Sábado, 18 de Dezembro de 2010

A ditadura do improviso

Bem me custa escrever o que não queria escrever.

Eu, que oiço sempre a Antena 1, ouvi a foleirice da celebração dos 75 anos da Rádio.

A menina merecia muito mais. No século XXI não se justifica o improviso, desde que não seja escudado com uma sólida cultura e por esse motivo não permita deslizes de mau gosto que não agradam a ninguém, nem aos próprios, depois de se darem conta do que disseram.

Sobre improvisos, recordo uma pequena história Parlamentar. Tendo o General Galvão de Melo feito um brilhante improviso, um seu colega, também Deputado, não resiste a lhe dizer: "brilhante improviso, Sr. General." Ao que ele sorridente e bem disposto, não teve rebuço em lhe responder: "meu caro, nem queira saber o trabalhão que me deu a decorar este improviso."

Voltemos à festa dos louvores e das bagatelas. Os elogios entre uns e outros raiavam o despudor. Uns, certamente que os merecem, mas outros são ainda água-chilra, que têm muito que aprender e perder o hábito de se escudarem com o passado para valorizar o presente.

Sem querer machucar ou influenciar os jovens que pretendem singrar na Comunicação Social tenho de lhes dizer que a Rádio que ontem festejaram foi até ao 25 de Abril muito mais agradável do que a que lhe sucedeu. A subserviência desta é incomparavelmente maior do que a anterior apesar do seu condicionalismo censório, talvez para evitar o improviso serôdio e para obstar a confrontos entre portugueses.

À ditadura do improviso juntou-se a ditadura de quem manda lançar achas num país onde a mentira continuada deu o resultado em que o país se encontra. Antes, Portugal era um País respeitado, hoje é um país a desfazer-se em desprezo porque os chefes, ganhando balúrdios, julgam garantir o tacho enquanto mantiverem o engano em lume brando e houver ingénuos para grelhar.

Continuarei a ouvir a Antena 1, sempre com a esperança que ela seja cada dia melhor e que ao celebrar, daqui a 25 anos, o centenário, Portugal seja um País próspero e feliz e onde os profissionais da Rádio sejam respeitados e admirados pelo seu saber e cultura e nunca pela sua inferioridade mental e olhados como invertebrados que obedecem, por instinto, à voz do dono.

C.S

 

 

 

publicado por regalias às 09:48
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Sociais Fascistas à beira...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

.arquivos

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub