Segunda-feira, 5 de Outubro de 2020

A República começou em 5 de Outubro de 1910

Depois das Férias Grandes, que duravam desde meados de junho até 5 de Outubro, a miudagem, farta de brincadeira, iam sequiosos para a escola.

O professor José Manuel Landeiro, nesse ano de 1943, como tinha recebido uma bandeira nova, do Ministério da Educação, resolveu fazer uma palestra sobre o significado da bandeira e o porquê da Revolução do 5 de Outubro.

Como nesse dia todos iam de bata branca e a brilhar de limpeza, enquadrou rapazes e raparigas, em duas filas, separadas de um metro e, de braço estendido, voltados de frente para a escola. Todos saudavam a bandeira que subia, calmamente, no mastro espetado num tubo por fora de uma janela do primeiro andar.

O professor explicou o simbolismo da bandeira e o respeito que todos lhe deviam ter. A seguir falou do porquê da Revolução; do mundo que evolui e que, desde 1140, os portugueses até 1910, tinham sido governados, por reis. O último tinha sido o jovem D.Manuel II que mal os revoltosos do 5 de Outubro quiseram mudar o regime, passar da Monarquia para a República, não se opôs. Ele saiu de Portugal, mas nunca o tirou do coração.

Os portugueses monárquicos, republicanos ou com outras visões políticas, têm de amar o seu país acima de quaisquer outros interesses.

Acabada a preleção, os pais dos alunos bateram palmas. A bandeira foi mais uma vez saudada de braço no ar, cantou-se o Hino Nacional e cada um entrou em correria na sala de aula.

Foi a única vez, se bem me recordo, que o professor José Manuel Landeiro não mandou estender os braços dentro da sala de aula e verificar se as mãos e as orelhas estavam bem lavadas, as unhas cortadas e limpas.

Durante os quatro anos de escola Primária, hoje ensino Básico, nunca me lembro de haver qualquer doença grave, tanto nos alunos como nos professores.

A primeira lição, sempre repetida, era a da limpeza.

Os vírus não ousavam contaminar. Portugal tornou-se um País saudável e de futuro, quando antes era miséria, piolhos, percevejos e porcaria.

As novas gerações se quiserem chegar a velhos e felizes têm de respeitar regras simples de convivência, trabalho, limpeza, poupança, inteligência e muito amor a Portugal.

O cinismo, a inveja e a intriga matam mais os que assim procedem do que o Corona. Nunca são felizes. Portugal é essencialmente um país de amor, esteja no Governo o regime que estiver.

 

Anterior “Rússia, China, países Árabes não regulam pela Europa”

C.S

publicado por regalias às 06:49
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Portugal pode salvar o mu...

. Acredite em si e nas suas...

. A coragem da Cristina

. A Restauração de 1640

. Robótica, o futuro do ser...

. O mistério já explicado

. Produzir e poupar

. Daqui a mil anos quero se...

. O 25 de Novembro ou a Rev...

. Para que ninguém esqueça ...

.arquivos

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds