Quinta-feira, 24 de Março de 2011

A atracção do abismo seduz os portugueses

Portugal é o País que mais exporta inteligência para todo o mundo.

Os portugueses são inteligentes e trabalhadores. Só os judeus lhes são equiparáveis. Mas enquanto os judeus carregam mágoas e ódios eternos e por isso se tornam duros e insensíveis, os portugueses são doces, ternos e alegres. O exemplo mais concreto, belo e doce que existe é o Brasil, mas Angola, Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Guiné, Timor e Macau não ficam atrás nesta maneira de ser.

Alcácer-Quibir e o rei Dom Sebastião são o desastre. O amor à teimosia levou, muitas vezes, os portugueses a entrarem em becos sem saída. 

A queda do Governo de Sócrates é o exemplo mais claro do que acabo de dizer. Quando todas as Instituições Europeias tentam segurar Portugal, a impulsividade e a leviandade tomam conta destes meninos, que ganham rios de dinheiro através de conhecimentos e compadrios. Agora resolveram "salvar" o país deitando abaixo o Governo.

Apetecia-me ser violento nos epítetos. Não serei. Prefiro guardá-los para o momento em que chegarem ao poleiro e fizerem pior que Sócrates, embora não seja certo que ganhem as eleições.

Se estes insensatos não tiverem a coragem de reduzir para um terço as reformas a partir dos seis mil euros, não acabarem com os Governadores Civis, não reduzirem o número de Deputados, acabarem com a burocracia desesperante, as escandalosas mordomias etc, etc. O país dificilmente se aguentará de pé.

Ao falar de insensatos não não me refiro aos comunas, aos bloquistas e à verde falante. Estes são zero. Estes foram e são a desgraça do país. Foi esta extrema-esquerda que desgraçou Portugal.

Salazar tinha toda a razão para evitar dar confiança aos comunistas. Sabia do que eles são capazes e foram piores, do que alguém podia imaginar, nos anos do calamitoso PREC.

Os Governos democráticos nunca mais conseguiram equilibrar o barco, sendo uma boa excepção, parte do Governo de Cavaco Silva, entre os anos de 1986 a 1992. Os outros Governos revelaram-se bastante maus, embora só nos últimos três anos isto se tenha vindo a agravar, curiosamente quando Sócrates tem atitudes e faz reformas de que o país muito beneficiará em anos futuros. Sócrates teve azar de apanhar a catástrofe que assolou todos os países e que atirou para a bancarrota um dos países que era um dos símbolos da prosperidade, a Islândia.

Portugal não escapou à avalanche. Sócrates e Teixeira dos Santos foram crucificados com bastante crueldade. Os rostos, tanto de um como de outro, mostram bem o esforço que empregaram para dar o melhor a Portugal.

Veremos o que vai acontecer.

Os portugueses não resistem à atracção do abismo. Enquanto não não baterem no fundo não descansam. Estão lá quase. Vamos esperar para ver se é assim ou não.

C.S

 

 

 

publicado por regalias às 10:04
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

. Diarreia mental de batráq...

. Votação, Câmaras, competê...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds