Domingo, 14 de Julho de 2019

Depressão III e a neurose podem levar à loucura

A Depressão começa pela perturbação da personalidade através do temperamento e carácter por hereditariedade, mas na maioria dos casos por influência do meio, da situação em que se encontra o país, pelos amigos e até pela temperatura.

É por esse motivo que se explicam os números exagerados dos casos de Depressão em Portugal a que se junta a tomada dos ansiolíticos que têm arrasado a juventude portuguesa. A União Europeia já fez vários avisos sobre este assunto.

Aos médicos isso pouco lhes importa. Quantos mais clientes tiverem, mesmo com gravíssimas consequências para os seus pacientes, melhor.

É uma mina. Mais cedo ou mais tarde acabará por lhes rebentar nas mãos.

A Depressão e a neurose caminham a par porque o sofrimento e a ansiedade massacram a vítima na sua consciência que não consegue travar os pensamentos mórbidos que diariamente a atacam.

Os sintomas neuróticos, que são basicamente conflitos psíquicos, ao arrastarem-se despoletam todos os sintomas da Depressão com atos e palavras, por vezes de grande agressividade que serve ao doente para assim aliviar a confusão em que se encontra.

Pelos casos que tive a oportunidade de conhecer verifiquei que 90% começam em tempo quente, o que é um fator a registar. Todos eles, menos um que era médico e que faleceu, todos tiveram ambições não realizadas e um sono irregular.

O sono e evitar ansiolíticos são fundamentais para recuperar a tranquilidade, caso contrário o peso na cabeça não desaparece.

Aos casais sugiro que o depressivo encoste a mão a uma parte do corpo, braço, perna ao da mulher e isso é suficiente para acalmar e dormir.

Quem dorme sozinho ou pretende adormecer fecha o circuito do corpo.

Como? Se está de barriga para o ar coloca o braço em forquilha sobre a testa, ou seja, sobre o osso frontal. Vai verificar que que o peso psíquico que sente no interior da cabeça desaparece em poucos minutos a sensação de alívio mostra-lhe a vantagem de proceder assim.

Se quiser dormir voltado para a direita ou para a esquerda coloque o punho fechado , sem esforço sobre o parietal do lado contrário. Descontraia, pense em algo simples, como o nome de um amigo ou amiga que sabe quem é e esqueceu o nome, de um político, ou simplesmente use a técnica ancestral: comece a contar carneiros depois de estar acomodado e o punho, com os dedos lassos, estarem sobre os ossos parietais, os que ladeiam a testa.

Vai ver que, dentro de pouco tempo, essa ansiedade e essa depressão já eram. A sua saúde volta ao normal.

Evite os ansiolíticos.

 

Anterior “Depressão II é formada por um conjunto de obsessões”

C.S

publicado por regalias às 05:52
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incentivar os trabalhador...

. Os Sindicatos, os Partido...

. Lesbos tem em Moria Campo...

. O circo e os novos palhaç...

. Os monstros do Mediterrân...

. O circo continua, a greve...

. Não há pachorra para atur...

. Ditadores sociais-fascist...

. Aproveite as insónias par...

. A pesca como terapia, far...

.arquivos

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds