Quinta-feira, 8 de Novembro de 2018

Maldade é própria dos frustrados e dos ignorantes

A malevolência é a disposição para fazer o mal ou prejudicar os outros. É uma doença mental onde a inveja, a intriga, a estupidez e a confusão ultrapassam todas as regras da convivência humana, escondidas na mais sórdida das hipocrisias.

Eu não consigo fingir que aceito a atitude desta gentalha que apelido de lixo da sociedade e manifesto, sem piedade, o meu desagrado.

Na política existe muito desta lepra. Há que a desmontar imediatamente para que a maldade não se espalhe como as lêndeas ou os percevejos.

No Parlamento Português, esta peste infiltra-se.

Num dos casos passados comigo, por mais que um destes insetos inferiores me pedisse várias vezes desculpa por um ato que achei muito desonesto ao colocar-se ao lado do Presidente do Partido quando este me fez um processo disciplinar, que perdeu; o desonesto de quem era muito amigo. Fiz tudo por ele. E influenciei o Adelino, Homem puro e honestíssimo, para o indicar como Vice-Presidente do Parlamento, o que aconteceu. O sabujo, no momento do processo disciplinar colocou-se ao lado do Presidente do Partido. Respondi-lhe como merecia. Sou da Beira, sou um frontal. Nunca mais lhe olhei para a cara.

Este é um dos casos frequentes na Taberna de S. Bento, como o General Humberto Delgado, apelidava aquela albergaria.

Mas fora dela, em quase todos os estratos sociais existe este submundo de gente inferior que não respeita a família.

Quando ontem um amigo meu me contava o seu caso e as lágrimas lhe saltaram dos olhos sem as conseguir segurar porque a neta, que adorava, não se inibia de o tentar amesquinhar, pensei dar-lhe o antídoto:

Esqueça, elimine-a do pensamento. Talvez daqui a vinte ou trinta anos, quando a fealdade a massacrar, mesmo por baixo do monte de cremes com que besunta a cara, e ela se olhar ao espelho, talvez nesse momento compreenda os erros cometidos.

Esqueça. O país perdeu o tino. Os mais jovens, sem cultura, invejosos e intriguistas seguem a manada julgando que assim ganham visibilidade. Esqueça.

 

Anterior “Portugal, país do poucochinho, e de Marcelo”

C.S

publicado por regalias às 06:40
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Portugal é um país de ana...

. EUA usam a força para tra...

. Radicais Livres ...de aud...

. Greves, egoísmo, ignorânc...

. Sábado, Parque Mayer e os...

. Os velhos e o esqueciment...

. Greves, Moody's e três em...

. Jornais e revistas afunda...

. Der Spiegel, a coscuvilhi...

. Estivadores não sejam bur...

.arquivos

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds