Segunda-feira, 18 de Julho de 2016

Do orador sagrado ao político consagrado

Quem gostar de escrever e o queira fazer com perfeição tem no Padre António Vieira e no Professor Oliveira Salazar a beleza da escrita, a clareza do pensamento e a propriedade gramatical.

Lembrei-me do Padre António Vieira. Faz hoje 316 anos que faleceu.

E do Dr. Oliveira Salazar pela escrita e previsão do tempo em que vivemos.

O Padre António Vieira, além de orador sagrado foi político, Estadista eminente. D. João IV nomeou-o embaixador e enviou-o Europa fora para defender os nossos direitos depois da Restauração da Independência.

A sua capacidade como Diplomata sobressai pela argúcia como defende os interesses da coroa portuguesa, os Índios, os Judeus.

Só a sua inteligência, saber e dialética o salvam da Inquisição.

Tanto os sermões do Padre António Vieira como os discursos do Professor Oliveira Salazar, além de darem a noção perfeita do que é a elegância da escrita, e como deve ser utilizada de maneira clara, compreensível, sempre em tom elevado para forçar o leitor ou o ouvinte a ganhar mais força intelectual.

É o segredo destes dois génios do bem escrever para bem produzir.

Oliveira Salazar consegue transmitir o que é necessário ao povo e enviar, muitas vezes, mensagens ao mundo. Por esse motivo, raros foram os políticos que não o procuraram para ouvir a sua opinião e o seu sensato e natural conselho numa época conturbada.

Li um dos seus discursos na Revista “Lisboa Espaço”. Ele chama a atenção para o terrorismo. Afirma que “seria grave risco deixar arreigar a convicção de que o terrorismo é invencível”

Falando sobre a Europa diz “Sob o aspeto europeu, o mais grave da política norte-africana está em que o Mediterrâneo é demasiado estreito para se desenvolverem nas duas margens povos hostis”

Pensando sobre este ponto cheguei à conclusão, se calhar com presunção, que aquilo que vai acontecer com o Califado do Estado Islâmico é que ele se deslocará para África aproveitando as fragilidades da Líbia e de outros povos, sacudidos por pequenos conflitos e muitas mortes.

Os do Daesh vão proceder de maneira idêntica aos Judeus quando regressaram à Palestina. Vão comprar terrenos e aí instalar tudo quanto puderem retirar do Iraque e da Síria. Na Líbia já têm vastas extensões que dominam com facilidade.

Não sei se isto será assim, mas tenho a impressão que no Iraque e na Síria pode ter acabado o martírio que os Ocidentais despoletaram e a cujos catastróficos e nefandos resultados temos assistido e também sofrido.

 

Anterior “O homem é o mais selvagem e cruel dos animais”

C.S

publicado por regalias às 05:15
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Como aliviar o stress e p...

. Presidente beijoqueiro vi...

. Português - Russo, 69

. Português -Russo, 68

. Português - Russo, 67

. A Ditadura de Brandos Cos...

. “Tempo de guerra, e Tempo...

. Português - Russo, 66

. António Costa, incite ao ...

. Português -Russo, 65

.arquivos

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub