Domingo, 22 de Fevereiro de 2015

Cottinelli Telmo, o génio e a Canção de Lisboa

Para compreender a admiração, o respeito e o amor de milhões de portugueses por Salazar ao fazer dele o maior Português de sempre com mais de cinquenta por cento de votos do segundo classificado terá de verificar a qualidade e a hombridade de gente que com ele trabalharam.

Cottinelli Telmo foi um deles. Sobre o seu génio e obra está patente no Padrão dos Descobrimentos até 6 de Abril, uma exposição com entrada livre para admirar o talento deste homem excecional.

Quando desde há quarenta anos a esta parte o 25 de Abril não consegue apresentar alguém que se destaque pelo seu valor, antes pelo contrário ainda agora, passado todo este tempo aparece um rafeiro como o Carvalho da Silva, execrável lacaio de comunistas e socialistas a insultar governantes só para agradar a socialistas de quem espera apoio para a ambição deste boçal que pretende ser Presidente da República, está tudo dito.

A este bronco juntam-se outros funâmbulos, como a histriónica rapariga do Bloco de Esquerda que parece um toucinho lacrimejante quando fala, e tenta tudo para enganar o povo.

A comparação com esta canalha mesquinha, incompetente e leviana com os homens e mulheres que serviram o Estado Novo e que deram ao povo todo o seu apoio, trabalho, imaginação e saber não tem paralelo.

Cottinelli Telmo era um polivalente em áreas tão diversificadas como o Cinema, a arquitetura, a escrita, o desenho, a música.

A sua obra encontra-se por todo o país e ainda hoje perdura nos bairros da CP no Entroncamento, em casas sólidas de bela conceção e habitadas por ferroviários e ex ferroviários.

Nos Caminhos de ferro portugueses são de destacar a Estação Ferroviária do Sul e Sueste, a Estação Ferroviária de Vila Real de Santo António, a estação ferroviária de Barcelos, a remodelação da Estação do Rossio, onde trabalha como arquiteto.

Em 1933 realiza o primeiro filme português sonoro “A Canção de Lisboa”, cujo sucesso é estrondoso, não só pelo enredo como pelos atores António Silva, Beatriz Costa, Vasco Santana que enchiam todas as casas de espetáculos onde o filme era exibido.

Foi com homens de engenho e arte, como Cottinelli Telmo, que o país conseguiu unir-se e trabalhar com denodo para sacudir a miséria onde a Primeira República o tinha deixado e onde esta Terceira o voltou a meter com a ajuda de todos os chupistas que desgraçando o país com os seu paleio se guindaram a mordomias onde não diminuem os rendimentos para que o povo receba mais e não acabe por viver miseravelmente.

C.S

publicado por regalias às 07:27
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds