Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

Assim, qualquer um governa

Aumentar preços e impostos sem curar das consequências e sem a preocupação de auditar contas, administrações, funcionários e compras é caminho totalmente errado.

Há ditados portugueses que os governantes não podem esquecer: "as gatas apressadas parem os filhos cegos", ou este outro: "cadelas apressadas parem os filhos tortos".

A cegueira ou a tortuosidade com que o Governo pretende voltar a rever o preço dos transportes não se coaduna com a esperança, o sacrifício e a calma com que os portugueses estão a aceitar o apertar do cinto depois de anos e anos de loucura e despesismo em que o exagero perdulário atingiu, com Guterres, o paroxismo com estádios megalómanos e em quantidade, barragens que pararam para não afogar gravuras, como se não houvesse outra solução para as salvaguardar, milhares de contos dados à Fundação do inventor da descolonização exemplar, do viajante gastador, do cérebro falante Soares, etc, etc, etc.

É sabido que o PREC e o infame Cunhal têm muitas culpas do que posteriormente aconteceu, mas os governantes não estão isentos da desgraçada situação em que Portugal se encontra. Umas vezes por omissão, para não enfrentar a chantagem dos sindicatos, outras por compadrio e outras por atitudes apressadas e mal pensadas.

O caso dos transportes é o mais flagrante. Ele afecta, directamente, milhões de portugueses. A mobilidade é fundamental para chegar a horas ao emprego, à escola, ao hospital. Se os preços dos bilhetes voltarem a aumentar, há muita gente que terá de fazer longos percursos a pé com as consequências que daí advirão.

Como todos sabemos, a Primeira República deixou Portugal de rastos. Salazar, quando entrou para o Governo, como Ministro das Finanças, dois anos depois do 28 de Maio de 1926, além dele próprio dar o exemplo, tinha como frase leitmotiv: poupar, poupar, poupar.

Um dia, um dos funcionários subalternos, que lidava frequentemente com ele disse-lhe ufano: sr. Doutor, hoje poupei dois tostões. Em vez de vir de eléctrico vim a pé, atrás dele. Salazar, sorridente, respondeu-lhe: se vier atrás de um táxi consegue poupar muito mais.

A história serve para lembrar que os tempos, hoje, são outros e que o exagero levado a extremos pode ter graves consequências.

Os transportes públicos, quase todos controlados pelo Partido Comunista e pela sua correia de transmissão sindical, a CGTP, são um cancro. As células malignas estão nos próprios trabalhadores, nas administrações e nos quadros inferiores. O caso da CP é escandaloso. Os maquinistas paralisam o País, com a colaboração dos outros sectores, e sentem-se imunes a sanções. A Transtejo, a Soflusa paralisam quando lhes apetece. A Carris idem. A chantagem é a sua arma. O PC, a cabeça de víbora que os envenena.

Em vez de aumentar os preços, o Governo, tem de diminuir despesas com parasitas, protecções e corrupções.

Estas empresas públicas têm um deficit de centenas de milhões de euros. Qual é a justificação do Governo para obrigar o povo a pagar uma coisa que não o benefícia?

Pense bem, o Governo, antes de partir para novos aumentos nos transportes. Governar assim, qualquer um governa! Ir muito longe com a medida é que me parece não ir. A pressa é capaz de lhe quebrar a perna. De gente manca e canhestra está o povo farto e pelos cabelos. Não puxem mais.

C.S

publicado por regalias às 06:56
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Temos de privilegiar a qu...

. António Costa não tem que...

. Os amigos da onça e a sal...

. Antena1 ajuda a combater ...

. Cercados por mar, terra e...

. Os que ficam para além da...

. Evite a tristeza, o stres...

. Evite o supérfluo para se...

. Trinta Casas assistiam 60...

. Todos pensam salvar Port...

.arquivos

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds