Terça-feira, 2 de Abril de 2019

Bolsonaro elogia, com reconhecimento, a Ditadura

Também eu estou ao lado de Bolsonaro quando um regime forte consegue salvar os países da sangria que o caos, as pequenas revoluções, as greves continuadas sacrificam o povo durante anos sem que os poucos beneficiários dos saques deem mostras de querer modificar a situação.

Bolsonaro, ao celebrar o regime Militar que vigorou entre 1964 e 1985, mais não fez do que chamar a atenção do que pode acontecer de novo caso o povo seja sacrificado com os roubos e mortes que antes de 1964 eram constantes.

Os Ditadores Romanos eram os mais altos Magistrados e aqueles em quem o povo acreditava. Com os Ditadores não havia corruptos, nem o povo era prejudicado.

Salazar escreveu que a Ditadura é um regime transitório e fundamental quando o País vive momentos descontrolados. Até 1933 vigorou a Ditadura Militar, mas logo que em 1932, ele passou a Presidente do Conselho (Primeiro-Ministro) e saiu a Constituição, a Ditadura acabou.

Oliveira Salazar é claro:

“…A Constituição aprovada pelo plebiscito popular repele, como inconciliável com os seus objetivos, tudo o que direta ou indiretamente proviesse desse sistema totalitário.

Ela começa por estabelecer como limites à própria soberania a moral e o direito.

Impõe ao Estado o respeito pelas garantias derivadas da natureza a favor dos indivíduos, das famílias, das corporações e das autarquias locais.

Assegura a liberdade e inviolabilidade das crenças e práticas religiosas.

Atribui aos pais e seus representantes a instrução e educação dos filhos.

Garante a propriedade, o capital e o trabalho em harmonia social…”

Com Salazar, cumpriu-se a Constituição. Seguiram-se regras de segurança e bem-estar para todos, pobres e ricos.

Que aconteceu a seguir ao 25 de Abril? É fácil verificar, a verdadeira Ditadura enroupada de Democracia permitiu prisões arbitrárias, roubos incitados desde o segundo ou terceiro dia do Golpe Militar, ao transformarem numa só noite a Ponte Salazar em Ponte 25 de Abril. Seguiram-se as ocupações, roubo de casas e um milhão e duzentos mil hectares de terras. Seguiu-se o PREC que minou de tal maneira Portugal que ainda hoje lhe estamos a sofrer as consequências.

Bolsonaro ao recordar a Ditadura Militar, a que chama regime autoritário quer prevenir os loucos e preservar a paz. Oxalá o consiga.

Os portugueses amam tanto o Brasil como Portugal.

 

Anterior “A grande mentira de Abril foi o 25 de Abril”

C.S

publicado por regalias às 00:45
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incentivar os trabalhador...

. Os Sindicatos, os Partido...

. Lesbos tem em Moria Campo...

. O circo e os novos palhaç...

. Os monstros do Mediterrân...

. O circo continua, a greve...

. Não há pachorra para atur...

. Ditadores sociais-fascist...

. Aproveite as insónias par...

. A pesca como terapia, far...

.arquivos

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds