Domingo, 21 de Julho de 2019

Influência dos jornalistas no pensamento dos leitores

O meu jovem amigo David Paiva, que há pouco se licenciou no Politécnico de Portalegre; através do Skype perguntou-me por que os jornalistas deram tanta importância ao apresamento de um petroleiro Inglês, quando na semana passada a Inglaterra tinha feito o mesmo a um petroleiro Iraniano.

O David é um apaixonado pela história e pela política, mas em Portalegre não existem licenciaturas em História e ele entrou num curso de Ciências Sociais, embora isso não o tenha feito desistir da sua paixão.

Na verdade a influência dos jornalistas é grande, mas já foi muito maior. A sua credibilidade tem vindo a sofrer baixas constantes sempre que eles deixam de ser isentos ou escondem aquilo que não interessa que se diga contra as potências ocidentais. Os jornalistas perderam grande parte da confiança dos leitores desde a criminosa Invasão e destruição do Iraque, da barbara invasão e destruição da Líbia e morte do seu Presidente que deixou o país num caos execrando e cujos efeitos se fazem sentir todos os dias, embora o criminoso Obama e os outros dois violadores da tranquilidade dos habitantes da Líbia, os asquerosos Cameron e Sarkozy continuem a receber o apadrinhamento dos jornalistas.

O caso da Síria é outro enxovalho para os jornalistas e para quem os lê. São acusados de receberem grandes quantias para sonegar crimes monstruosos, inventar notícias ou esconder as cruéis verdades desde que sejam contra tipos ocidentais sem vergonha como aconteceu no Iraque com o Tony Blair que se envolveu ao lado de George W. Bush e mais tarde veio mostrar arrependimento e, seraficamente aderir à religião católica. Só falta ser canonizado em vida.

Como já vimos de tudo, esta farsa também não seria de admirar.

Se os jornalistas quiserem o Tony Blair ao morrer é imediatamente beatificado. Este Papa também vai a todas. Chora lágrimas de crocodilo e água benta.

Na verdade a força dos jornalistas é ainda muito grande, mas continua a diminuir. A fonte pode secar.

A pergunta do David é pertinente. Se um petroleiro é sequestrado pela Inglaterra e ninguém ou muitos poucos jornalistas falam no assunto, por que o Irão não pode fazer o mesmo ao petroleiro Inglês?

A resposta é simples. A Inglaterra é uma potência com armas nucleares, ligada aos EUA com outro arsenal nuclear capaz de destruir metade do mundo, com malas cheias de petrodólares para ajudar cadeias de jornalísticas no Ocidente e peitar alguns descontentes infiltrados nos países do Médio Oriente.

Em resumo: os leitores mais ignorantes são sempre influenciados.

Os jornalista ou são imparciais ou sujeitam-se a ter de mudar de vida.

 

Anterior “Greves e ameaças desfazem o país dos loucos”

C.S

publicado por regalias às 06:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incentivar os trabalhador...

. Os Sindicatos, os Partido...

. Lesbos tem em Moria Campo...

. O circo e os novos palhaç...

. Os monstros do Mediterrân...

. O circo continua, a greve...

. Não há pachorra para atur...

. Ditadores sociais-fascist...

. Aproveite as insónias par...

. A pesca como terapia, far...

.arquivos

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds