Sexta-feira, 18 de Junho de 2021

Nascimento, reis e crescimento de Portugal XII

D João IV 1640-1656, como não havia nenhum dinheiro em cofre, Rei e fidalgos tiveram de se chegar à frente para comprar armas e ajudar a população.

Como ainda havia gente a defender os Filipes e a opor dificuldades, D João IV seguiu os costumes da época, Mandou degolar us chefes, o Conde de Armamar, o Marquês de Vila Real, o Duque de Caminha. A arraia miúda que os ouvia e fazia alarido, mando-os prender,

Os espanhóis começaram por fazer pequenas incursões. Os portugueses estudam-lhes a tática.

Em 1641, depois de mais uma investida são vencidos na batalha de Montijo por Matias de Albuquerque.

D, João I sabe que não deve descurar a parte Diplomática. Envia Homens competentes como o Padre António Vieira, D. Francisco Manuel de Melo e alguns Jesuitas por serem gente ilustrada, com o título de embaixadores às cortes de França, Inglaterra, Norte da Europa e ao Vaticano, que não se dignou receber o embaixador. O Papa não reconhecia a independência Portuguesa.

Mas D João IV também não descura os povos das descobertas. Em 1647 proíbe a escravidão dos Índios.

Entretanto em Inglaterra, Oliver Cromwell que tinha derrotado o rei Carlos I, que estava a ser contestado pelo povo, manda-o guilhotinar e proclama a República que dura até 1658.

D João IV gere as relações Diplomáticas o melhor que pode, mas as preocupações são imensas. O filho Teodósio, que lhe devia suceder, morre. Ele sabe que o filho Afonso é pouco mais que atrasado mental.

Depois da morte de D.João IV sucede-lhe, por direito, o filho Afonso VI, que tem 13 anos e é incapaz. Fica a mãe como regente. Os espanhóis aproveitam o momento, atacam, conquistam Olivença e preparam-s para atacar com uma força muito superior, mas os portugueses fazem um esforço supremo. O General André de Albuquerque e o Conde de Cantanhede derrotam-nos na Batalha de Linhas de Elvas que foi tão violenta que também o General André Albuquerque morre no auge dos combates.

Os Espanhóis preparam-se para voltar a Governar Portugal. Os portugueses compreendem isso. Em Inglaterra volta a haver rei, Carlos II e a ideia é casá-lo com a Princesa Catarina de Bragança, que ele aceita porque o Dote da princesa é chorudo: dois milhões de ducados, Tânger e Bombaim.

Os nobres fazem um Golpe de Estado, com a aprovação do rei e a rainha mãe é substituída por eles.

O Conde de Castelo Melhor, imediatamente decreta uma mobilização geral que enfrenta o inimigo e os derrota na batalha do Ameixial onde deixam quatro mil mortos e muitas armas. Mas os Espanhóis pensam que não iremos aguentar muito mais tempo. Enganam-se, os portugueses não os querem, governaram mal.

Os Espanhóis trazem um exército imenso; o Marquês de Marialva espera-os em Montes Claros e derrota-os numa batalhatão  sangrenta que deixam dez mil mortos e quase todo o material de guerra. A partir desse momento tiraram de vez da cabeça voltar a governar Portugal.

O Conde de Castelo Melhor, depois de cumprida a missão demite-se e vai para Inglaterra. O rei, Afonso V, sem ele não valia nada. O irmão D. Pedro toma conta do reino, e da mulher, a muito bela Maria Francisca, que pediu a anulação do Casamento com Afonso VI por falta de consumação dos deveres nupciais, e casa com o cunhado.

Coloque a máscara. Acredite em si. Temos os mesmos genes dos Portugueses que descobriram dois terços do mundo desconhecido e dos Portugueses do século XVI que espalharam cultura, ciência e fizeram de Lisboa um centro de comércio. No dia de hoje, 18 de Junho de 2021, você vê com os próprios olhos um Português ser escolhido por 193 países para um segundo mandato na ONU. Ele tem os mesmos genes que Você. Todo o Mundo acredita na capacidade dos Portugueses. Todo o mundo acredita em António Guterres.

 

Anterior “Nascimento, reis e crescimento de Portugal XI”

C.S

publicado por regalias às 08:10
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
23
24

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Portugal pode ser um país...

. Entre a pandemia, as alte...

. Ideias para um Novo Mundo

. Altice e Primeira Repúbli...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

. Primeira República 1910-1...

.arquivos

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub