Quinta-feira, 23 de Junho de 2022

António Costa, incite ao trabalho.

Desde a Industria, aos campos, aos serviços tudo tem de funcionar, muito melhor do que antes desta guerra de cretinos, que procuram a morte em vez de gozar a vida.

Melhor que o trabalho só o amor e o sexo entre um homem e uma mulher.

Agora, que estou velho, o meu vício é o trabalho no computador. Antes, o meu prazer dividia-se entre os braços de uma mulher e o trabalho em qualquer lugar que me encontrasse.

Dos lugares que mais me agradaram está o ensino nas escolas e o Turismo no Secretariado da Informação (SNI) sob a direção do Engenheiro Álvaro Roquette, Homem de extraordinária naturalidade, que, num fim de mês, entrou na minha Secção de uns 20 elementos, liderada pelo senhor Pereira Forjaz e disse , alto e bom som, “Tu sabes que ganhas mais do que eu?” E mostrou a papelada dos vencimentos perante o olhar espantado dos meus colegas.

Ganhava mais porque trabalhava mais, mas sempre com prazer, não o fazia pelo dinheiro. Eu nem sabia que aquilo tudo era contado.

Outra vez, que estava em férias, fui trabalhar para a “Rodarte”, o dono, o senhor Quirino, ofereceu-me quase dez vezes mais do que eu ganhava no Liceu. Não aceitei porque o ensino também era uma paixão.

O trabalho é o suporte e o equilíbrio de todo o ser humano.

Incito António Costa a visitar todo o País e a verificar o que se passa: campos incultos, fábricas que param por não terem trabalhadores, e o desespero no rosto das pessoas.

O chefe, o condutor do País tem de ser um exemplo para incentivar todo o povo.

Como foi possível recuperar Portugal, depois da infeliz e caótica Primeira República? Só através do trabalho e da alegria em produzir.

Mas se quisermos recordar outros povos podemos dar o exemplo, da China, da Coreia do Sul, Singapura, Taiwan, que, pelo trabalho, se tornaram exemplos de prosperidade.

Fique na História, António Costa, seja mais feliz incitando o povo a ser feliz.

 

Coloque a máscara. Tenha cuidado com a Varíola dos macacos.

Anterior “Português - Russo, 65”

C.S

publicado por regalias às 08:07
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Trabalho, calma e colocaç...

. Os loucos têm o freio nos...

. Português - Russo, 87

. O fogo e as Colónias Agrí...

. Salazar, o único, ou dos ...

. Ideias ultra-conservadora...

. Português - Russo, 86

. O Borboleta, as palavras ...

. Português - Russo, 85

. América e China, o beijo ...

.arquivos

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub