Sábado, 1 de Junho de 2019

Polícias recusam ser enxovalhados e fazem bem

O País virou um arraial de populistas. Quanto mais avança, mais se parece com a bandalheira que o social-fascista Cunhal conseguiu levar avante ao transformar um País organizado e próspero num lameiro de loucos, de cretinos de cobardes e videirinhos.

Aquilo que está a suceder agora com os polícias aconteceu em Tomar logo no início desta inculta e incapaz revolução que enche políticos e cravas revolucionários de dinheiro, arrogância e insanidade mental.

Ao desarmarem um polícia em Tomar, lhe roubarem a arma, que nunca mais apareceu, e ao cuspirem para cima de quatro polícias, a que eu assisti à saída do café Paraíso, fez que me oferecesse para dar aulas de Francês e Inglês, para os ensinar a falar com turistas, mas também para lhes garantir que podiam contar com a população.

Foi remédio santo. Como já contei o episódio, evito repetir.

Os polícias são agentes de autoridade. Sem autoridade e as regras que todos os países civilizados seguem, não há nenhum país que consiga sobreviver. Pode aguentar-se uns anos com os políticos e os Presidentes da República a darem uma no cravo e outra na ferradura. Mas o país, em cada ano que passa, mais se afunda. O povo vive cada vez pior. Muitos impérios acabaram assim. Desapareceram.

Em pouco tempo vimos, primeiro, o Presidente da República tirar fotos com um marginal que apedrejou a polícia e a recusar receber os polícias para não lhes ouvir as explicações.

Toda a gente reconhece a Marcelo Rebelo de Sousa inteligência e capacidade de dialética para justificar tudo, até o afastamento dos polícias. Na altura disse que não percebia como se podiam colocar no mesmo plano. Mas ele próprio se colocou no plano dos marginais do Bairro da Jamaica, com fotografia e sorriso para o disparate.

Passados uns tempos são acusados e condenados mais polícias.

Afinal, os polícias servem para quê? Para ir aos Bairros problemáticos e se deixar matar ou têm de ser presos porque cumpriram o seu dever?

Tudo se continua a parecer com a Primeira República, 1910-1926, onde políticos e magistrados foram mortos naquela democracia de fancaria parecida com esta.

O povo está com a polícia. Quando precisarem de ajuda basta pedir.

É infame e estúpido enxovalhar os agentes de autoridade.

 

Anterior “António Guterres e a vocação de todos os portugueses”

C.S

publicado por regalias às 06:43
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Fascismo sem fascistas e ...

. Cunhal teve ideias premon...

. António Ferro, como era d...

. Deputados palhaços ou Dep...

. Quanto tens, quanto vales

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds