Domingo, 29 de Janeiro de 2017

D. João I, um mãos largas; D. Duarte e a Lei Mental

O Mestre de Avis, grato aos burgueses, ao povo e aos fidalgos que o ajudaram na luta contra Castela, para os compensar distribuiu títulos e terras em grande quantidade.

Ao Condestável Nun’Álvares Pereira deu-lhe quase metade de Portugal.

Só viu o grave da situação quando começou a Governar. O dinheiro não é elástico e ele tinha de arranjar uma solução sem melindrar os beneficiados. A melhor que encontrou, embora não ainda a suficiente, foi casar o seu filho bastardo, D. Afonso, 3º Conde de Barcelos, com D. Beatriz, filha única de D. Nuno Álvares.

Com este enlace ficou criada a poderosa Casa de Bragança, com fortes ligações à coroa, da qual, nos dias de hoje, ainda tem sucessores em Duarte Pio de Bragança.

O filho de D. João I, D. Duarte, passado pouco tempo de reinado vê-se confrontado com uma grave crise. O País foi assolado pela peste, de que ele havia de morrer.

Duarte, rei de 1433 a 1438, para obviar à situação faz publicar a “Lei Mental” pela qual fazia regressar à coroa todos os bens doados por D. João I e por ele próprio à falta de filho varão.

O irmão D. Henrique, não tinha falta de dinheiro. A Ordem dos Templários era o seu cofre-forte. Com inteligência e vontade de entrar no mar tenebroso e desconhecido, todos os anos enviava Caravelas com os indómitos marinheiros sondar aquilo que outros povos não tinham coragem para fazer.

Em 1434, Gil Eanes ultrapassa o Cabo Bojador (Sara Ocidental). O mesmo Gil Eanes e Afonso Baldaia atingem o Rio do Ouro e a Pedra da Gata. Em 1441 aportam ao Cabo Branco e Nuno Tristão descobre a ilha de Arguim.

Tudo era feito com muito arrojo, mas antecipado com muito estudo.

Um dos homens mais probos que nos relata com exatidão os acontecimentos dos reinados de D. Pedro I, D. Fernando e D. João I, é o Cronista-mor do Reino, e Guarda das escrituras régias, Fernão Lopes (1380-1459).

Sufocados pelas disputas sem sentido dos dias de hoje, os homens de antanho preocupavam-se com a realidade, a verdade e o bem-estar da Nação no seu conjunto, para que a sua sobrevivência, em nenhum momento pudesse ser posta em causa.

 

Anterior “As tentações dos velhos solitários”

C.S

publicado por regalias às 11:11
link do post | favorito (1)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


26
27
28
29

30


.posts recentes

. Ciganos são os únicos ser...

. As imoderadas exigências ...

. A saúde mental dos portug...

. Greve teatral no país das...

. É possível refazer a vida...

. Portugal adoeceu em 1974 ...

. Mais uma vez os EUA a cam...

. Liberdade para sacrificar...

. Escreva um livro para a p...

. Português, Inglês e Infor...

.arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds