Segunda-feira, 31 de Maio de 2021

As Universidades espevitam a riqueza dos países

Quando na Internet aparecem as 10 Universidades mais qualificadas e mais caras do mundo a oferecer cursos gratuitos, que é que você pensa?

Mas está a pensar errado. Não é isso. Fixe os seus nomes: Oxford, Cambridge, Instituto de Tecnologia da Califórnia, Universidade de Stanford, Instituto de Tecnologia de Massuchettes, Harvard, Princeton, Imperial College of London, Universidade de Chicago, Universidade da Pensilvânia.

Estas Universidades disponibilizam estes cursos sempre na esperança que neles brotem alunos excecionais, que elas imediatamente contratam, custem o que custarem.

Os países são assim que crescem em prosperidade e riqueza.

Quanto custa um Paulo Portas, um Marcelo Rebelo de Sousa, um António Guterres, e mais quarenta e cinco ou cinquenta Portugueses de excelência que temos e que recusamos rentabilizar devido a tricas caseiras.

Eu conheci na Assembleia da República, homens inteligentíssimos que admirava e que acabei por desprezar por ver a sua mesquinhez ao não defenderem Portugal como podiam e sabiam. Desses, muitos, continuei a admirar: um António Guterres, um Pedro Roseta, um Adelino Amaro da Costa, um João Porto, um Rui Pena e poucos mais.   

Portugal precisa urgentemente de criar riqueza sem se preocupar com os baladeiros da Demagogia.

As Universidades, os Institutos e os Politécnicos são um dos caminhos. Os Professores têm de ser muito competentes e honestos.

Os Professores são o húmus purificado da cabeça dos alunos.

Fiz imensas experiências para chegar a conclusões. A penúltima diz respeito ao ensino. A última, estou nela, desci à pobreza total para a compreender e lutar, se for preciso, até à exaustão para eliminar esse cancro do egoísmo humano.

Vamos a um caso concreto e verificável.

O David Paiva era um rapaz considerado incapaz de assimilar o mais básico. A mãe escreveu-me duas cartas lamentando-se e pedindo-me ajuda. Ao principio rejeitei. O meu tempo não é elástico. Na segunda carta, de tão dramática, decidi ver o que se passava.

O David trabalhava na Hutchinson, quase como um autómato, o seu trabalho era perfeito, mas de cultura baixa.

Depois da primeira conversa com ele através do SKYPE, fui--lhe ganhando a confiança, convencendo-a ler- O dia em que ele me perguntou se podia enviar um poema a uma amiga, do livro “Poemas e canções de amor para ti”, compreendi imediatamente que o David não era nada destituído. Convenci-o a fazer o 12º ano nas “Novas Oportunidades” e a seguir entrar no Politécnico de Portalegre.

Foram quase quatro anos que, através do Skype, acompanhei o David até ele se ter Licenciado em Serviço Social.

Sempre que ele não entendia qualquer matéria, eu forçava-me a ler o respeitante à disciplina e explicava-lhe.

Todo o Português, desde que não seja deficiente, aprende tudo, e é melhor e mais competente do que gente dos países mais desenvolvidos. Precisa só de ganhar confiança em si e de alguém que o encaminhe.

As Universidades e os Politécnicos são a bolha que pode despertar Portugal.

Coloque a máscara. Não os quero cansar, Voltaremos ao assunto. Portugal merece muito mais do que lamentações e Demagogia. Ainda temos gente capaz de salvar Portugal.

 

Anterior “O reflexo da opinião”

C.S

publicado por regalias às 08:13
link | comentar | favorito
Domingo, 30 de Maio de 2021

O reflexo da opinião

Mal pensava eu que o Blogue “Internet, a Universidade em casa” motivasse seis amigos meus, portistas de gema, a telefonarem-me.

Eu a julgar que me falassem de futebol e do movimento que enchia de alegria e barulho as ruas do Porto e, todos eles, me vieram dar a sua opinião sobre o aproveitamento da Internet para beneficio e desenvolvimento de Portugal.

Fiquei impressionado e feliz. Por norma, quando nos telefonamos é para dizer umas banalidades e ter a certeza que ainda estamos vivos.

Vou pensar nas sugestões e, se lhes encontrar viabilidade, amanhã darei sinal.

Ainda me falta acabar de ouvir duas intervenções do “Movimento Europa e Liberdade”. Ontem fiquei-me pelo Chega. O jovem é decidido, tem ideias e não tem papas na língua.

A Alemanha cansou-se da prosperidade, como afirmou Paulo Portas. O Ventura do Chega acha que Portugal não pode continuar na política de meias tintas, que sacrifica todos para agradar a muito poucos. O rapaz não é gago e diz o que lhe vai na alma.

Como o tempo não é elástico, e tenho muito para pedalar, hoje fico por aqui.

Coloque a máscara. Você não é inglês, não se encharca de cerveja e por esse motivo, os calores não apertam. Ponha a máscara.

 

Anterior “Internet, a Universidade em casa”

C.S

publicado por regalias às 08:09
link | comentar | favorito
Sábado, 29 de Maio de 2021

Internet, a Universidade em casa

Hoje só é inculto quem é desleixado.

Cultura é aquilo que cada um sabe, Se sabe muito é muito culto, tem muitos conhecimentos e é respeitado por esse motivo, se deles se servir bem.

Se sabe pouco, o ignorante só é ouvido por outros ignorantes que nunca vivem a vida. Vegetam.

A Internet abre as portas a todos, não discrimina. Com ela existem outros polos, a Rádio e a Televisão.

Desde que em 1935 apareceu a Emissora Nacional, o Governo aproveitou esta plataforma para ensinar o povo a cuidar de si de modo a ultrapassar as grandes dificuldades que a Primeira República, 1910-1926, tinha causado e que e que a Ditadura Militar, 1926-1932, não conseguira resolver devido à sua grande complexidade.

A Emissora foi uma ajuda para o êxito do Estado Novo.

Na Emissora Nacional, além do Teatro Radiofónico, havia sugestões de todos os tipos para dizer ao povo o que poderia fazer para viver melhor,, Desde a agricultura, à criação de coelhos e de galinhas, a Emissora estava em todo o lado e apoiava todos os ouvintes. Conselhos sobre os mais variados assuntos, muita música e muita alegria sã. Era água da mais pura.

A Televisão só apareceu em 1951, mas desde inicio começou com programas culturais, com saliência para os de Vitorino Nemésio que atraía imensos telespetadores pela sua maneira natural de falar “Se bem me lembro”

Ontem ao apontar o Movimento Europa e Liberdade não fiz mais do que chamar a atenção para um painel enorme de assuntos diversificados onde o mundo está envolvido, seja ele das Direitas, das Esquerdas ou das Extremas. Cada um ouve, faz comparações, afina juízos, ganha cultura e fica mais apto para escolher o que lhe interessa.

Embora sujeito às regras da Pandemia, o Movimento Europa e Liberdade ficou aberto a todos através da Internet. Só os fanáticos e os oportunistas criticam e tentam deitar abaixo tudo para que a ignorância se mantenha. Estão sempre tementes que lhes tirem a gamela onde comem.

É fundamental ouvir tudo para entender a política e escolher os melhores representantes para a defesa do País e dos Portugueses.

Ouvir Esquerdas e Direitas. Se ouvir só um lado, não chega a lado nenhum. Oiça, discuta e compare. É assim que fazem os países mais ricos e evoluídos e é a melhor maneira de ultrapassar esta chatice da pandemia.

Coloque a máscara.

 

Anterior “MEL. Movimento Europa Liberdade. Solidariedade”

C.S

publicado por regalias às 08:13
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Maio de 2021

MEL - Movimento Europa Liberdade. Solidariedade

Quando consegui um tempo vago fui dar uma vista de olhos às intervenções no Movimento Europa Liberdade. Já não o larguei. Sugiro que, desde o Governo a todos os que pensam em bem estar e no mundo solidário, o façam.

A intervenção de Paulo Portas é impressionante de conhecimento, ponderação e raciocínio de uma mente altamente organizada.

Por que acho que o mundo ficará muito mais rico e defendido se ouvir algumas das intervenções, com especial relevo para a de Paulo Portas; retiro-me para não ocupar o tempo que será muito mais válido do que aquilo que eu possa escrever.

As intervenções estão em “Movimento Europa Liberdade” no Youtube e noutras plataformas. Eu ouvi através do Youtube.

Coloque a máscara. O Covid 19 não resiste ao choque e à lavagem das mãos.

 

Anterior “Greve, o crime suicidário das Esquerdas”

C.S

publicado por regalias às 08:11
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Maio de 2021

Greve, o crime suicidário das Esquerdas

Fala-se de greves, de roubos, de assaltos, e o povo imediatamente associa estes cataclismos à Esquerda.

Na Primeira República, 1910-1926, as greves Ferroviárias ajudaram a derrubar a Democrática Primeira República.

Na Segunda, o Mortágua iniciou o assalto aos Bancos. Os seus restos e os da UDP continuam espalhados pelo Bloco de Esquerda.

Na Terceira, os roubos de terras, destruição do Tecido Empresarial, convocação de greves e outras malfeitorias são atribuídas ao Partido Comunista, que mesmo com a ajuda da Antena 1, está cada vez mais em queda. O povo deixou de ir em cantigas que não pagam a água, a luz, a comida e a renda da casa.

Os esquerdistas, com a mais acéfala das orgens e ignorância ainda não compreenderam que o único sacrificado é a maioria do povo que não vai para o trabalho de automóvel.

Se há 47 anos fizeram festas e deitaram foguetes foi porque perceberam que a Revolução dos cravas tinha sido permitida por Marcello Caetano. Se não a tivesse permitido tinha-lhe acontecido o mesmo que à Revolução das Caldas, que mal chegou às portas de Lisboa teve de voltar para trás com o rabo entre as pernas.

Os valentes heróis do 25 de Abril não foram mais do que vulgares taratas incapazes de Governar o País.

O Spínola não resistiu a dois abanões, e o Primeiro-Ministro, o feroz Palma Carlos, contestatário esquerdista nem conseguiu aquecer o lugar. Ninguém o mandou embora, ele, o defensor da esquerda, deixou a Esquerda ao Deus-dará.

A Esquerda tem mais língua que honestidade e competência.

Deixem-se de greves. Agarrem.se ao trabalho e ao estudo em vez de brincarem à política que é uma coisa muito séria, mas também muito simples.

Ao perguntarem a Salazar como é que tinha conseguido salvar o País, que estava numa situação de execrável miséria, ele respondeu: “Governo o País como qualquer boa dona de casa, governa a sua”.

Política é o preço do pão, da água, do leite e de tudo quanto veste e come.

É do trabalho e do bom senso que sai o verdadeiro caminho da política.

Coloque a máscara. Não excitem o povo...

 

Anterior “Professores, a esperança de um País confuso”

C.S

publicado por regalias às 08:06
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Maio de 2021

Professores, a esperança de um País confuso

Desde o 25 de Abril que juntamente com gente honestíssima, se misturou a ralé de sociais-fascistas encadernados de cursos que os catapultaram para as redes sociais e através delas destilam o veneno, umas vezes tentando apagar a história e outras enganando despudoradamente o povo, sabendo que mais cedo ou mais tarde vão ser desmascarados. Os abortos lançam a isca. Há sempre algum ignorante que a absorve e a vomita para outros ainda mais ignorantes.

Há algumas semanas. Depois de mais uma vez ter ouvido a comunicadora do programa “Bloco de Notas” ter repetido que às mulheres só tinha sido permitido votar depois do 25 de Abril sabendo perfeitamente que ao sair a Constituição de 1933, as mulheres começaram a votar em todas as eleições.

A Constituição de 1933 pôs fim à Ditadura Militar que em 1926 tinha acabado com a miserável primeira República onde as prisões estavam cheias, as revoluções e as greves eram constantes e a fome bem mais grave, por ser mais fatal, do que a pandemia que ainda por aí se encontra.

A Constituição de 1933 deu suporte a uma Democracia Orgânica, a que Salazar chamou Estado Novo, para o povo não a rejeitar, caso lhe dissesse que era Democracia, palavra odiada por 85% do povo, pelo sofrimento que tinha passado.

Os professores são pois a esperança deste País. Eles terão de ser muito competentes; de honestidade ilimitada quando ensinam a história deste País. A Nossa história é a nossa maior força. Ela incita ao trabalho e dá ânimo aos descrentes para alcançar o sumo da vida.

Os professores têm de se mentalizar que têm de substituir muitos pais de alunos porque eles são incapazes de encaminhar os filhos e os filhos se não tiverem o suporte dos professores, com muita paciência e firmeza, continuarão a ser tão ou mais ignaros que os pais.

O País contínua confuso porque na engrenagem ainda há paus que a emperram.

Os professares são a esperança deste País e sabem que têm o apoio do Ministro Brandão Rodrigues.

Perguntem, discutam, mas salvem Portugal, salvando a juventude com a verdade. Quem a desconhece deve abster-se de afirmar o que não passa de uma fogueira confusa de mentiras. Esses não são professores. São ignorantes, fanáticos criados pelo repugnante Álvaro Cunhal.

Coloque a máscara. O vírus ainda não desapareceu.

 

Anterior “Fogo come os curiosos”

C.S

publicado por regalias às 08:17
link | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Maio de 2021

Fogo come os curiosos

Em vez de se educar o povo, como fazia o Estado Novo, ao falar sobre saúde Oral e haver um médico na Televisão a explicar os cuidados a ter, ou sobre agricultura e muitos outros assuntos de interesse. A partir do caótico e descontrolado PREC, para não lhe chamar criminoso, cada um passou a regular-se pela sua cabeça.

Como sabemos a liberdade total é intuitiva. Se não houver educação exterior os erros que cometemos são inconscientes.

Com certeza já verificou isso com as crianças de ano e meio a quem se larga de mão. Os disparates são seguidos e, ou se agarram depressa ou há sarilho.

No entanto há ainda muitos adultos que não resistem à curiosidade. O fogo e as ondas alterosas do mar enfurecido são atrações fatais.

Dos 63 imolados pelo fogo, em sofrimento horrível, muitos deles foi a curiosidade que os sacrificou nas aras do impulso irresistível ao dirigirem-se, tal como as borboletas tontas para locais de perigo

As chamas têm olhos de raiva e correm com uma velocidade incrível.

Eu já experimentei isso, quando, na região do Sabugal, tentei ajudar a apagar um incêndio com outros populares.

Se por acaso não tem chegado um Jeep de Bombeiros, a alta velocidade e a gritarem para fugirmos dali, teria sido difícil escaparmos. O fogo, em corrida sorrateira, corre muito mais do que as nossas pernas de jovens de 15 ou 16 anos.

A curiosidade e o voluntarismo repentino são perigos a que temos de nos precaver.

É por este motivo que me admiram os julgamentos que há muito deviam estar fechados e resolvidos.

Portugal não pode continuar a andar a passo de caracol. Julgo que perdemos a passada depois de termos sido ocupados, durante sessenta anos, pelos nossos amigos espanhóis, que, por tanto nos quererem agradar, para conquistar definitivamente, nos perderam para sempre.

Felizmente que não perdemos as qualidades, mas temos urgentemente de meter mãos ao trabalho e muita sensatez em tudo quanto fazemos.

Coloque a máscara. Ele ainda anda por aí. Não arrisque nem mesmo para celebrar o Euromilhões.

 

Anterior “Tiago Brandão Rodrigues, trabalho e competência”

C.S

publicado por regalias às 08:16
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Maio de 2021

Tiago Brandão Rodrigues, trabalho e competência

Ser Ministro da Educação em Portugal é um trabalho de tal maneira hercúleo que não basta ser um verdadeiro Hércules, mas possuir também a inteligência e a paciência dos grandes pensadores.

Sotto Mayor Cardia, que conheci pessoalmente, Homem bom e muito inteligente, a sua cabeça não resistiu aos desvarios daquele tempo.

Acredito em Brandão Rodrigues que estuda os passos do progresso, não corre a foguetes e não cede a populismos. O seu objetivo é não defraudar o futuro, trabalhar e ser competente

Muitas Escolas compreenderam o desafio.

O Agrupamento de Escolas Francisco Arruda viu que os alicerces teriam de ser sólidos para que o edifício produzisse resultados fiáveis, consistentes, e a juventude saiba aproveitar os benefícios da Ciência para criar riqueza, progresso e felicidade entre os povos.

O Agrupamento de Escolas Francisco Arruda começou este complicado ano letivo de confinamento geral, para as crianças do pré-escolar, em alguns Jardins de infância, com um Livro Digital, já testado, com sucesso, nos países mais evoluídos.

Os livros são idealizados e produzidos pelos próprios professores.

Eles têm sido preparados para o pré-escolar mas podem ser imaginados para qualquer nível de ensino seguindo as orientações curriculares próprias para cada ano.

Toda a matéria pode ser acompanhada com vídeos, imagens interativas, etc. Tudo quanto o professor verificar que pode ser útil para os alunos.

Cada excerto da matéria pode ser acompanhada por exercícios autocorretivos.

Depois de ter tido acesso ao primeiro livro fiquei entusiasmado pelas possibilidades que este material oferece aos jovens devido à maneira apelativa e assertiva como lhes agarra o interesse e lhes aumenta o conhecimento e o saber.

Oxalá que o Ministro Brandão Rodrigues mande estudar o assunto, afine pormenores, oiça os contestatários de tudo o que é progresso e decida o melhor para o interesse da Juventude e do País.

Coloque a máscara. Receba a vacina. Evite encharcar-se de medicamentos.

 

Anterior “Uma boa Dicção”

C.S

publicado por regalias às 08:10
link | comentar | favorito
Domingo, 23 de Maio de 2021

Uma boa Dicção

Cada vez mais aparecem Locutores que não se entendem ou por falarem muito depressa, ou por mastigarem as palavras por insuficiência cultural.

A comparação com os locutores da antiga Emissora Nacional é abissal.

Recordar uma Maria Leopnor, um Pedro Moutinho, um Artur Agostinho com aquilo que aparece nos fins de semana é um fosso enorme.

Alice Ogando captava o ouvinte só pela voz, mesmo que os textos não fossem de classe superior.

Chamo a atenção sobre este assunto porque Portugal tem de ser melhor do que todos os outros povos, em todos os campos.

Garanto que é fácil, basta querer. Passei a vida a fazer experiências sobre a vida.Desde criança senti a enorme diferença entre o que era ser pobre e o que era ser rico.

Essa raiva nasce de o meu maior amigo, tínhamos cinco anos, ser o rapaz mais pobre da Terra e eu fiz a minha primeira exigência a minha mãe, ou o Bucha (nome por que todos o conheciam e ainda hoje não sei o seu nome verdadeiro) comia lá em casa ou eu deixava de comer.

Quando o Bucha desapareceu, nunca mais o trauma me largou e fiz, disse e escrevi sempre o que entendi até aos dias de hoje.

A opinião do ser humano nunca me levou a mudar o comportamento desde que tivesse a certeza que estava a lutar pelo bem do ser humano.

Tanto fiz isso no estrangeiro, como em Portugal. E tanto me faz que as pessoas sejam da Esquerda ou da Direita. Para mim, todos são portugueses e têm de ser ajudados se for caso disso. Mostrei, claramente essa faceta na Assembleia da República.

Temos de ser os melhores para todos serem bons e beneficiar da prosperidade do mundo em que vivemos.

Os Locutores, tal como os oradores e os pregadores têm de ser estímulo, ter uma Dicção clara, límpida para que todos absorvam força.

Ser o melhor é fundamental para ser feliz e fazer os outros felizes.

Portugal e os portugueses merecem. Comecemos pela Dicção.

Coloque a máscara. Não conteste. Não ponha em perigo a sua vida e a dos outros.

 

Anterior “Biden deu o exemplo e o mundo pode ter sido salvo”

C.S

publicado por regalias às 08:12
link | comentar | favorito
Sábado, 22 de Maio de 2021

Biden deu o exemplo, o mundo pode ter sido salvo

O mundo voltou a ganhar a pujança e a confiança que o Criador depositou no ser humano.

Esta pandemia, bem mais violenta do que todos os anteriores cataclismos, tem uma característica mais perigosa. É suave, sorrateira, de limpeza sem barulho e total. Espalhou-se por todos os recantos da terra e o ser humano levou tempo a compreender que o perigo tanto está numa ilha do Pacifico como nos países da Escandinávia.

John Biden ao disponibilizar milhões de vacinas para acorrer aos mais vulneráveis e sem quaisquer hipóteses de defesa, seriam, a breve prazo, um novo e mais potente surto de infeção. A Europa compreendeu de imediato a mensagem. Merkel além de cem milhões de Euros, juntou mais uns milhões de vacinas. O mesmo estão a fazer outros países.

Este despertar do mundo leva-me a pensar que a união global deve ser muito mais forte e mais fraterna, mesmo com regimes totalmente diferentes. O mundo é só um, assim como o Criador, mas admite quatro ou cinco cabeças para o administrar a favor de todos.

O Secretário-Geral das Nações Unidas sabe que tem na sua mão a união dos povos, mas falta-lhe a força das grandes Potências para acabar de imediato com as guerras, e nesses países fertilizar os solos e enriquecer os povos.

A pandemia foi seguramente um alerta ao ser humano.

Coloque a máscara. Não facilite. Não seja imbecil.

 

Anterior “O digital e a velocidade supersónica”

C.S

publicado por regalias às 08:13
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Nascimento, reis e cresci...

. Sociais Fascistas à beira...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Radicais Livres, quase se...

.arquivos

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub