Sábado, 20 de Outubro de 2018

Comissão Europeia oferece viagens de um mês a jovens

O programa “Discover UE” da Comissão Europeia tem 12 mil passes gratuitos para viajar durante um mês pelos países da União Europeia.

Para te candidatares tens de ter 18 anos de idade a 31 de Dezembro de 2018 e poderes viajar durante um máximo de 30 dias entre 15 de Abril e 31 de Dezembro de 2019.

Para saberes mais vais ao Portal Europeu da Juventude. A seguir esperas pelo resultado de avaliação das candidaturas.

Os que forem aceites vão conhecer os resultados, em Janeiro de 2019, para poderem viajar de Interrail grátis no programa “Discover UE”.

Desta informação que reporto de muito útil para o teu conhecimento e desenvolvimento, caso estejas interessado trata de saber mais.

O Comissário Europeu para a Educação, Cultura, Juventude e Desporto é Tibor Navracsics.

Há pouco mais ou menos quarenta anos, uma das minhas filhas aproveitou uma destas viagens pela Europa em Interrail.

No meu tempo, não existiam estas benesses, mas havia outros meios para quem queria viajar sem pedir aos pais que despendessem dinheiro.

Na altura o escudo era muito forte. Tínhamos essa vantagem, mas dinheiro é dinheiro e havia um incentivo geral: “Salazar manda produzir e poupar” que, tanto pobres como ricos seguiam sem discutir.

Quando tive vontade de conhecer todos os povos da Europa e as suas vivências telefonei para algumas Embaixadas a saber se nos seus países havia Campos de Trabalho para jovens.

Estive em vários, mas aqueles de que mais gostei foram os do Reino Unido. Trabalhava uma semana e o dinheiro dava-me para percorrer a Inglaterra durante duas. Quando o dinheiro principiava a escassear voltava a um Campo de trabalho onde tinha comida e dormida e eles indicavam onde eu podia mostrar as minhas capacidades de trabalhador.

Havia jovens de diferentes países. Camaradagem, cinco estrelas.

Recordo o do último ano e a amizade que fiz com três indianos e dois espanhóis. Os indianos tinham o hábito de fazerem caril. Os espanhóis eram convivas habituais, quando cheguei ao campo fui com eles.

Estranhei a panela com muito caril e só seis batatas. O cheiro ao caril era intenso. A cada um foi dada uma batata. Eles começaram a comer com um bocadinho de batata e duas ou três colheradas de caril que sorviam. Eu olhava desconfiado e receoso. Os espanhóis começaram a gozar-me. Quando me ofenderam nos brios chamando-me mariconço, meti uma colherada à boca. As lágrimas explodiram.

Todos riram, mas levei a batata até ao fim com umas oito ou nove colheradas de caril que ainda hoje recordo.

Um dos indianos, magríssimo e arrependido pela brincadeira convidava-me sempre para jogar ténis de mesa. Ele fazia os possíveis por perder, eu fazia o mesmo e ele acabava por ganhar.

No fim batia no peito, como um verdadeiro Tarzan e dizia ufano, mas com a modéstia de um professor “eat curry it makes you stronger.” Come caril, isso torna-te mais forte.

 

Anterior “Depois dos voadores, os automóveis sem condutor”

C.S

publicado por regalias às 06:14
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Portugueses no Mundo, ama...

. Dois milhões e seiscentos...

. Portugal, país de atrasad...

. LGBT nas escolas e prosti...

. Lésbicas e lésbicos têm d...

. Sociais-fascistas do BE e...

. Exércitos perdidos no tem...

. Auditem-se Forças Armadas...

. Maldade é própria dos fru...

. Portugal, país do poucoch...

.arquivos

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds