Sábado, 13 de Abril de 2019

Radicais Livres já se conseguem ouvir na Antena1

Haja Deus! Até-que-enfim!

Os “Radicais Livres”, desde que apareceram e, valha a verdade, sempre com temas interessantes, mas impossíveis de entender na sua totalidade.

A má dicção do Ruben de Carvalho, seguida das interrupções e gargalhadas do Jaime Nogueira Pinto tornavam os programas intragáveis. Durante meses fiz esforços imensos para os acompanhar, mas no fim ficava sempre furioso comigo por perder tempo com conversas sobre um tema, com várias mudanças de direção, gargalhadas, e horrível dicção.

Escrevi uma ou duas vezes sobre o assunto e consegui desistir de os ouvir porque em 40 minutos aproveitava, no máximo quinze e enervava-me em 25.

De vez em quando não resistia a dar uma espreitada aos Radicais. Desistia imediatamente logo que aquela salada russa, péssima de dicção, gargalhada e outras variações desafinadas me obrigavam a tirar o pio à Antena1.

Na semana passada, os “Radicais” melhoraram. Fiquei contente, mas desejei que afinassem. São dois homens inteligentes e cultos. A minha esperança mantinha-se.

Hoje, há poucos minutos, tudo correu perfeitamente. Falaram sobre um tema, desenvolveram-no com conhecimento, criticaram ou apoiaram com objetividade e a dicção saiu perfeita.

Este país precisa, como do pão para a boca, de gente culta que saiba do que fala, que estejam a favor ou contra, mas que sejam puros quanto ao que afirmam e que a linguagem clara atraia o ouvinte.

Cá os espero para a semana.

 

Anterior “Falsos moralistas contra familiares competentes”

C.S

publicado por regalias às 12:57
link do post | comentar | favorito

Falsos moralistas contra familiares competentes

Tartufos que escondem os seus vícios atrás de uma capa de bondade e integridade não acharam nada de mais importante para atacar o Governo do que descobrir que nos gabinetes ministeriais ou a trabalhar com os Secretários de Estado se encontram familiares de outros membros do Governo.

Num país que é mais pequeno que um bairro chinês é natural que Portugal seja uma grande família e todos estejamos ligados uns aos outros.

Mas os políticos quando estão na Oposição não têm pais nem filhos. Nasceram das ervas ruins. São maninhos. Não fecundam, não têm descendentes. Sobra-lhes língua e dentes.

Que país de dissimulados! Quarenta e cinco anos improdutivos, quem estiver no Governo e começar a levantar a cabeça, há logo uma série de batráquios e de invertebrados, que pouco ou nada fizeram a bem de Portugal que hão de encontrar um pintelho na estrutura Governativa que vai deitar abaixo tudo aquilo que possa melhorar a miserável situação em que se encontram alguns milhões de desgraçados que amaldiçoam políticos e militares que os enganaram

Oiçam a rua. Oiçam. Nunca ouvi falar tanto de Oliveira Salazar e de Marcello Caetano como nestes últimos catorze anos.

Mães que engolem as lágrimas de raiva. Pais que diariamente vociferam contra quem recebe, sem trabalhar, dezenas de vezes aquilo que eles ganham por mês para sustentar o casal e um ou dois filhos.

E que fazem os controleiros e os patriotas de penico? Tentam desviar as atenções com intrigas de vão de escada, para ninguém os incomodar com a corrupção de A, B ou C, tudo gente conhecida.

E onde é que eles próprios arranjaram dinheiro para a vida faustosa que levam e transportam para o estrangeiro gastando em férias e em viagens, num só mês, aquilo que dezenas de agregados familiares não têm para viver durante um ano.

Envergonhem-se, caras de pau. Em vez de criticar para distrair, por que não experimentam ajudar a desenvolver Portugal?

A boa vida pode acabar de repente. Depois todos choram baba e ranho por não quererem ouvir o choro contido e enraivecido do povo português.

 

Anterior ”Enquanto eles se distraem com discussões inúteis…”

C.S

publicado por regalias às 07:04
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Saturei de políticos vend...

. Orgia verbal e corrimento...

. EUA provocam as guerras e...

. Bruno Lage, o português q...

. Festas LGBT, provocação, ...

. Portugal um país de tonto...

. Amnistia Internacional ou...

. Eurodeputados portugueses...

. Inteligência Artificial s...

. Petrodólares têm substitu...

.arquivos

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds