Quarta-feira, 10 de Março de 2021

Descolonização exemplar em inconsciência e leviandade

Soares, o pai da Democracia dos oportunistas e dos ignorantes atirou de sopetão Moçambique e Angola para o caos, a morte e o desespero. Com ele, Almeida Santos, Melo Antunes e Rosa Coutinho que fazia a ligação ao social-fascista comunista, Álvaro Cunhal.

Esta súcia imediatamente cilindrou o General Spínola que desejava fazer eleições nos países descolonizados, ou pelo menos um referendo para saber o que seria melhor para os novos países, com uma preparação de quadros que garantisse a paz e a harmonia nas suas terras.

Salazar, contrariamente, ao que esta gente sem escrúpulos difundiu nos órgãos da Comunicação Social que aderiram ao social-fascismo comunista, teve o cuidado de construir a Casa do Império, para os jovens provenientes das Colónias, terem habitação e todas as condições para seguirem estudos superiores, de maneira a ocuparem os postos de Direção nos novos países.

Passados alguns anos, países estrangeiros conseguiram desviar os jovens e os incitar antes, à revolta.

Marcello Caetano, na sua tomada de posse como Primeiro-Ministro, quis imediatamente declarar essa intenção. O Presidente da República, o Almirante Américo Thomaz, não permitiu porque não havia quadros suficientemente bem preparados para as difíceis funções a que estavam destinados.

A trupe super mencionada, não ponderou nada destes aspetos, esteve-se marimbando para o Spínola,  que gritando traição, se demitiu da Presidência. Eles entregaram, sem qualquer cuidado, a Guiné, Angola e Moçambique aos naturais desses países.

Resultado: os Guineenses fuzilaram imediatamente todos os portugueses negros que tinham servido nas forças armadas. Salvou-se, o Tenente Coronel, Marcelino da Mata, o oficial mais condecorado do Exército Português, porque estava em Portugal, no momento da independência.

Em Angola e em Moçambique começaram Guerras civis, onde morreram milhões de de inocentes, coisa que nunca aconteceu em 500 anos de colonização.

Muitos daqueles infelizes perguntavam:”Por que nos deixaram assim?” Eu e um dirigente comunista ouvimos isso numa das Colónias onde tínhamos ido como Deputados. O homem ainda está vivo e eu não desejo espevitar fogueiras, embora eles finjam sempre que não ouvem ou que não sabem.

São comunistas de pataqueira. Mas ao traidor, o social-fascista Cunhal, a esse não consigo perdoar.

A tragédia de Cabo Delgado é, pois, fruto da maldade de tipos abjetos que quiseram sacudir rapidamente as suas responsabilidades, não se importando das consequências futuras.

E são estes energúmenos a quem chamam pais da Democracia e patriotas!

Coloque a máscara. O Corona contínua atento à demagogia e aos sabujos.

 

Anterior "O Deus com quem os meus pensamentos conversam"

C.S 

publicado por regalias às 09:38
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 9 de Março de 2021

O Deus com quem os meus pensamentos conversam

Quase todos, aí uns seis mil milhões de pessoas já perceberam que só existe um Deus, entre centenas de religiões.

Homens como Cristo, Buda, Confúcio, etc, foram seres extremamente inteligentes que tentaram a ligação fraterna entre todos os seres humanos.

O Deus invisível que tudo criou, hesitou, durante milhões de anos, em colocar no mundo um ser semelhante para que o matagal e os desvairados rios tivessem cursos ordenados. Por várias vezes tentou outras soluções, mas para isso teve de fazer desaparecer milhões de seres, os mais conhecidos são os dinossauros.

Por último lá resolveu tentar um ser humano com capacidades semelhantes às suas. Mas Ele sempre invisível e distante. É com Ele que converso em pensamento e adormeço.

Este Corona pode ser a primeira grande tentativa para equilibrar o mundo cujo sangue, o petróleo, estava a contaminar, e a poluição dos mares e das consciências arrastavam o ser humano para a ladainha final

O Ser Criador abriu uma janela de esperança. Respiramos, mas ainda não vivemos. Estamos a sobreviver.

Coloque a máscara. Não arrisque. Este Deus Desconhecido cansou. É melhor prevenir do que remediar.

 

Anterior “Mulheres abençoadas no sonho e na inteligência”

C.S

publicado por regalias às 10:23
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Março de 2021

Mulheres abençoadas no sonho e na inteligência

Aves do céu que abraçam a Terra. Sonhos de doçura, inteligência, e fertilidade, as mulheres são o amor e a felicidade que pacientemente e sem pressas encaminham a vida e os homens.

Auriol Dongmo e Patrícia Mamona trouxeram para o Dia Internacional da Mulher, o ouro do desporto e o despertar do futuro.

Há sessenta anos, nos meus primeiros livros já eu tentava levar a mulher portuguesa para o seu papel cimeiro; mas a suavidade da mulher preferia o lugar secundário e protetor do homem.

Felizmente chegou o Corona que rasgou convenções, equilibrou posições e a mulher, não perdendo o doce feminino, mostra que em todos os campos é igual ou superior ao homem.

Durante toda a minha longa vida senti que sem a Mulher, eu, de pouco ou nada valeria. Ela foi sempre a luz que me fez brilhar. O seu amor e o seu carinho foi o esteio fundamental para eu amar mais a Humanidade e tentar acabar com a pobreza e as desigualdades, subindo aos píncaros, para ter a certeza que tudo aquilo que queremos podemos alcançar e descendo às grandes dificuldades da vida para compreender o porquê da miséria e como reverter essa posição.

Marcelo Rebelo de Sousa começa este seu segundo mandato com mais sessenta por cento de mulheres, como conselheiras e assessoras, do que homens.

António Costa colocou como um dos seus objetivos acabar com a pobreza. Rever as Reformas e passá-las para um mínimo de 501 Euros, irá influenciar também os Governos de muitos outros países onde os baixos salários e as baixas reformas são as portas da pobreza dos povos e dos países.

António Guterres está pronto a colaborar.

As mulheres foram o caminho. Portugal, depois da pandemia tem o futuro e a felicidade nas mãos. É fundamental que as mulheres aproveitem a mudança. Sejam carinhosas, mas nunca, exageradamente, mães galinha.

A vossa inteligência é fundamental para o progresso de todos os povos.

Coloque a máscara. Siga as indicações do Governo.

 

Anterior “Regresso à vida”

C.S

publicado por regalias às 08:48
link | comentar | favorito
Domingo, 7 de Março de 2021

O regresso à vida

O despontar da Primavera desperta, em todos, a vontade da renovação.

Ninguém quer voltar a ser obrigado a confinar.

Até chegar a Primavera temos ainda de programar o dia-a-dia. Escrever o que vamos fazer. Tornar isso um hábito para se atingir a perfeição com melhor aproveitamento do tempo.

Experimente uma semana e verificará que nas semanas seguintes ganhou o hábito.

A Internet veio facilitar o confinamento e a aprendizagem através do Estudo à distância ou que a procura de outros assuntos importantes alarga o pensamento e a inteligência. Antes eram os livros que alargavam horizontes, hoje, com muito menos esforço e muito mais eficácia, tudo nos é mostrado e explicado.

Com a Primavera podemos aproveitar os espaços não cultivados para aí semear aquilo que nos chega dos outros países, feitos à pressa e impulsionados por químicos que arrasam os estômagos e contaminam solos e todos os órgãos do corpo.

Por que existem tantos idosos em Portugal? Porque Salazar insistiu e insistiu na cultura dos campos. As nossas batatas eram as melhores da Europa, hoje chegam de fora e são uma calamidade. Importamos o que não temos necessidade de importar. Se aproveitarmos os espaços disponíveis preservamos a saúde de uma geração que começa a dar sinais de fraqueza.   

Qualquer nano vírus importado das grande potências, China ou dos EUA, produz razias no ser humano.

Salazar, até isso soube combater com voz firme e determinação, para salvar um País que brincava às democracias sem praticar a ordem e a inteligência.

Aproveite a Primavera. O vírus gosta de gente inteligente e que lhe faça frente.  

Coloque a máscara. Assim poderá desfrutar a vida e verificar que vale a pena viver a Primavera, a partir dos oitenta anos.

Coma alimentos portugueses se quiser chegar aos cem.

 

Anterior “Centenário da maldição social-fascista Bolchevista”

C.S

publicado por regalias às 09:43
link | comentar | favorito
Sábado, 6 de Março de 2021

Centenário da maldição social-fascista Bolchevista

Os sociais-fascistas comunistas, nasceram do sistema Bolchevique depois da revolução de 1917 na URSS. Para se implantar matou milhões de opositores.

Quando o Social-fascismo comunista foi transportado para Portugal em 6 de Março de 1921, imediatamente a Legião Vermelha inicia a propaganda da violência. Uma das primeiras vítimas foi o Juiz Luís Ferreira de Sousa, ferido gravemente. O Governo presidido por Bernardino Machado reprime violentamente os desordeiros. As revoluções, as prisões tornaram-se normais e o Bernardino demitiu-se poucos meses depois.     

Mas a loucura tinha ganho ainda mais força. São assassinados, de maneira bárbara, Machado Santos, a quem se deve a implantação da República; José Carlos da Maia outro defensor da República; António Granjo, Primeiro-Ministro, além de outras pessoas.

As greves, o descarrilamento de comboios aumentou. A Legião Vermelha enfrenta a polícia. Matam e morrem.

Quando da tentativa dos comunistas festejarem a Revolução Bolchevique, como não obedecessem às ordens. a GNR dissolveu as festas à bastonada.

O Governo mais uma vez decreta a Censura, mas nada acalma a revolução Bolchevista e em Maio de 1924 o Comandante da polícia Ferreira do Amaral é ferido gravemente. A partir desse momento, os comunistas nunca mais tiveram sossego. Foram considerados o rebotalho da espécie humana, com quem todo o cuidado era pouco. A maioria são ignorantes. E os ignorantes vão no paleio do engano. Eu tive a oportunidade, na Assembleia da República, dizer isso ao canalha do Álvaro Cunhal por ter contribuído para a desgraça deste País a partir do 25 de Abril.

Com a chegada da Ditadura Militar em 1926, a situação não tinha melhorado.

Dois anos depois quando Salazar foi chamado para Ministro das Finanças, tratou os comunistas da mesma maneira que fez a todos os portugueses. Protegeu-os. Mas ao ser convidado para Primeiro Ministro em 1932 e ao fazer sair a Constituição de 1933, chamou a atenção para as regras que todos teriam de seguir. O interessante é que Carlos Rates, o primeiro Secretário-Geral comunista, aderiu às ideias de Salazar e foi Parlamentar.

Mas os sociais-fascistas vendo os progressos que o País estava a alcançar com Oliveira Salazar resolveram eliminá-lo quando ele ia assistir à missa. O carro onde seguia, só não foi pelos ares por mero acaso. A partir daí, comunistas e anarquistas, passaram a ser vigiados, e por isso os sociais-fascistas comunistas tanto se queixam de Salazar.

Agora que celebram o seu primeiro centenário, os sociais-fascistas alardeiam o bem que fizeram a Portugal depois do 25 de Abril.

Quem viveu e vive este tempo sabe perfeitamente os roubos que cometeram na ocupação de um milhão e duzentos mil hectares de terras. A destruição de quase todo o tecido industrial, a nacionalização de muitas empresas e o empobrecimento dos trabalhadores, a quem ao principio deram, a alguns, umas benesses, quando estiveram nos Iº, IIº. IIIº e IVº governos do comunista Vasco Gonçalves.

Os sociais-fascistas vivem à babuja. Mas o Coronavírus não vai nas suas mentiras nem no aproveitamento do que os Governos tentam fazer. Eles dizem sempre que fizeram isto e aquilo, esquecendo que não o podem fazer porque não têm poder e, se o tivessem, a situação, que ainda é má, com eles seria péssima.

Coloque a máscara. Oiça tudo à distância. O vírus ainda mexe.

 

Anterior "Gestão, desperdício e sofrimento"

C.S

publicado por regalias às 09:51
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Março de 2021

Gestão, desperdício e sofrimento

A gestão dos recursos é o calcanhar de Aquiles da maioria dos portugueses. Sabem trabalhar, sabem ganhar, mas falham na gestão.

Aqui há muitos anos, julgo que Manuela Ferreira Leite estava no Governo, sugeri que os alunos, desde a Primária, agora Básico, fossem iniciados, pouco a pouco, a saber preencher os papéis das Finanças, com a desculpa de que assim poderiam ajudar a preencher a conversa fiscal e não só.

Claro que me lembrei da minha aversão ao preenchimento de quaisquer papéis que não fossem os da minha inclinação.

Salazar, ao ser confrontado com as contas do País e ter dito aos Militares da Ditadura o que havia a fazer recusaram. Passados dois anos voltaram a chamá-lo. Ele pôs o seu plano em execução. De tal maneira foi bem sucedido, que todo o País o elogiou e todos os municípios o declararam cidadão honorário. Com sempre comunistas e oportunistas estiveram contra. Os comunistas por ignorância e os oportunistas porque tinham saído dos bons tachos da Primeira República e com Salazar não sabiam como enganar o povo.

Mas gerir foi sempre um problema. Quando havia muito dinheiro era desbaratado em edifícios faustosos, sem a preocupação de canalizar esse dinheiro para benefício de toda a população. Basta recordar o Convento de Mafra onde D. João V gastou milhões.

Salazar, primeiro pediu paciência, para mais uns tempos de sacrifício, mas de imediato tratou de arranjar comida e em seguida ir a outras preocupações imediatas: e é assim, que mal os Militares o convidaram para Presidente do Conselho em em 1932, imediatamente faz sair a Constituição de 1933, para substituir a Ditadura Militar, por uma Democracia Orgânica. Em 1934 lança a construção hospitalar que considerava urgente pela quantidade de Doenças que tinham vindo da Primeira República, 1910-1926. Foi assim que o Hospital de Santa Maria aparece em 1940 e que em 1953 já está a funcionar em pleno.

O que me admira, me entristece e me faz aparecer as fúrias, como aconteceu enquanto estive como Deputado na Assembleia da República, é que indivíduos inteligentes e bem nutridos tenham apoiado a canalhice de Cunhal e dos subservientes que o endeusaram na vilania só para não serem incomodados.

Estes desgraçados têm arrastado o País para a miséria que tanto Costa como Marcelo se têm esforçado por eliminar e equilibrar.

Vamos conseguir. Esquerda e Direita unidos, tal como Costa e Marcelo fazem, vão saber resolver todos os assuntos. Basta usar a inteligência e o trabalho.

Coloque a máscara. A procissão ainda vai no adro. Só um pouco de mais paciência. Não desconfine nem vá nas festas e na conversa dos canalhas do sofrimento e da morte lenta.

 

Anterior “Aeroporto sem aviões”

C.S

publicado por regalias às 10:21
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Março de 2021

Aeroportos sem aviões

Quando o avião tem os dias contados para as viagens continentais, os portugueses insistem na asneira. Custa muito pensar quando há milhões em jogo.

A solução é simples, limpa, rápida e muito mais cómoda.

Os comboios de alta velocidade, já testados em vários países e com enorme fiabilidade são o transporte do futuro.

Os EUA são o único país que não aproveitam a evolução. A venda do petróleo interessa-lhes porque lhes garante a sustentabilidade do dólar através dos petrodolares em vez do ouro.

O comboio de alta velocidade, liga todas capitais europeias, desde Lisboa a Estocolmo, quase com o mesmo tempo de um avião. Este, com a agravante de poluir o ar a tal ponto que o mundo está parado não só para eliminar o vírus da falta de ar, como para limpar o planeta, contaminado pelo aquecimento exagerado..

Em vez do avião, das discussões sobre o Montijo ou outros locais à roda de Lisboa. A Portela vai chegar e sobrar para os turistas, venham eles de Londres, Washington ou Hong-Kong. Os que vêm de outro continente, aterram num aeroporto de Madrid, de Berlim ou de Paris, visitam as capitais e depois vêm para Portugal no comboio de alta velocidade.

Portugal, em vez de correr sempre atrás do que está a acabar ou a diminuir passa para uma tecnologia avançada, limpa, mais cómoda e mais segura.    

Coloque a máscara. Isto ainda vai dar pano para muitas conversas.

 

Anterior “Venezuela e os beneméritos da União Europeia”

C.S

publicado por regalias às 09:55
link | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Março de 2021

Venezuela e os beneméritos da União Europeia

Quando querem convencer o Presidente Maduro que as sanções da União Europeia são boas intenções dos políticos Europeus, só se Maduro fosse muito estúpido, é que acreditava nestes maquiavélicos que elegeram um Presidente fantoche para o substituir.

Maduro é muito mais honesto, inteligente e sensato que estas aventesmas que seguem o país do dólar e da guerra.

A União Europeia que deixou de acreditar em si, pretende influenciar um país que quer fazer o seu caminho sem ser obrigado a vender petróleo como os Estados Unidos pretendem e que já custou a cabeça ao Presidente do Iraque e da Líbia.

Maduro enfrenta os potentados. Acha que o caminho seguido deve ser diferente e não abdica da sua decisão.

A União Europeia e os americanos ainda não entenderam que a Rússia e a China serão sempre países de acolhimento. Quando acharem que devem atuar. Adeus América e adeus União Europeia.

Saúde para Maduro e felicidade para a Venezuela.

Coloque a máscara. Não é pelo cheiro destes beneméritos, é pelo vírus que se está borrando para o mundo de idiotas que o governam.

 

Anterior “Nova vida em novo mundo”

C.S

publicado por regalias às 13:08
link | comentar | favorito

Nova vida em novo mundo

Não restam dúvidas que este invisível vírus veio provocar uma mudança radical em todo o comportamento humano.

Portugal, desde o 25 de Abril de 1974, estava a precisar de um tempo de reflexão que nem Marcelo nem Costa ainda tinham conseguido agarrar totalmente, mas que já mostrava melhorias ao ligar a Esquerda e a Direita.

Na verdade o mundo não acabou, mas abrandou para pensar.

A libertinagem que começou a seguir ao 25 de Abril ceifou umas dezenas de jovens contaminados pela droga e abriu as portas a desvarios que os Governos não conseguiram evitar.

Quando hoje lamentamos a situação em que vivemos, penso que ela foi necessária, não só para Portugal, mas para o mundo inteiro.

“Parar para pensar” na droga que contamina os corpos, os amarfanha e os desfaz, pensar nas guerras que os criminosos levam a efeito em Moçambique, um país de gente amável, doce e gentil, mas que outros criminosos levaram ao Iraque, à Síria e à Líbia pelos EUA, um país desenvolvido e civilizado, mas que não resiste a impor o que entende e o volta a fazer outra vez na Síria, sabendo que é ou era o mais forte. Digo é ou era porque o Covid meteu na cova mais de quinhentos mil inocentes americanos e assim demonstra que ou muda de vida ou a vida ou muda de sítio. Passa de vertical a horizontal..

Tenho quase a certeza que todos os povos vão mudar de vida, ao aproveitarem tudo o que de bom o ser humano inventou e dessa maneira beneficiam da paz para o desenvolvimento e o entendimento entre todos os povos do mundo.

Mas a situação é difícil e pode ainda tornar-se mais complicada se a parte mental for afetada e não lhe soubermos acudir.

Insisto em que aproveite o desespero para se ligar à aprendizagem que mantém o cérebro em movimento.

Aprenda uma língua estrangeira para, depois do confinamento ir trabalhar e respirar fora do país. Vá uns meses e verificará, no regresso, que em Portugal pode também alcançar tudo quanto deseja.

Hoje o conhecimento está totalmente aberto através da Internet e desde a aprendizagem do Inglês, do Russo, do Francês, do Chinês e de todas as línguas que quiser, elas estão ao alcance de um simples clique. Só precisa de ter vontade e aprender, aprender tudo desde as línguas, à cozinha, à cultura dos campos e à cultura da mente para não se deixar ir abaixo.

Experimente.

Coloque a máscara. O novo Mundo está à sua espera e à espera do seu impulso.

 

Anterior “Solidariedade ainda pode salvar a Humanidade.

C.S

publicado por regalias às 09:52
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Março de 2021

Solidariedade ainda pode salvar a Humanidade

Este estranho Vírus, tão misterioso como a criação do Mundo só pode desaparecer se todos os povos se unirem pelo abraço de solidariedade e amizade que em vez de guerras egoístas, provocadas pela imbecilidade humana sejam de fraternidade e ensino dos mais avançados aos mais atrasados.

Quando Portugal se disponibiliza para enviar de imediato um milhão de vacinas para Timor e apoiar todas as outras ex-colónias segundo as suas necessidades neste campo, ele mostra mais uma vez a solidariedade do português apesar das grandes dificuldades que o País atravessa,

Salazar, alcunhado insistentemente de Ditador quando ele não passava ainda de simples Ministro das Finanças é bem o exemplo do fanatismo que tenta perpetuar a mentira. Ainda hoje por volta das 7.40 da manhã ouvia o programa “A cantar” na Antena1. O produtor conluiado com a mentira, voltava a falar do Ditador, referido a Salazar, quando o próprio Presidente da República, Carmona se afirmou sempre o único Ditador no livro “A Ditadura Militar” com o seu próprio prefácio e fotografia a páginas 6. Até à sua morte, em 1951, ele nunca rejeitou o título.

Salazar que conseguiu retirar Portugal da miséria em que a Primeira República, 1910-1926, o tinha lançado, ao promover um trabalho de gestão e contenção de despesas foi talvez o primeiro político, já depois de ter sido escolhido em 1932 como Presidente do Conselho (Primeiro-Ministro) e continuado a sua estratégia de salvação Nacional a poupar e a gerir os destinos do País para resolver a grave crise em que Portugal estava mergulhado. Mas em 1939, não hesitou em dividir com Espanha, o pouco que Portugal possuía para que os espanhóis, não morressem de fome, como tinha acontecido com centenas de milhares de Ucranianos sob o domínio comunista da URSS. Pouco depois, a partir de 1941, em virtude da Segunda Grande Guerra, recebeu dezenas de milhar de refugiados em condições dignas e gastos que forçaram o aparecimento das chamadas senhas de racionamento para a comida chegar a todos quantos viviam em Portugal.

A solidariedade foi um facto. Portugal foi sempre uma luz, quando os homens e as mulheres que o dirigem são um exemplo de amor e fraternidade.

Este vírus é um aviso sério para aquilo que pode acontecer a este mundo de tontos, como dizia o meu saudoso amigo José Pires Ramos.

Só a solidariedade nos pode salvar.

Coloque a máscara. Siga a orientação do Governo. Todos compreenderam que depois do 1º de Maio e da festa do Avante em 2020, o Alentejo teve um aumento excecional de vírus. O povo percebeu e o Chega do Ventura, desmontou a pandemia Comunista, ocupando o Alentejo.

 

Anterior “Passados dois mil anos, Pompeia surpreende”

C.S

publicado por regalias às 09:41
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub