David Cameron tinha sido um dos grandes culpados ao apoiar Obama no que aconteceu na Líbia. Em breve a França dirá o mesmo de Sarkozy.

Só Putin e Xi-Jinping podem salvar esta Europa de capados incompetentes que, com palavras irrelevantes deixam que o mundo se esfarele nas mãos de um Bush, de um Blair, de um Cameron, de um Sarkozy e de um Obama, tipos sem escrúpulos, que só a história condenará como gente abjeta, geradora de caos, ódio e morte.

 

Anterior “A estranha velocidade do comboio Vigo-Porto”

C.S

publicado por regalias às 06:18
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2016

A estranha velocidade do comboio Vigo-Porto

O comboio é o meio mais seguro e mais agradável para viajar.

Não compreendo mesmo como deixou de ser aproveitado para servir todo o país como era antes do 25 de Abril.

Eu falo nesta data fatídica porque tudo se passa num antes e num depois.

O antes em que os Governantes, tendo saído da miserável Primeira República se esforçaram, sem regatear esforços, para partindo do zero e da miséria terem levado o País ao progresso e ao desenvolvimento.

O depois foi um desastre quase total. Não fosse termos entrado na União Europeia e Portugal teria quatro ou cinco milhões de pedintes. Os roubos e as desavenças seriam constantes.

Estando mal, pelo menos o Costa continua a sorrir, o Marcelo continua nos afetos e na esperança e o Centeno vai gaguejando e atamancando as contas como pode.

O povo prefere assim. Pode ser enganado, mas descansa e finge acreditar.

Com o comboio Porto-Vigo passa-se quase o mesmo, com uma pequena diferença. A velocidade foi, na verdade a causadora do acidente, mas a culpa pode não ter sido do maquinista.

Ainda esperei que a explicação para o sucedido fosse aventada pelos especialistas em desvendar as causas; como não apareceram dou a minha opinião, sem ter conseguido falar com maquinistas que depois de me responderem a perguntas, a minha visão tivesse mais consistência.

O que aconteceu, apesar de quase uma dúzia de avisos para o maquinista abrandar a velocidade e ele ter acusado a receção dos mesmos?

Houve um bloqueador da velocidade nos 118 Km hora que por mais que tentasse resolver o problema não conseguiu e por isso se deu o desastre.

Nos automóveis antigos, lembro-me, e isso aconteceu comigo pelo menos duas vezes, o pedal do acelerador parecia colar, o carro ganhava velocidade e a solução era carregar também no pedal da embraiagem e esperar que num terreno mais plano ou numa pequena subida, desligar o motor com a chave e com o travão de mão segurar o veículo para depois abrir o capot e desencravar o pedal do acelerador.

Com o comboio de Vigo aconteceu algo de semelhante que impediu a diminuição da marcha.

Por outro lado também é estranho que dois funcionários da RENFE tenham morrido juntamente com o maquinista. Não estariam eles ao seu lado tentando também resolver o problema?

Julgo que este pressuposto não deve ser descurado para que o comboio continue a ser o meio mais seguro e confortável de sempre.

 

Anterior “ Querem fazer à Síria o que fizeram ao Iraque e à Líbia”

C.S

publicado por regalias às 05:49
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Setembro de 2016

Querem fazer à Síria o que fizeram ao Iraque e à Líbia

A infâmia mundial juntou uma corja de amigos que inclui uma seita saída dos EUA, passa pela Arábia Saudita, pela Turquia, por Israel, pelo Qatar, pela França, pela Inglaterra e por um conjunto de abêberas da Europa que não sabendo o que fazer apoiam os crimes mais nefandos que aconteceram no Iraque, na Líbia e na Síria.

A paz, proposta pelos EUA à Rússia, não é mais do que uma tentativa de proteger os terroristas Sírios financiados pela escumalha incompetente, e maquiavélica dos supracitados, mais os terroristas do Estado Islâmico, para conseguir que a Rússia ceda pela insistência e a Bashar Al-Assad aconteça o mesmo que a Saddam Hussein e a Muammar Khadafi.

Morto o chefe, estas aventesmas da inconsciência, da maldição, má-fé e sem escrúpulos de qualquer espécie ficarão a ver a Síria desfazer-se tal como está a suceder ao Iraque e à Líbia, dois países prósperos e de gente feliz e que vivem sofrimento, miséria e morte constantes.

Nenhum dos monstruosos países vive enganado quando sabem como foram invadidos o Iraque e a Líbia e a situação em que se encontram.

Insistem na morte de Bashar Al-Assad e na destruição da Síria, ao apoiarem os terroristas rebeldes que foram criados e pagos pelos cofres onde Obama pode ir buscar todo o dinheiro que entender para subverter os povos árabes e abrir caminho para mais um gasoduto da Arábia Saudita, fazer a vontade a Israel que, loucamente pensa vencer o mundo através da Comunicação Social que apelida a criação dos rebeldes pelos EUA de guerra civil sendo totalmente mentira.

Israel tem manipulado como lhe apetece vingando-se dos dois mil anos de errância pelo mundo, onde os enxovalhos e as mortes também foram muitas. Umas vezes por sua culpa, outras por bestas semelhantes às que hoje atacam a Síria fornecendo dinheiro e armas aos terroristas que as pagam com os roubos perpetrados no Iraque, na Líbia e na própria Síria.

Como os roubos se esgotaram há que atingir o objetivo de outra maneira. Obama através do inteligente, vê-se pela cara, John Kerry, tenta convencer Putin da infâmia mascarada de bondade.

Esperemos que Putin e Xi-Jinping nunca estejam desunidos, nem vão na conversa de indivíduos incompetentes que matam e mandam matar como quem colhe flores num jardim para as colocar na morgue das nações depois de as terem arrasado através da mentira, do ódio, da estupidez e de centenas de milhares de bombas.

Que grandes democratas são estes assassinos!

 

Anterior “Os trabalhos para casa, TPC, e o Estado Novo.

C.S

publicado por regalias às 09:24
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Setembro de 2016

Os trabalhos para casa, TPC, e o Estado Novo

Quantos mais anos passam sobre o desgraçado 25 de Abril, melhor se compreendem os erros cometidos em quase todos os setores.

Os aluados esquerdistas têm-se visto na obrigação de repor as linhas desenhadas pelos Governos de Salazar e de Marcello Caetano.

Na abertura de mais um ano letivo, volta de novo a discussão se os TPC, trabalhos para casa devem seguir esse caminho ou pelo contrário serem feitos nas escolas.

Em casa os jovens devem brincar, ler, conversar com os pais e amigos.

O Estado Novo compreendeu perfeitamente que os jovens quando saíssem dos edifícios escolares deviam levar as revisões e os trabalhos feitos para o dia seguinte.

Por esse motivo existiam as Salas de Estudo que funcionando em várias salas e com professores de todas as áreas que apoiavam os jovens em dificuldades.

Se um professor, de uma determinada disciplina, não estava na sala onde o aluno sentia problemas e os dois professores que ali se encontravam não estavam aptos a resolver o assunto, imediatamente era chamado o professor da disciplina que se encontrava numa das outras salas.

A escola tem de providenciar salas e professores sempre que qualquer ano tenha terminado o seu horário escolar, e os alunos possam aí a fazer os TPC, estudar ou rever matérias dadas.

Isto é ainda mais fácil nos dias de hoje porque os professores com horários zero podem preencher os seus tempos letivos com a assistência nestas novas salas de estudo, a que darão outro qualquer nome para mostrar inovação, onde não existe.

Não interessa. O que é preciso é solucionar as falhas e devolver Portugal ao patamar de desenvolvimento em que o Estado Novo o colocou e os Abrilistas não quiseram continuar devido à ignorância, estupidez e maldade de Cunhal que preferiu nivelar tudo por baixo, por incapacidade em saber fazer melhor.

Só a entrada na União Europeia evitou uma catástrofe de resultados mais gravosos. Mas isso ficará para demonstrar em nova oportunidade, caso os alarves do costume teimem em dizer baboseiras com total descaramento e debilidade mental.

 

Anterior: “O crematório Coreano e a terceira guerra Mundial”

C.S

publicado por regalias às 10:46
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Setembro de 2016

O crematório Coreano e a terceira guerra mundial

Bem tento desligar-me do mundo e das suas perigosas loucuras. Não sou capaz. Fico deprimido.

Sobre Portugal, imito Marcelo. Espero que a Esquerda consiga desatar o nó reduzindo os dois milhões de pobres que morrem todos os dias de fome e de tristeza numa sociedade de impotentes e de vilania.

A Terceira Guerra Mundial está ao virar da esquina e por isso ninguém fala no monstro.

A Coreia do Norte, onde vive e manda um imbecil de impulsos imprevisíveis prepara-se para desencadear uma catástrofe inimaginável.

A Coreia do Sul esperneia, clama, avisa, e Obama só agora, em fim de mandato, verifica todos os erros cometidos e perante esta ameaça iminente de um louco que resolveu fazer experiências nucleares todos os oito dias e cada vez mais violentas, parece estar mesmo decidido a acabar num festival de fogo como se impusesse a si mesmo fazer a purificação universal para que das cinzas renasça outra civilização.

Seul já informou o atrasado mental que logo que sinta que as ogivas nucleares estão viradas para a Coreia do Sul, em posição de ataque ou só de fingimento, ela não tem dúvidas em arrasar Pyongyang e arredores pensando assim evitar a hecatombe programada.

A morte de milhões de seres, de um lado e de outro é impossível de contabilizar e, todos os que queiram impedir a macabra festa hesitam porque não sabem se a resposta vai pegar fogo nos restantes continentes.

A Guerra pode estar por horas, dias ou alguns meses.

A loucura anda à solta e o crematório terá a dimensão de, pelo menos, toda aquela área.

Espero que o sensato Xi-Jinping consiga colocar juízo onde não o há.

O monstro só parece obedecer ao Presidente Chinês.

Tenha paciência Presidente Xi-Jinping intervenha rapidamente antes que o louco, num dos seus ataques de histerismo incontrolado, dispare o seu primeiro míssil nuclear e a mortandade se espalhe por todos os lugares da Terra.

 

Anterior “Os génios do improviso nos helicópteros Kamov”

C.S

publicado por regalias às 10:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 12 de Setembro de 2016

Os génios do improviso nos helicópteros Kamov

A admiração que tenho pelo meu País é ilimitada. Muitas vezes fui rude, insolente, provocador para O defender sem olhar às consequências, por esse motivo fui levado a Tribunal depois deste 25 de Abril pleno de liberdades, mentiras, confusão e enganos.

Mas os idiotas e os que lambem a gamela acham que houve muito progresso. E houve. O mundo não é estático. Certamente Marcello Caetano faria muito melhor se não estivesse cansado da presunção do Spínola, da ratice do Costa Gomes e da sua própria tendência democrática.

Antes do 25 escrevi o livro “Tu cá, Tu lá”, está online, quem o ler pensará que sou um perigoso comunista. Ninguém me incomodou.

Nos jornais a Censura, começada na Ditadura Militar e sempre dirigida por Militares até ao Governo de Marcello Caetano, cortou-me onze artigos, mas também nunca me importunaram. Depois deste aparvalhado 25 de Abril, pelo artigo “Atrás dos militares”, onde pensei que os ia ajudar abrindo-lhes os olhos fui levado a tribunal. Toda esta curta lengalenga vem a propósito da manutenção dos helicópteros Kamov e as suas causas.

Eu lamento dizê-lo, bem queria que tudo se tivesse passado de maneira diferente, mas com toda a desorganização que assolou o país, que beneficiou uns milhares e prejudicou milhões, atirou-nos para o estado lamentável em que nos encontramos.

Só o golpe do Costa e a inteligência do Presidente Marcelo conseguem dar, ao primeiro, um ar de graça pela maneira como embarrilou o Passos e o Portas e deixou o povo estupefacto. Depois riu a bandeiras despregadas pela maneira como lhes passou a perna e os deixou atónitos. O Marcelo tem amparado, não sei se a farsa se a solução. Ele acredita em milagres e o povo ajuda. Já estava farto da seriedade do Passos e havia necessidade de um tempo de descontração antes que toda a gente amalucasse.

Além dos militares e dos políticos, o grande culpado foi o infame Cunhal que nivelou por baixo todo o país. Desorganizou tudo quanto pôde. As escolas, os hospitais, o incitamento ao roubo das herdades, às canções mais pindéricas que ainda hoje se continuam a ouvir, e a uma fauna de jornalistas e intelectuais de esquerda, que desmotivaram todos aqueles cuja habilidade podia ter sido aproveitada, estimulada e orientada.

Aqueles que tiveram a coragem de sair, sangrando de saudade, deste país tornaram-se no estrangeiro técnicos altamente especializados.

Os que ficaram continuaram no improviso, por culpa de quem os orienta. Os Helicópteros Kamov sofreram das mazelas de quem não sabia fazer melhor para poupar o que não pode ser poupado.

A alta tecnologia não se compadece com improvisos de imprudentes.

 

Anterior “Transição democrática para o caos, o êxodo e a morte”

C.S

publicado por regalias às 11:43
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Setembro de 2016

Transição democrática para o caos, o êxodo e a morte

Putin se acreditar nas palavras de Obama e de Erdogan e de outros tipos do mesmo jaez confirmará a baixeza moral e o mesmo crime hediondo praticado no Iraque e na Líbia, cuja prática de bondosa democracia transformou países prósperos em terras de ódio, caos e terror.

A transição democrática, que diz praticar, não passa de caos, êxodo e morte.

Olhem para a cara do Obama e do Erdogan, analisem os traços das monstruosidades.

Os Curdos são o exemplo continuado do Erdogan, agora lacaio às ordens de Obama para atingir os seus nefandos propósitos: eliminar os Curdos e ocupar terreno Sírio com a bênção do asqueroso Obama cujo cinismo é o mais abjeto e que identifica este humanoide.

Aquilo que ele continuou, depois da infâmia praticada por Bush e por Blair, ao destruir a Líbia, matando a frio milhares e milhares de Líbios, ao peitar imbecis Sírios transformando-os em rebeldes, quando tentou também implementar a Primavera árabe no Egipto, sem sucesso, porque os militares não se venderam como o fizeram alguns sírios que misturados com os terroristas do Daesh, apoiados pela Arábia Saudita e pelo Erdogan, enquanto viu neles um meio para mais tarde abocanhar algum território Sírio caso mate Bashar Al-Assad como Bush fez ao Saddam, servindo-se dos próprios Iraquianos que têm pago, com juros altíssimos, a cedência a canalhas mundiais.

A seguir, Obama e os inefáveis Cameron e Sarkozy matam Muammar Khadafi com direito a filmagem. O resultado é uma Líbia que, em vez de petróleo, vende refugiados a traficantes que os enterram no Mediterrâneo ou os deixam nas mãos do Erdogan, que é precisamente a mesma coisa ou pior.

Se Putin e Xi-Jinping não estiverem unidos, tanto a Rússia como a China irão sofrer as consequências da falta de caráter deste Obama que pelo ódio que manifesta contra a humanidade só não faz dele o destruidor da mesma porque está de saída da Presidência dos EUA.

 

Anterior” Entre hipocrisia, histerismo Democrático e Ditadura”

C.S

publicado por regalias às 13:11
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds