Terça-feira, 5 de Janeiro de 2021

Terceira República contaminada pelo vírus do PREC

O 25 de Abril teve todas as condições para ser um Movimento bem sucedido. Marcello Caetano tinha facilitado a Revolução e os Portugueses compreendido. Ninguém ficou preocupado até ao dia em que chegou a besta do Cunhal, como dizia um amigo meu, homem muito inteligente e falecido há anos.

Na verdade, o Comunista, teve tudo na mão, depois da saída de Palma Carlos de Primeiro-Ministro e ter sido substituído por Vasco Gonçalves, outro Comunista, que tinha servido o Regime de Salazar com a subserviência própria dos frustrados.

Álvaro Cunhal e o Vasco tiveram o País na mão e deixaram fugir a oportunidade devido à arrogância do Cunhal e à pesporrência do Vasco louco.

Cunhal tem de imediato o gesto que o minimiza e mostra que o charco era muito mais burro do que parecia. Tinha a esperteza dos vulgares, que lhe admiram o “olhe que não, olhe que não” num debate com Mário Soares e que era seu admirador até ao momento em que o humilhou frente às Câmaras de televisão, quando o Álvaro não permitiu que ficasse ao seu lado num Comício e mais tarde, num 1º de Maio, não lhe permite falar.

Mário Soares, a partir destes dois momentos percebeu que o amigo, se tinha transformado num adversário.

Depois deste ato, Álvaro Cunhal incitou toda a ralé Comunista a ofender toda a gente que eles pensassem que tinham qualquer coisa de seu.

A partir daqui, a admiração pelo Cunhal e pela propaganda Comunista caiu a pique. Eles não compreenderam isso. E o Louco Vasco Gonçalves, Primeiro-Ministro incompetente, depois de o Partido Comunista ter só 12,5% nas eleições para a Constituinte grita desvairado “Não perderemos por via eleitoral, aquilo que tanto custou a conquistar ao povo português”. E o capitão Faria Paulino acrescenta: “Portugal, mesmo que não queira, terá bordado, na sua bandeira, uma estrela de cinco pontas”.

Ambos se enganaram, mas o País tinha sido contaminado pelo vírus comunista desde o PREC (Processo Revolucionário em curso) do qual ainda subsistem alguns ignorantes, que continuam a desgraçar filhos e netos e outros parasitas que, indiferentes ao que acontece aos familiares, só pensam neles. Quem cá ficar que se governe.

Amanhã, passo a passo, mostraremos o que aconteceu e como é que nenhum Governo até hoje se tenha sentido feliz no seu desempenho.

Coloque a máscara. Não podemos deixar que este Covid crie família, amamentada pela ignorância dos que rejeitam as regras, impostas aos bochechos, pelo Marcelo, a que o ilustre candidato a Presidente da República, Tino de Rans, apelida de palhaçadas.

Assim vai o País. Perdeu-se o respeito. A ignorância não compreende mais.

 

Anterior “Marcello, doente, cede à irresponsabilidade”

C.S

publicado por regalias às 10:18
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Centenário da maldição so...

. Gestão, desperdício e sof...

. Aeroportos sem aviões

. Venezuela e os benemérito...

. Nova vida em novo mundo

. Solidariedade ainda pode ...

. Passados dois mil anos, P...

. Aproveite o confinamento ...

. Emergência nas infraestru...

. Gato escaldado natalício ...

.arquivos

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub