Segunda-feira, 10 de Maio de 2021

António Costa, o Navegador

Os Oceanos são sangue de Portugal. António Costa, tal como D. Henrique vai lançar as caravelas e salvar o mar para salvar o mundo.

É incompreensível que países evoluídos e prósperos ainda não tenham compreendido que tão ou mais grave que a pandemia viral é a epidmia da porcaria lançada nas águas dos mares e, em cada dia, toneladas de detritos afoguem as águas dos Oceanos e matem lentamente a vida.

António Costa resolveu meter ombros a uma tarefa impossível.

É isso que os portugueses gostam: tarefas impossíveis.

De um torrão fizeram um País. De uma invasão fizeram uma Aljubarrota. De um mar cheio de monstros e de segredos fizeram um campo aberto para o encontro com novos povos e novos desafios.

António Costa percebeu que Portugal tinha de voltar urgentemente ao mar para o salvar e salvar a humanidade.

Fale primeiro com as Universidades portuguesas. Oiça o que lhe têm a dizer sobre os enormes gastos para encontrar uma vacina que reduza os detritos a pó ou a cinzas em fábricas no meio das montanhas de lixo marítimo e o transporte de novo húmus para fertilizar os campos longe desses cemitérios que a água dos Oceanos já não consegue engolir.

Nestes quase dois últimos anos, os países juntaram-se para encontrar biliões para uma vacina salvadora que enfrentasse um vírus sem peso. Agora é só colocar biliões para eliminar montanhas de lixo e morte com muito peso.

Tudo fácil. Acredito em António Costa.   

Coloque a máscara. Os portugueses sempre gostaram de imaginar, de inventar, de resolver. Este é um bom momento, a pandemia ainda não terminou e o confinamento aguça o pensamento.

 

Anterior “A ignorância mata a vida”

C.S

publicado por regalias às 08:07
link | comentar | favorito
3 comentários:
De herói do mar a 10 de Maio de 2021 às 12:07
Acham que o Costa sabe nadar? Da última vez que o gajo se publicitou em trajes menores, foi na praia, em tempo de pandemia e com a cara metade ao lado. O gajo, de navegador, não tem nada. que ninguém se esqueça que foram os portugueses que descobriram o caminho marítimo para a Índia. Não fossem os portugueses e esses monhés nem saberiam, ainda, que Angola e Moçambique existem. Tal como os brasileiros. Não fosse o Álvares Cabral e nem saberiam que existem. Agora o Costa !? Fónix!


De Anónimo a 10 de Maio de 2021 às 13:56
é comovente o louvor que faz ao engen o luso , estou a ser ironico.

Mas o assunto é o lixo depositado no mar, coisa muito má, mas como o consumo nao muda, nao ten o a sua esperança, nem no Costa nem em mais ninguem
O que for se verá, e existirao sempre sobreviventes.


De Óscar a 10 de Maio de 2021 às 23:02
Realmente se há coisa que o Eng Costa não é, é...... navegador. Traçar rumos não é com ele. O estilo é mais o de se “agarrar a qq coisa” que o mantenha á tona da água ....


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Sociais Fascistas à beira...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

.arquivos

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub