Quinta-feira, 4 de Julho de 2019

Joe Berardo enxovalhado e proibido de rir e gracejar

Esta amostra de democracia imposta pela Ditadura do Proletariado do gabiru Cunhal tem feito caminho desde a chegada do vândalo em 30 de Abril de 1974.

Tendo-se apoderado do Governo através do doente mental Vasco Gonçalves e da sua subida a Ministro sem Pasta e assim se movimentar em roda-livre pelos sítios mais convenientes para montar a sua estratégia de desestabilização de todo o país, Cunhal saiu-se tão bem que ficou com poder para influenciar outros Ministérios, promover soldados e cabos sem cultura a Primeiros-sargentos e a seguir, os que liam melhor fazê-los chegar a Tenentes-coronéis, com a garantia da sua fidelidade ao Partido Comunista para o proteger e roubarem um milhão e duzentos mil hectares de terras.

No Parlamento fez a mesma coisa, colocando um chefe de salamaleques com ligação direta do hemiciclo aos serviços e ao PC, tipo sempre bem arreado e delicado, mas que não enganava ninguém. Eu sou desse tempo, como Deputado, e sei do que falo.

No Ministério da Educação e no que superintendia a Comunicação Social fez o mesmo, quase sem dar nas vistas. Foi o tipo mais sabujo, hipócrita e invisível que conheci. Encontrei-o duas vezes em Andorra onde tinha uma bela casa e uma amiga.

O monstro minou tudo quanto quis.

A desminagem, feita a passo de lesmas, faz que cada um diga o que entende, enxovalhe os que pensa mais frágeis e de maneira abrupta cacarejam uma série de insultos que não podem ser devolvidos porque os cacarejadores estão protegidos pelas leis fabricadas em 1975 e aprovadas pelos Partidos em 1976, menos pelo CDS.

É assim que Joe Berardo é levado ao patíbulo e aí vergastado como qualquer vagabundo que não faça nada na vida.

Joe Berardo, com todas as falhas próprias do ser humano, tem muito mais virtudes do que as virgens escandalizadas. Tanto assim é que recebeu várias condecorações de diferentes Governos.

Então o homem era bom antes e agora, depois que o descalabro americano que invadiu a Europa em 2008 e arrastou Portugal para uma situação ainda mais complicada do que aquela que já tinha.

Em vez de resolverem os diferentes problemas ataca-se um homem de trabalho, inteligência e imaginação para distrair o pagode e fazer esquecer tudo o que de grave foi feito com os protegidos dos diferentes Governos?

O desplante, a arrogância e o canibalismo dos Deputados e outros artistas é do mais cínico e violento a que tenho assistido.

Joe Berardo não pode rir? Não pode responder ao insulto com uma graça brejeira? Quem é que se sente ofendido? Só os democráticos ditadores que o querem pisar e humilhar. Em vez do sorriso e da bonomia de Berardo desejam-no supliciar com muitas lágrimas e penitência eterna.

Vale mais Joe Berardo num dedo do que metade dos 230 de São Bento. Tenham decoro, senhores Deputados! Deixem de ser crianças!

 

Anterior “Diário desde o quarto do Básico até ao 12º ano”

C.S

publicado por regalias às 05:48
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

. Diarreia mental de batráq...

. Votação, Câmaras, competê...

. Democracia versus estupid...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds