Segunda-feira, 3 de Maio de 2021

As greves que Salazar não permitia

O falhanço da Primeira República, 1910-1926, deve-se em grande parte às centenas de dias de greves que ocorreram logo entre Novembro de 1910, com as primeiras greves dos Ferroviários e vão até ao início de 1926.

O Governo de Afonso Costa liberalizou o direito à greve ao revogar o artigo 277 que a considerava um crime por prejudicar principalmente os trabalhadores que impedia de se deslocarem para o trabalho.

O ódio ao Governo aumentou de ano para ano. Às greves seguiu-se o caos, a fome, a miséria e nos Governos, os únicos que viviam bem eram os políticos que, quando foram corridos pela Ditadura Militar, como vingança, impediram o novo Governo de receber um empréstimo da Sociedade das Nações. Isso veio forçar os Militares a socorrer-se de Salazar que lhes explicou o que havia a fazer para resolver aquela situação. Eles não concordaram; ele regressou a Coimbra onde o foram buscar dois anos depois.

Salazar entrou para o Governo como Ministro das Finanças e, com uma grande contenção de despesas. Logo no primeiro ano equilibrou o Orçamento, que até 1974, nunca mais teve qualquer desequilíbrio apesar de todas as dificuldades por que passou e eu já fui tentando explicar em blogues anteriores.

Depois do 25 de Abril, apesar de Marcello Caetano ter deixado os cofres cheios, o Social fascista Comunista, Vasco Gonçalves, ao fim do primeiro ano, já gritava que não tinha dinheiro e, durante estes 47 anos, só uma vez o Orçamento teve Contas equilibradas.

Salazar, quando em 1932 foi convidado para Presidente do Conselho (Primeiro-Ministro) e ter feito sair a Constituição de 1933 que acabava com a Ditadura Militar, passando o Governo a uma Democracia Orgânica, quanto a mim, muito mais eficaz e benéfica para os trabalhadores e para o povo em geral do que uma Democracia liberal de que os oportunistas e os Sociais fascistas se aproveitaram para destruir tudo o que de bom havia, sem construir nada de útil em sua substituição e atirar Portugal e os Portugueses para a situação confusa, a rondar a miséria, em que se encontra, apesar das palavras de conforto que o Presidente da República e o Primeiro Ministro, frequentemente proferem.

Infelizmente as palavras não enchem o estômago.

Ao sair a Constituição de 1933 e de, no artigo oitavo, estar garantido o Direito e a liberdade de todos os cidadãos. Quando os mais ignorantes tentaram a primeira greve, imediatamente saiu um decreto a proibir as seguintes.

Salazar, como todas as pessoas honestas e sensatas consideram as greves o crime, que só prejudica os trabalhadores e os mais pobres.

Estes 47 anos desta disparatada Terceira República vieram confirmar isso. Os milhões de contos e de Euros que as greves deitaram ao rio sem que fosse aproveitado um cêntimo é uma das razões porque os Governos pouco ou muito pouco conseguiram realizar em comparação com o Governo de Salazar e que Marcello Caetano não desenvolveu mais porque lhe faltava gente. Não havia desemprego. Só os vadios não trabalhavam porque isto não é uma Ditadura que os obrigue a vergar a mola.

Pense no assunto. Coloque a máscara. As ilusões e os bailes estão proibidos. A Democracia sensata, terá, finalmente, começado a funcionar?

 

Anterior “Não há países pobres. Há políticos que não prestam.

C.S

publicado por regalias às 08:08
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Nascimento, reis e cresci...

. Sociais Fascistas à beira...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Nascimento, reis e cresci...

. Radicais Livres, quase se...

.arquivos

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub