Sábado, 28 de Novembro de 2015

Chegou o tempo do bom senso e da inteligência

Os quarenta anos de Salazar, 1928-1968, foram de união, paz, progresso e segurança apesar de ter recebido o País totalmente descapitalizado, com dívidas monstruosas para pagar e o povo a viver na mais execrável das misérias. Sem alarde recuperou o País, pagou a quem devia e quando faleceu o escudo português era das moedas mais fortes do mundo.

Os últimos quarenta anos foram um caldo desunido, aguado, chocho e totalmente desenxabido.

Nem os do Governo nem os da Oposição conseguiram a confiança dos portugueses. O resultado está à vista: estamos na cauda da Europa.

Os portugueses da Esquerda ou da Direita, mais do que a guerrilha rasteira sem nexo e alarve sabem que só todos unidos se consegue aquilo que as forças partidárias de tonalidade diferente podem alcançar para bem de Portugal.

Esta oportunidade que só o António Costa, em desespero, conseguiu tirar, não da cartola, mas da inteligência, pode revolucionar todos os espíritos e congregar as energias para que Portugal, rapidamente consiga sair da situação deprimente em que se encontra.

Salazar, em poucos anos, reverteu a situação e nunca mais parou.

Os de agora são menos capazes, menos inteligentes? Afinal Salazar era um génio e os de hoje são umas bestas chapadas?

António Costa mostrou que não. Mostrou que o Partido Socialista, o Partido Comunista e o Bloco de Esquerda podem resolver, não apressadamente, os problemas do país e contar também com os Partidos da Direita que, mesmo a contragosto nunca votarão o que quer que seja que prejudique Portugal e os portugueses.

O partido Comunista pode agora rever as suas posições, compreender que os mais de setenta anos de comunismo na URSS mostraram o falhanço do comunismo e aproveitarem para colocar no regime democrático muitas ideias válidas que só fundidas ganham mais força, mais valor e mais capacidade. O mesmo se passa com o Bloco de Esquerda.

Esta coligação inesperada e improvável pode servir como exemplo e estudo nos centros universitários e de poder.

Emperrar na teimosia é que ninguém irá a lado nenhum e este conjunto pode desfazer-se para gozo dos anémicos pensantes, cuja insuficiência mental não os deixa perceber que Portugal tem de estar todo unido para sobreviver não só como País e como como Nação para bem de todos os descendentes dos partidários das Esquerdas, do Centro ou das Direitas.

Confio que o bom senso abra o pensamento aos mais empedernidos.

Esperemos que os únicos vencedores sejam os portugueses.

 

Anterior “Depois de 41 anos de boa-vida é tempo de trabalhar”

C.S

publicado por regalias às 06:38
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds