Sexta-feira, 27 de Março de 2015

A democracia em Portugal, abusos e resultados

A palavra democracia serve para cometer toda a espécie de abusos e de crimes.

O sistema que devia produzir: igualdade, liberdade e encantar todos, não é assim que procede. Se pensarmos na República Democrática da Coreia do Norte verificamos que ainda há meses, o Presidente não teve problemas de consciência democrática em mandar despir e deitar, a cães esfaimados e ferozes o tio e alguns familiares.

Se pensarmos nos democráticos e civilizados Estados Unidos da América vemos, quase todos os dias, pretos serem mortos à frente de câmaras de televisão e agora fuzilados no Estado de Utah.

Na ex-República Democrática da Alemanha, dezenas dos que saltavam o muro de Berlim eram abatidos como coelhos.

Em Portugal, a democrática Primeira República, 1910-1926, foi de uma barbaridade tremenda. O povo era espancado, preso e deportado. Só lendo os relatos da época se acredita. O mesmo não sucedia aos políticos e aos homens de dinheiro.

Foi por esse motivo que os militares ao fazerem a Revolução do 28 de Maio de 1926 começaram a governar em Ditadura para acabar com os golpes diários que mais desgraçavam o povo e engordavam os políticos.

Dois anos depois da revolução, Salazar é convidado para Ministro das Finanças e, posteriormente, em 1932, quando é convocado para Primeiro- Ministro, forma Governo e é votada a Constituição de 1933, base para os Governos se poderem considerar Democráticos, mas Salazar sabe que o povo tem um ódio enorme à palavra, devido a toda a violência que sofreu e, por esse motivo, Salazar chamou ao regime Estado Novo, como sinal que as grandes preocupações seriam com o trabalho, o progresso e a segurança a bem de todos os portugueses sem quaisquer discriminações.

Desde escolas, bairros sociais, ferrovias, estradas, portos, hospitais, pontes tudo foi construído sem que os prazos dos empreendimentos nunca tivessem sido ultrapassados.

Aquilo que aconteceu depois do 25 de Abril, com a bandeira da Democracia, foi que raramente os trabalhos são terminados a tempo porque a corrupção é de tal ordem que aquilo que é combinado, por exemplo, por cento e cinquenta milhões de euros atinge, muitas vezes, quase o dobro.

Assim é impossível Governar.

Quem sofre? Os políticos ou os militares? Não. Esses estão ricos, dizem baboseiras, riem-se. Culpam sempre os outros. Eles nunca são culpados.

É a democracia. Vivemos em democracia e a Democracia que podia ser um bom sistema é uma casa de passe onde os abusos são constantes e as dívidas, em vez de diminuírem, aumentam apesar da austeridade.

C.S

publicado por regalias às 05:40
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

. Diarreia mental de batráq...

. Votação, Câmaras, competê...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds