Quinta-feira, 27 de Março de 2014

Dinis e a situação benévola de Ditadura Militar

O valoroso militar revolucionário Dinis de Almeida, numa daquelas tiradas próprias da inteligência de caserna, reconhece que Portugal estava numa situação benévola de Ditadura Militar.

Uma ditadura que sendo benévola era bem mais feroz e ameaçadora do que o Estado Novo, benevolamente autoritário e que os comunistas batizaram de Ditadura para confundirem os ainda mais ignorantes.

A Ditadura que o Dinis fala preparava os militares para o confronto que se adivinhava. É assim que aparecem os SUV (Soldados Unidos Vencerão) que tal como o Ku Klux Klan se apresentam de cara tapada nas entrevistas televisivas, sinal que as suas intenções não eram as mais apropriadas para uma Revolução de cravos. Ali havia gato escondido com rabo de fora como se provou nas eleições de 1999 em que Rosa Coutinho e Vasco Gonçalves surgem nas listas do PCP e o Dinis, mais tarde, fez o mesmo para uma Câmara Municipal.

A capear esta tropa-fandanga, na cintura industrial de Lisboa os comunistas criaram o sindicato da construção civil que sabendo manejar máquinas, picaretas, asneiras e com forte cabedal físico e voz tonitruante eram um reforço de peso e de medo para as populações.

Este Sindicato, em 12 de Novembro de 1975 resolveu cercar S. Bento. Pinheiro de Azevedo, Primeiro-Ministro, manda-os à merda, mas os Deputados acabam por ficar prisioneiros destes loucos que durante 36 horas não lhes permitiram receber alimentos com exceção do PCP, até que o Governo não aceitasse as reivindicações, o que acabaram por conseguir, incluindo uma nova tabela salarial.

Mais uma vez, gato escondido com rabo de fora.

A onda de contestação, de provocação e de leviandade foi de crescendo em crescendo.

Sartre veio de propósito a Portugal verificar as bens sucedidas experiências comunais, as ocupações de fábricas, casas e herdades. Foi até ao Ralis e viu como os majores, os coronéis e os brigadeiros comiam, lado a lado com praças e sargentos, tratando-se fraternalmente por tu.

Sartre que estava velho e incontinente não só teve que refazer algumas das suas teorias filosóficas como passou a urinar mais vezes nas calças e nos sofás, como Simone de Beauvoir relatou.

Aquilo que vai apressar a tomada de posição dos oficiais moderados e que sentem que têm urgentemente de se definir, sob pena de ficarem num regime comunista é, em 21 de Novembro, o juramento de bandeira de 170 recrutas do Ralis feito de braço estendido e punho cerrado e na presença do Chefe do Estado-Maior do Exército, General Carlos Fabião, Brigadeiro Rodrigues da Costa, Coronel Leal Almeida, além de uma delegação de pára-quedistas e de elementos da coordenadora das Comissões de Trabalhadores da Zona do Ralis.

Ao terminar o espectáculo Dinis de Almeida comanda e faz desfilar forças operacionais, orgulho do poder militar.

Melo Antunes corre a sossegar os camaradas moderados. Com a força que lhe conferia ter escrito o Documento dos Nove e a que vieram juntar-se mais 17 consegue adiar, por poucos dias, o confronto.

Acaba por convencer Cunhal a não ativar as forças que ele dominava, fazendo-lhe ver que perderia.

Melo Antunes, como fiel comunista sabia atirar a pedra e esconder a mão, garantiu a Cunhal que saberia defender o Partido Comunista, caso o PC fosse implicado e conotado com os defensores da Ditadura do proletariado.

Álvaro Cunhal chegou mesmo a arquitetar um plano de fuga tal como está escrito a páginas 301 e 302 do livro “Foi assim”.

Vamos saber o que acontece no 25 de Novembro.

C.S

publicado por regalias às 07:02
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub