Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

Fantochadas perigosas continuam desde o 25 de Abril

Portugal está de rastos e a garotada e o amadorismo dos pretensos profissionais em organismos vitais para a confiança dos portugueses continua tal e qual como desde os primeiros tempos do falhado 25 de Abril, que governos, Deputados e Presidentes elogiam.

Uns fantoches chegaram mesmo a dizer que a golpada dos cravos, tinha sido copiada, não sei por quem, quando todo o mundo classificava Portugal como um manicómio em autogestão.

É preciso não apagar a memória, nem a manipular.

O Primeiro-Ministro Vasco-Gonçalves desbaratou grande parte da pesada herança que serviu para tirar Portugal da miséria.

O Golpe, foi facilitado por Marcello Caetano, que tinha dito a Spínola, que outra tentativa de Golpe, como a de 16 de Março de 1973, entregaria o poder.

Passados dois meses depois da folia, Vasco Gonçalves substituiu Palma Carlos e começaram os II, III, IV e V Governos do louco e dos incapazes.

Otelo, o chefe da Revolução, quando lhe entregaram o COPCON, a força mais poderosa do MFA, só faz e diz asneiras. Ele confessa que não sabia nada, que não tinha experiência, mas que tinha de decidir.

Quando começaram as ocupações das herdades, aconselha os trabalhadores a defender as terras com as caçadeiras e a seguir, ocuparem o maior número e as melhores herdades, que os militares os protegeriam. Com esta força, foram roubados 1,2 milhões de hectares de terras.

Ignorância, amadorismo, inconsciência fez de uma Revolução começada pacificamente e com todos os ingredientes para dar certo, num Golpe de garotos, que políticos, como Soares, Almeida Santos e outros do mesmo jaez, aproveitaram para se encherem de dinheiro, sempre com a ladainha da Democracia que os protegeu no esbulho.

A chamada de atenção para o Otelo e para o Vasco são dois dos muitos exemplares que destruíram, por estupidez, o país.

O que acontece hoje com o roubo das armas de Tancos vem desde a desgovernação do Vasco, onde o roubo de armas foi uma constante. Só de uma vez foram roubadas 1000 metralhadoras. Os militares tentam limpar a face, mas veremos se os comunistas da altura, não são hoje os seus descendentes; uns deixaram a tropa e outros ainda estão no ativo. É estes que querem ser protegidos. No fundo são todos amadores. Tal como os da NAV, do 112 etc., que não respeitam o trabalho, a segurança e a vida de quem a entrega ao serviço dos outros. No meio disto tudo, aparecem os espertos que exigem. Hoje, todo o fiel farrapo exige, indeminizações aos familiares dos acidentados, sabendo que eles possuem seguros que lhes garantem os pagamentos. Querem mostrar-se solidários. Infelizmente, aos quatro do Helicóptero, não garantiram a vida.

Vivemos num país de tontos, de amadores descoordenados. De tristes sem vergonha. De fantoches.

 

Anterior “Natal em Portugal”

C.S

publicado por regalias às 06:38
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


26
27
28
29

30


.posts recentes

. Ciganos são os únicos ser...

. As imoderadas exigências ...

. A saúde mental dos portug...

. Greve teatral no país das...

. É possível refazer a vida...

. Portugal adoeceu em 1974 ...

. Mais uma vez os EUA a cam...

. Liberdade para sacrificar...

. Escreva um livro para a p...

. Português, Inglês e Infor...

.arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds