Quarta-feira, 25 de Março de 2015

Até que enfim que o Costa acertou uma

O António Costa propugna a educação como uma das prioridades para a próxima Legislatura e critica, com toda a razão, o Governo por ter acabado com o programa Novas Oportunidades.

Desde o 25 de Abril que a incapacidade dos Governos, desde o de Palma Carlos, aos quatro Governos comunistas que se lhe seguiram e todos os outros até aos dias de hoje houve a peregrina ideia de mudar as linhas mestras dos Ministérios e reformular tudo sem a preocupação de verificarem a validade dos atos e, mais grave, sem substituírem imediatamente os programas lançados ao lixo.

Aconteceu isso no campo da Educação quando modificaram programas, acabaram com as Escolas Industriais e Comerciais, fizeram autos de fé a milhares de livros que estavam em todas as bibliotecas das escolas. Enfim, cometeram-se barbaridades inacreditáveis.

O Secretário de Estado de Orientação Pedagógica, Rui Grácio, procedeu muito pior do que o desumano Tomás de Torquemada, Inquisidor-Geral dos reinos de Castela e de Aragão que enviou para as fogueiras do Santo-Ofício quase três mil judeus. Salvaram-se os que escaparam para Portugal.

A escola, o ensino foi sempre a prioridade de todos os Governantes. A Primeira República, 1910-1926, não foi exceção. João de Barros e João de Deus bem se esforçaram, mas a miséria e a pouca vontade de aprender goraram todos os esforços.

Quando chegou ao fim a Primeira República, o número de analfabetos rondava os 75%.

A Ditadura Militar, entre 1926 a 1933, altura da Constituição, pouco adiantou. No Estado Novo, com Salazar, todas as regras da Governação foram implementadas nas Escolas Regimentais: a obrigatoriedade de todos os mancebos aprenderem a ler. Aí dá-se o primeiro salto. A seguir, nas escolas primárias, os professores iam falar com os pais. Diziam que era obrigatório. A miudagem aparecia um ou dois dias e não voltava. Foram criados os mais variados atrativos, desde a Mocidade Portuguesa, com muitos jogos e muita brincadeira. Nem mesmo assim se convenciam os teimosos. Tentou-se a sedução com a Telescola.

Quando chegou o 25 de Abril ainda haveria perto de 20% de analfabetos. Foi só no Governo de Sócrates que o salto se conseguiu dar por causa dos computadores Magalhães que prenderam às escolas muito mais alunos.

Pressionados pela União Europeia foram postos em prática “as Novas Oportunidades” para facilitar a entrada dos portugueses na Europa a 28. O Diploma salientava a especialidade de cada um. Crato deu-lhes o fim.

Fez bem o António Costa em se insurgir contra esta situação. Se o Crato ainda não conseguiu dar seguimento aos Centros para a Qualificação e Ensino Profissional, que diabo anda o homem a fazer?

C.S

publicado por regalias às 05:57
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds