Domingo, 20 de Setembro de 2020

O aproveitamento dos velhos

Se bem me lembro, como diria, o saudoso Vitorino Nemésio, nas suas crónica televisivas, só há dois países que aproveitam a sabedoria dos velhos: a China e o Vaticano.

O primeiro com a área de nove milhões quinhentos e noventa e sete mil quilómetros quadrados e o outro com a área do mais pequeno bairro chinês, 49 hectares.

Mas tanto um como outro são duas potências mundiais.

O primeiro no campo militar, político e económico. O segundo no campo religioso.

Os dirigentes são normalmente pessoas de idade, conscientes das facilidades e dificuldades da vida e sabendo que a condução dos povos tem de ser com segurança e autoridade.

Tanto um país como outro podem ser considerados ditaduras na medida em que as regras têm de ser cumpridas, para que todos beneficiem dos resultados da Governação.

Como está na moda a Democracia, e, na verdade, é o sistema que melhor se adapta ao ser humano culto, todos os países se titulam de Democráticos. República Democrática da Coreia do Norte, República democrática dos Estados Unidos, etc. No entanto quase todos os pataratas que desde o 25 de Abril têm Governado este país, se os confrontarmos com o Estado Novo, acham que este era uma ditadura, em comparação com os dois que acabei de citar e os outros que não facilitam em serviço.

Outro dos males que nos agravam os achaques é que os velhos não são aproveitados.

Por muito pouco que saibam conhecem da vida o segredo da sobrevivência. A maioria deles não quer mais nada do que ensinar o que sabe, para todos os conhecimentos serem aproveitados em tempo de aflição.

Vou dar um exemplo, sem qualquer interesse publicitário.

Quando estive a trabalhar no Consulado Português em Paris verifiquei que a grande dificuldade dos nossos emigrantes era a língua.

Quando regressei a Portugal pensei no assunto e imaginei um método para, em três meses, quem quisesse aprender o suficiente para não ter problemas onde se quisesse deslocar o fizesse com segurança.

Hoje passo o tempo a estudar a maneira de fazer isso com o chinês. Devo começar os primeiros testes em finais de Novembro. Eu já os estou a realizar comigo próprio e sinto-me satisfeito com este aluno de 85 anos. Donde se pode concluir que não é verdade o ditado “burro velho não aprende línguas”.

Portugal só não é um país rico, próspero e feliz porque os políticos, os coscuvilheiros, os intriguistas e os preguiçosos estão todos no mesmo saco, até as dificuldades serem tantas que sejam obrigados a servir outros senhores. Depois fazem tudo, nem que seja de rastos.

 

Anterior “O plástico, as regras e o prazer de inventar”

C.S

publicado por regalias às 05:17
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Aproveitar a pandemia par...

. O problema não é o Covid ...

. Moçambique e a fatídica D...

. Árbitros, as ratas-cegas ...

. Sindicato Médico alimenta...

. Radicais livres de gargal...

. A Europa entrou em estado...

. O Corona e os 90 segundos...

. Ministra da Saúde tem a c...

. Marcelo foi louvaminhar o...

.arquivos

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds