Quinta-feira, 4 de Abril de 2019

Brexit, os EUA, a Europa e a geração de idiotas

Einstein, depois de analisar todos os progressos científicos que explodiram em poucos anos, disse bastante preocupado:

“Tenho medo do dia em que a tecnologia se sobreponha à interação humana. O mundo terá uma geração de idiotas.”

O que neste momento está a acontecer com o Brexit é bem o sintoma do que Einstein previa.

O ser humano em vez de ter ganho mais tempo para pensar ou descansar aumentou em muito a sua excitação com todos os meios tecnológicos que tem à sua disposição.

A sua capacidade mental ao receber tanta informação diária e quase sem descanso entra num feixe de confusões, sobreposições e enganos que em vez de lhe facilitar o raciocínio correto e o objetivo exato onde pretende chegar fica enleado e não diz coisa com coisa.

Os ingleses, que sempre serviram de padrão para os outros povos, estão a dar neste momento sinal que perderam a tramontana.

Querem e não querem, aceitam e não aceitam. Andam assim há quase três anos.

Por vária vezes tenho pensado no assunto e chego sempre, provavelmente a uma conclusão tola, mas que não me sai da cabeça, por mais voltas que dê ao desconchavo em que a brilhante e séria Albion nos tem brindado e afligido.

A Inglaterra vendeu-se aos caprichos Americanos que, com a saída da União Europeia quer desmantelar essa mesma União Europeia e ter toda a Europa subjugada aos seus interesses.

Isto a ser assim seria mais um erro monumental dos Estados Unidos da América. A China e a Rússia ganhariam credibilidade total e a Europa, depois de alguns anos sob o domínio Americano verificaria que só o entendimento com mais estas duas potências seria a maneira de uma estabilidade mundial que teima ser cada vez mais frágil.

A alta tecnologia tem aqui a culpa que Einstein viu a anos de distância: os contactos ao segundo fazem que o pensamento não os consiga desencriptar e os erros e os medos cercam os políticos que nos dão um espetáculo de um ridículo tremendo e perigoso.

Vivemos a geração de idiotas que está presente em tudo. E também verificamos isso em Portugal.

Lisboa gasta milhões em festas, no entanto os miseráveis e os pobres encontram-se por todo o lado.

Os ricos estão mais ricos e os pobres sempre à espera de um dia poderem comer o Medina para matar a fome.

 

Anterior “Os únicos fascista do Estado Novo são os deste estado”

C.S

publicado por regalias às 02:09
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Portugal um país de tonto...

. Amnistia Internacional ou...

. Eurodeputados portugueses...

. Inteligência Artificial s...

. Petrodólares têm substitu...

. Teodoro Obiang, CPLP e Gu...

. Trump tem um trabalho de ...

. As grandes potências e o ...

. EUA metem-se nos assuntos...

. Esqueça o Parlamento de t...

.arquivos

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds