Terça-feira, 16 de Julho de 2019

Conselhos dos pais raramente são ouvidos

Viver muitos anos dá-nos a verdadeira dimensão da vida apesar do cansaço, do aborrecimento, da fraqueza das pernas e do arrastar dos pés ser bastante desagradável.

A partir dos 5, 6, 7 anos o despoletar dos sonhos, a compreensão do que nos rodeia faz que queiramos ser bons.

Temos a aspiração de ser modelos de bondade, dignidade e carácter.

Queremos ser justos e imparciais.

Perante a evolução da vida, muitas vezes não nos apercebemos que derrapamos e cometemos erros. A brincadeira e o ambiente que nos rodeia e que nos molda automaticamente faz que esqueçamos os bons propósitos.

São principalmente as mães que nos alertam para os erros e nos lançam avisos que entram num ouvido e sai no outro.

Quando atingimos a idade adulta pode dizer-se que somos arrastados pela corrente. Atuamos como os outros e muitas vezes cometemos erros que só depois de praticados, nos damos conta do que fizemos.

A vida continua e os pais chamam a atenção para o ato ou atos impensados.

O jovem agora toma outra atitude, a vida evoluiu, os pais vivem no passado, não entendem o que acontece e se há amigos que são da mesma opinião e insistem que a vida tem de se viver e arriscar, aceitamos.

Só ao fim de muitos erros, nunca cometidos por má-fé, mas porque as decisões foram precipitadas e mal pensadas se compreende tudo quanto fizemos.

É a partir dos 70 anos que tudo se faz com ponderação, calma e se espera que o quanto façamos seja o mais correto. Muitas vezes nos revoltamos pelos erros. Se acreditamos em Deus acusamo-lo de não nos ter enviado a este mundo sem um chip de correção automática desde a juventude e o porquê de só a partir da proveta idade nos relembrar os erros cometidos, sem Ele próprio os assumir.

Estou convencido que é por esse motivo que há cada vez mais países sem qualquer religião, e os ateus são cada vez em maior número.

Tenho pensado imenso neste assunto e verifico que o ser humano cada vez mais se aproxima da perfeição e iguala o impossível que só pode ser realizado  por Deus.

Sobre esta dificuldade em tentar compreender Deus e os seres humanos escrevi o livro “Somos deuses ligados a Deus”, mas estou convencido que os verdadeiros deuses são os pais e o seu conhecimento da vida.

 

Anterior “Escreva um livro, fique na História”

C.S

publicado por regalias às 06:23
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incentivar os trabalhador...

. Os Sindicatos, os Partido...

. Lesbos tem em Moria Campo...

. O circo e os novos palhaç...

. Os monstros do Mediterrân...

. O circo continua, a greve...

. Não há pachorra para atur...

. Ditadores sociais-fascist...

. Aproveite as insónias par...

. A pesca como terapia, far...

.arquivos

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds