Domingo, 17 de Março de 2019

Os do Brexit não sabem o que querem. Esperam ordens

Os Ingleses, especialistas nos jogos políticos, na espera, avança, recua como aconteceu na Primeira Guerra Mundial que lhes ia custando a destruição de Londres, a morte de milhares de ingleses e uma dívida monumental aos americanos que salvaram a Europa do holocausto nazi,

De tempos-a-tempos entram em paranoia mental. Precisam de descanso para não asneirar mais.

Admirar os ingleses não quer dizer que concorde com os jogos malabares.

Os Ingleses cansaram. Os bem instalados, que defendiam a população e por ela perderam a cabeça, como Tomás Moro, deixaram de existir.

Em vez de governarem para defender o povo, agora governam-se.

Mas isto acontece um pouco por todo o mundo. Por esse motivo assistimos ao desfazer das nações.

Os terroristas provocados pelos democráticos de lixo como Bush filho, Tony Blair, Barack Obama, Nicolas Sarkozy, David Cameron e outros magarefes trucidaram Iraquianos, Líbios e Sírios por uns barris de petróleo e miséria moral.

Os políticos Ingleses caíram numa situação inacreditável. Entraram no BREXIT para a saída da União Europeia sem estudarem o mínimo de consequências a que isso levaria. Até agora perderam novecentos mil milhões de Libras que os súbditos ingleses terão de suportar.

Mas os políticos parecem divertir-se gozando com estas tremendas dificuldades que ninguém sabe como evitar, depois deles próprios as terem provocado.

O amigo americano tê-los-ia convencido a largar a União Europeia oferecendo uma entreajuda eterna e mais vantajosa.

Os Americanos não passam de crianças crescidas que prometem tudo, quando querem alguma coisa. Se algo corre mal esquecem o prometido, dilatam as decisões como estão a fazer com os acordos de comércio com a China ou aqueles, bem mais perigosos, que fizeram com Bin Laden.

Todos sabemos o que aconteceu ao pateta que acabou por se tornar uma verdadeira dor de Cabeça e um terrorista terrível por se sentir enganado.

Ingleses, esqueçam o amigo americano. Depois voltem à fala, para já regressem a novo referendo e decida-se, de uma vez por todas, o que houver a decidir.

Continuar com um TIXERB, de pernas para o ar e virado ao contrário, à espera que a União Europeia se dissolva é que não me parece provável.

Os políticos Europeus podem ser laxistas, mas não são burros.

A União Europeia já compreendeu que a União é a melhor forma para o entendimento, a prosperidade e a defesa dos povos, e não voltará às velhas regras que o mundo evoluído e digital já não aceita.

 

Anterior “Sexo e loucuras das fascistas das Esquerdas”

C.S

publicado por regalias às 06:48
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. O cheiro abominável do di...

. Viver com as leis da Natu...

. Influência dos jornalista...

. Greves e ameaças desfazem...

. Tony Carreiras, Cinemax, ...

. Ruinas, grafitis, simpati...

. Ursula preside, finalment...

. Conselhos dos pais rarame...

. Escreva um livro, fique n...

. Depressão III e a neurose...

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds